Tableless

Busca Menu

Animando com jQuery

Seja o primeiro a comentar por

Um dos recursos mais procurados pelos designers (e programadores) em bibliotecas é animação. Existem bibliotecas e mais bibliotecas que fazem animações de diversas formas. Em prototype por exemplo, deve-se anexar a biblioteca scriptaculous para que seja possivel realizar animações. Já em mootools existem várias formas de resolver o mesmo problema, sendo assim um pouco mais complicado de lembrar de tudo isso. Por jQuery ser uma biblioteca simples com somente o funcional, o trabalho se torna mais simples, logo mais rápido de desenvolver as soluções.

Em jQuery – como já vimos aqui e aqui, temos animações que podemos usar nos projetos: slideUp, slideDown, slideToggle, fadeIn, fadeOut e fadeTo, além de show e hide. São efeitos simples que você pode utilizar em qualquer lugar, e suas nomenclaturas também sao simples a ponto de serem intuitivas na hora do serviço de fato.

Slide

Que tal experimentar fazer uma área onde o usuário clica em um botão de mostrar/ocultar menu? Com apenas duas tags, a jQuery consegue executar essa tarefa.

Tomemos a seguinte marcação:

[cc lang=”html”]

[/cc]

Apenas com HTML e CSS fazemos a versão que funcionará sem javascript. Pense sempre dessa forma, assim você não corre o risco de fazer javascript obstrusivo. É por isso que não foi colocado o link onde o usuário clicará para aparecer e sumir com a área. Veja como ficará este exemplo estilizado com apenas com algumas linhas de código de CSS.

Feita a primeira e a segunda camada (conteúdo feito no HTML e apresentação feita no CSS) partimos para a interação, que quem comanda é a jQuery. Primeiro, precisamos adicionar o link onde o usuário poderá clicar para fazer a área sumir e reaparecer, faremos isso dinamicamente com a ajuda do nosso Framework preferido. Com o método after (depois em inglês) adicionamos facilmente o nosso link.

[cc lang=”javascript]$(‘#area’).after(‘Mostrar/Esconder Área‘)[/cc]

Após isto, só precisamos adicionar a animação ao nosso botão, fazendo ele animar a área desejada. Com o comando toggle, nem precisamos nos preocupar com o estado no qual a área se encontra, afinal, ele vai aparecer e desaparecer conforme o necessário.

[cc lang=”javascript]$(‘#mostra-esconde-area’).click(function(){
$(‘#area’).slideToggle()
})[/cc]

Não esqueça que estes comandos devem estar dentro da função de inicialização da jQuery. Então o script final ficará assim.

[cc lang=”javascript]$(function(){
$(‘#area’).after(‘Mostrar/Esconder Área‘)
$(‘#mostra-esconde-area’).click(function(){ $(‘#area’).slideToggle() })
})[/cc]

Ao todo para fazermos a animação e a interação, não gastamos mais que cinco linhas de código javascript. Veja no exemplo final (ou com pouco CSS), como esse tipo de interação pode dar um gás na sua aplicação.

Opacidade

Uma outra propriedade que a jQuery trabalha e que pode resultar em ótimas melhorias na usabilidade do usuário é a propriedade opacity. Ou seja, a transparencia dos elementos, e graças aos métodos fadeIn, fadeOut podemos fazer um tooltip com poucas linhas de código.

Primeiro, escrevemos o HTML necessário. Sempre pensando de forma não obstrusiva, ou seja, se o navegador do usuário não tiver javascript habilitado, ele não deve ter sua navegabilidade atrapalhada.

[cc lang=”html”]

[/cc]

Com algumas linhas de CSS aplicamos uma interface interessante para nosso menu. Para a construção usamos o atributo title, assim o usuário que não estiver com o javascript habilitado poderá navegar no site vendo todos os recursos que ele teria se o javascript estivesse habilitado.

A primeira tarefa da jQuery é criar um span onde vamos colocar o mesmo texto do atributo. Não podemos manipular o atributo title, ele fica com o padrão do sistema operacional do usuário, já um span podemos implementar o que nossa imaginação mandar, até mesmo criar balões colocando backgrounds, se necessário.

Para fazer isso, precisamos usar o método each, que percorre todos os elementos chamados aplicando a cada um uma diretiva específica.

[cc lang=”javascript]$(‘#menu li a’).each(function(){
$(this).append(‘‘+this.title+’‘)
this.title=”
})[/cc]

No método each nós passamos uma função, nessa função, a palavra-chave “this” indica o item que está sendo tratado pelo each (um de cada vez), ou seja, cada link específico. A cada link appendamos, ou seja, adicionamos ao fim de seu conteúdo o valor de seu atributo title dentro de uma tag span. Depois, limpamos o valor de seu title. Assim, removemos o tooltip original, deixando apenas o que será aplicado nos próximos passos.

Agora, a mágica. Adicionamos aos links a ação de hover que irá exibir seus filhos (o span que acabamos de adicionar) e ao mesmo tempo adicionamos a ação de sumir quando ele sair, fazemos isso com o próprio hover. Poderiamos fazer isso com os métodos show, hide ou mesmo o toggle, mas para ficar mais interessante para o usuário, resolvi usar fadeIn e fadeOut. Veja que mesmo assim, o código não fica tão impossível de entender.

[cc lang=”javascript]$(‘#menu li a’).hover(function() {
$(this).children().show()
},function(){
$(this).children().hide()
})[/cc]

Enfim, aplicamos estes dois trechos de script ao nosso “inicializator-jquery” que fará com que esse script seja executado apenas após carregar a página, ou seja, quando todos os elementos já tiverem sido carregados. Também adicionamos ao CSS algumas linhas de código para deixar o tooltip amigável. Veja como é muito interessante esse efeito, agora com o nosso novo tooltip.

A jQuery manipula muito bem efeitos simples (mas que resolvem a esmagadora quantidade de problemas) que muitas bibliotecas insistem em deixar confuso demais ou complexo demais por adicionar mais e mais configurações para cada efeito. Por isso jQuery é uma ferramenta muito poderosa.

Publicado no dia