<
Menu

Tableless


webkit-opera

Webkit to the people

204

Startup e propósito

interfacetouch

Especificação para touch screens

survey-post

Survey do mercado web nacional


Faculdades, cursos e conhecimento

Conversando com um pessoal outro dia, fiquei pensando em faculdades, cursos ou especializações que pessoas da nossa área podem fazer (ou não) para melhorar sua profissão. Gosto de brincar quando alguém diz que está na faculdade ou que vai começar a cursar alguma. Eu sempre digo: – Faculdade? Blah! Para quê? Perda de tempo. É […]

Conversando com um pessoal outro dia, fiquei pensando em faculdades, cursos ou especializações que pessoas da nossa área podem fazer (ou não) para melhorar sua profissão.
Gosto de brincar quando alguém diz que está na faculdade ou que vai começar a cursar alguma. Eu sempre digo: – Faculdade? Blah! Para quê? Perda de tempo.
É uma brincadeira (com fundinho de verdade?), claro. Mas o assunto é: o que vai decidir qual faculdade tenho que cursar, levando em consideração minha área de atuação como desenvolvedor web?

Uma boa parte da minha vida trabalhei fazendo HTML/CSS + Design. Efetivamente nunca precisei de algum curso ou faculdade para poder exercer meu trabalho. Em contrapartida conheço outros profissionais que trabalham com a mesma coisa, mas cursam faculdade de publicidade ou design, por exemplo.

Qual curso fazer para melhorar meu/seu estado de profissional web?

Tendo uma breve conversa com o Fred (no ELPI aqui em São Paulo), ele falou uma coisa bem curiosa: se o Google decide contratar um desenvolvedor web para a equipe do Orkut, por exemplo, um desenvolvedor que cursa algo relacionado à Ciência Sociais seria um destaque.
E ele tem razão. Um profissional que consiga consiliar suas especialidades técnicas de desenvolvimento web com seu conhecimento em Ciências Sociais, seria muito valioso para o trabalho com comunidades, comportamento de massas e tudo que uma rede social como o Orkut representa… Ele teria uma mente aberta para novas idéias e saberia quais caminhos tomar para implementá-las.
Outro exemplo básico: qual curso o desenvolvedor que trabalha diretamente com AI (Arquitetura de Informação) poderia fazer? Biblioteconomia seria interessantíssimo. Diretamente o curso não tem nada a ver com tecnologia e nem precisa ter. O cara adaptaria o conhecimento que ele aprenderia em Blibioteconomia para a área de web.

Se você trabalha com implementação client-side. HTML+CSS, especificamente. Aconselho encontrar um curso mais direto, como os da Visie (jabá), que são cursos curtos e vão te dar resultados rápidos. Não adianta procurar um curso de faculdade. Você não vai achar nada que te ajude a implementar HTML/CSS mais rapidamente ou melhor.
Agora, se você trabalha com HTML+CSS mas também faz Design, ou seja, cria layouts e etc, além dos cursos como os da Visie, que te ajudarão na parte técnica, uma faculdade de Design e Artes, te ajudariam no outro lado do seu trabalho. Um lado que precisa de mais apoio, mais estudo.

Desenvolver para web é um ramo muito amplo. Existem várias ramificações e cada uma dessas ramificações sugam conhecimentos e características de outras profissões. O jeito é adaptar essas informações, adquirir conhecimento e se transformar em um profissional diferente.

E eu continuo com meu segundo grau completo. :-)

Por Diego Eis

Diego Eis criou o Tableless para disseminar os padrões web no Brasil. Como consultor já treinou equipes de empresas como Nokia, Globo.com, Yahoo! e iG. É palestrante e empreendedor.

http://about.me/diegoeis/

Mais posts do autor

Comentários (82)

  • Scanfer

    Na minha humilde opinião, faculdade é muito pouco hoje em dia. O mínimo necessário.

    Seu deu bem sem faculdade? Fico feliz por você e dou a dica: Se daria melhor ainda se tivesse feito uma.

    Mais conselhos apenas mediante pagamento.

    Valeu! hehe

  • Marx

    Sinceramente, ainda acho que para um webdesigner, a melhor faculdade continua sendo a de DESIGN. Já que no brasil não temos cursos como o de design Digital, muito comum na europa e EUA.

    Eu acho muito mais fácil uma pessoa aprender programação de forma autodidata (pois o material é muito mais amplo e de fácil acesso) do que formar-se um designer completo e com conhecimentos realmente aprofundados na área apenas com os materiais disponíveis por aqui (inclusive a internet é fraca nesse sentido).

    Falo isso apesar de só ter entrado pra faculdade 5 anos após já trabalhar com desenvolvimento web.

  • Pedro

    Se eu pudesse voltar no tempo, ao invés de gastar 5 anos fazendo faculdade, gastaria 5 anos estudando para concurso público, e hj teria uma boa renda fixa e tempo para fazer a faculdade que bem entender…

  • http://portaldaclube.globo.com Isaac Nathan

    O engraçado é a descomplicação e a facilidade de aprender esse ramo no autodidatismo, pesquisa Web, faculdade às vezes complicam demais. Vamos nós com nosso Segundo Grau Diego, sou desenvolvedor Web de uma afiliada da Rede Globo e Professor de XHTML/CSS.

  • Andrew

    O intuito de uma faculdade deveria ser o de ensinar as bases do conhecimento, para que depois voce com suas proprias pernas aprender o que achar melhor.

    Do que adianta a faculdade te ensinar Java, .Net entre outras e não te ensinar o basico. Metodologias de desenvolvimento, Sistemas Operacionais e até algumas matérias de humanas que voce acaba achando inuteis mais depois percebe o quão importantes são para sua carreira.

    O grande problema da maioria dos cursos que existem por ai é que são simplesmente para fazer voce conseguir um emprego rápido.

    Te ensinam uma Lógica de Programação porca, uma linguagem da moda e em pouco tempo voce já está apto a trabalhar( com baixa qualidade é claro ).
    Mas então o tempo passa e aquilo que voce aprendeu na faculdade (coisas da moda), não são mais pedidas, e então voce com seus conhecimentos superficiais não consegue aconpanhar a evolução, voce precisa aprender Java por que está dando dinheiro mais não tem noções de OO.

  • Felipe

    Esse é o problema da informática não ser regulamentada, não ter um conselho. Qualquer um faz um cursinho de 20h e já acha que é programador ou webdesinger e que não precisa de mais nada além do google.

    Mas isso nem sempre será assim. Faculdade será o básico para quem quiser sobreviver nesta área tão concorrida, claro, estou falando de profissionais, não do sobrinho que faz um site para o tio.

  • guilherme

    o pior que hoje até padeiro faz site, o mercador em informática em geral teria que ser reconhecido, como padeiros e sobrinhos, que fazem sites por R$ 100,00 ou R$ 200,00 tiram serviços deslealmente de pessoas altamente qualificadas ….

    uma falta de responsabilidade onde o cliente gasta dinheiro e não tem retorno devido a esses tipos de pessoas que fazem qualquer coisa por dinheiro

  • Felipe

    É provável que se no Brasil a educação fosse valorizada e a qualidade fosse boa, este artigo tivesse menos erros de português (não é para ofender, mas é a realidade do país).

    Com certeza uma faculdade não garante a qualidade de um profissional e muito menos que o mesmo será bem sucedido, porém os que procuram educação superior e a fazem bem feita possuem um diferencial absurdo. Mas é importante ressaltar que de nada adianta um curso superior se o primeiro e o segundo graus foram cursados de forma medíocre.

  • Felipe

    Muitas vezes voce precisa de um curso superior para entrar em uma empresa de porte grande. Acho que se voce pretende entrar em algumas dessas empresas procure sim uma faculdade. Mas se voce quer montar uma empresa, ou trabalha por conta propria talvez não seje necessario uma faculdade.

    Blz? vlw

  • Picolo

    ” Eu sempre digo: – Faculdade? Blah! Para quê? Perda de tempo.
    É uma brincadeira (com fundinho de verdade?), claro. ”

    O crescimento pessoal e cultural que você leva de um curso universitário, não importando a área, sempre o destacará. O raciocínio de projeto e constante inovação que um curso de desenho industrial de verdade (design, para leigos) dá ao profissional formado, desafia até mesmo um engenheiro. Será que você consegue tornar seu “design” eterno?

    Gostaria de saber de qual “fundinho de verdade” a que se refere. Conhecimento técnico e de mercado, só é aprendido na prática ou na busca pessoal, dificilmente aprendemos tudo na faculdade. Qualquer um, desde que interessado, determinado e competente, consegue ser um bom profissional, como exemplo, conheço um projetista de instalações prediais, inclusive premiado, que não possui diploma de engenharia, sequer de técnico. Muito menos CREA! E está a 30 anos no mercado, com seu empreendimento.

    Mas há coisas que aprendemos somente na prática e coisas que aprendemos somente na faculdade. Como quem está na faculdade, futuramente estará no mercado, sugiro que faça seu curso logo, não importando qual. Ou você acredita que dessa forma continuará competitivo? A pessoa que conheço está se aposentando, e os tempos eram outros…

  • http://baudovalentim.blogspot.com/ Fábio Valentim

    Pois como falam. Isso me deixa até meio irritado com as pessoas que não dão uma mínima para faculdade e acabam ficando no comodismo. Como disse o o amigo meu de cima, hoje você está na Visie e amanhã? Esse consceito precisa ser revisto sim, pois a faculdade é o grande diferencial do mercado.

  • Marcos

    Concordo com os colegas que dão valor ao ensino superior. Dizer que uma faculdade não serve pra nada é de uma ignorância sem tamanho.

    Claro que existem bons cursos e cursos ruins (também existem as pessoas que só querem a faculdade para ter o diploma e pendurá-lo na parade, o que acho que acontece com 80% das pessoas), mas uma boa faculdade, seja lá qual for, acrescenta, e muito, ao seu caráter, a sua personalidade, a sua maneira de ver e interpretar as coisas, acrescenta muito a sua vida.

    Existem pessoas que acham que saber programar Java, .net ou seja lá o que for, é a única coisa de que precisam, o resto é baboseira. Afinal quem precisa saber escrever, falar, interpretar um texto… Contanto que saiba programar e tenha um salário legal, tá tudo certo! Acredite, as pessoas pensam assim!

    É muito triste e até revoltante o menosprezo que algumas pessoas demonstram quanto ao saber.

    Querem uma dica de verdade? Estudem o Java, o .net, o Javascript, HTML, CSS, ou seja lá o que for, mas não deixem de fazer uma faculdade. Acreditem! Vocês se tornarão profissionais muito mais completos e capacitados, e seres humanos muito melhores também. Mas façam isso com prazer e vontade, não vá pra faculdade apenas para pegar um diploma.

    Ignorem comentários estúpidos que dizem que faculdade não presta.

  • mari

    Concordo com o Marcos. Se há tempo (porque faculdade, especialmente na área das exatas demanda muito esforço), e muita vontade, não existe lugar onde aprender mais. Não só pelo curso em si, mas pela convivência com professores, pesquisadores e estudiosos da área.

    Mas eu entendi o que tu quis dizer Diego. Pelo que tu falaste, para web design, criação de sites, etc, outros cursos que não ciência da computação de fato podem ser mais apropriados.

  • Fernanda

    Talvez você devesse fazer uma faculdade de língua portuguesa, ou um “cursinho rápido” mesmo…

  • http://tableless.com.br/ Diego Eis

    Pode deixar que eu vou me esforçar mais Fernanda! ;-)

  • Janjão web

    Incrivel, como o pessoal acha que por causa de um “DIPROMA”, podem ser melhroes que os outros.
    MMuitos dos desenvolvedores/Webdesigners se esquecem da Língua Portuguesa e do Inglês.
    É, do INGLÊS, é um absurdo ver profissionais do ramo não saberem mexer em TAL software porque ele é Inglês, se fosse em Português ficaria mais fácil… SERÁ?

    Me dá dó quando vejo fóruns, sites ligados a nossa área com o total ESTUPRO de nossa Língua Portuguesa.

    Talvez uma facuildade de JORNALISMO/LINGUAS ajudaria esta galera a se comportar melhor.

    Sou auto-didata, tenho o 2o. Grau apenas, porém não sou nenhum ANALFABETO, como se o Cusrso Superior indicasse que o indivíduo seria apto a todos os empregos.

    Explique-me como que eu ganho MAI$ do que um amigo meu formado em Ciência da Computação há 3 anos atrás?

    Não sou contra a Faculdade, pretendo até Cursar, mas acho que o ramo de Medicina/Direito seriam os melhores e mais rentáveis.

  • http://www.paradoxscene.com Rodrigo

    “Post infeliz.

    Não façam faculdade, deixe as portas do mercado aberto para nós, vire pedreiro.”

    Conheço muito pedreiro que saberia flexionar corretamente o “aberto”, que no caso deveria ser “abertas”, por fazer referência às portas.

    Sobre o que é bom e o que não é, o bom mesmo é saber bem o quer pra vida. Quem tem tempo e dinheiro, não custa nada fazer uma especialização.
    É tudo um investimento. Existem investimentos bons e ruins, é tudo uma questão de pesquisar bem, saber muito bem o que vai estudar na faculdade. Acredito que quem pode trabalhar um pouco e medir os conhecimentos vai saber extrair muito mais de uma faculdade, evitando desilusões e profissionais não especializados, baratos, enfim.

    Como diria Frank Zappa: “Quer estudar vai pra biblioteca. Quer fazer amigos, sexo, zoar, vai pra faculdade.”

    (minha interpretação: Estudar agente pode fazer sempre. Não culpem não estar numa faculdade para não estudar, não ser uma pessoa melhor, um profissional capaz de resolver problemas maiores e “melhores”)

  • http://www.nunomedia.com Nuno Marques

    Ola pessoal, devo dizer q encontrei este site hoje e esta materia foi muito importante, li todos os comentários. Mas agora gostaria de dizer o seguinte:
    Já diziz o mais velho, voce aprende sozinho, vai para universidade para moldar os conhecimentos e te guiar também, abrir seus horizontes.
    Sou estudante de computer science and computer networks, devo dizer que neste ramo, voce nao precisa de vir para a universidade, claro que não, mas para eu ter um professor magistrado, que a sua empresa faz projectos para famosos do mundo, talvez sim e talvez um dia trabalhar para ele. Mas o que quero dizer é que actualmente algumas universidades ja s tocaram disso, que aui não é só programar. Eu dou disciplinas de negócios, behaviour etc. E voce começa a moldar a sua personalidade socialmente com muitos dos profissionais amanha.
    Na verdade eu também tou um bocado eu duvida sobre o meu curso, irei continuar no ramo mas quero realmente algo q eu goste.
    Por exepmplo eu gosto de design e security network, mas talvez n tenha este dois cursos em um, entao escolho um e depois talvez especializo-me no outro.
    Resumindo:
    Faça universidade sim, se puder. Senao estude e ganhe experiencia. Um abraço e muito bom poste, em parte voce tem razao. Mas todos os curos precisam se actualizar…

  • http://www.tibumweb.com.br Adriano Lopes

    Um professor meu da Faculdade me disse – “Na faculdade não da pra aprender merda nenhuma” (justamente com essas palavras) “Você aprende trabalhando cara a cara com os problemas”. E isso é verdade semprei tentei aprender tableless mais me faltava vontade e tambem nem sabia direito pra que servia. Mais quando entrei em uma empresa e me pediram pra fazer um layout em Tableless aí corri atras e em 3 dias aprendi o suficiente pra se fazer o layout.

  • paulo henrique

    vejam soh:: 15 anos, estudando webdesign (autodidata) umas 5 horas por dia, amo isso, lendo tudo que é texto bom e fundamentado, livros norte americanos(eu ainda num fiz o curso de ingles, então to indo na unha mesmo^^ ) , amo webstandards, o w3c eh meu recurso predileto, websemantica, etc…
    mas , estudar mt, e ter q ouvir q webdesign não dá futuro… eh dose… eh isso q eu ouço mt por ake em PE. agora me digam soh, como alguem pode gostar tanto de uma coisa, e sentir q naum tem futuro nela??? eh certo q o webdesign num estah taum difundido quanto ele deveria ser… 2º ano do ensino medio, ano q vem vo ter q decidir… acho q vo pra ufpe mesmo,em design, pois o curso de webdesign ake, tem mais nome na ‘unibratec’ , onde saum excessivamente caros… acho q bill gates num veio visitar pernambuco pra ver os cursos de webdesign, e sim os projetos pra sua propria empresa, eh meu amigos, ta dificil…

  • http://www.mikaelcarrara.com Mikael Carrara

    Paulo Henrique,

    A única coisa que não dá futuro é escrever dessa maneira. Atente para o português, depois se preocupe com Web.

  • Wagner

    O principal problema com as faculdades e universidades é que não tem e nunca tiveram didática ao ministrarem seus cursos…. não sabem por em prática o que ensinam e prepararem os alunos para o que o mercado de trabalho realmente precisa. Na area de ciência da computação enchem a cabeça do aluno com um monte de cálculos que na maioria das vezes ele nunca irá usar no dia a dia… tem cara que está no terceiro ano de ciência da computação e não manja nada de hardware, não sabe nem distinguir uma placa de modem de uma placa de rede… também… com essa merda de MEC que acha que determinadas materias devem serem inseridas em cursos que não tem nada a ver. Um exemplo foi o curso de Processamente de Dados que fiz em 99, imaginem que no primeiro ano fazia parte do curso: cidadania e cultura, noções gerais de direito e comunicação e expressão da lingua portuguesa… onde é que essas merdas serão úteis? Desisti dessa merda de faculdade no primeiro ano e fui fazer um curso técnico no SENAC na mesma área… e olha que aprendi muito mais do que se tivesse continuado naquela faculdade mediocre.

  • Diego CK

    Final feliz. Nem toda história termina dessa forma. O principal problema do Brasil é o estilo do ensino. O professor sempre é o responsável por nos ensinar, nos dizer tudo o que queremos saber. Você vai numa sala de aula, senta numa cadeira e espera que ele te fale tudo o que você precisa saber. Se for fazer uma faculdade com esse pensamento aí é melhor ficar com alguns cursinhos técnicos sobre assuntos específicos. Agora, se quiser aprender, tirar dúvidas, com profissionais de diferentes áreas, pesquisar, desenvolver projetos, participar de feiras, realmente ter um crescimento profissional, pode se matricular em algum vestibular por aí.

  • http://lypriscila@hotmail.com Danielly

    eu estou cursando o terceiro ano e ainda não sei o que devo fazer da minha vida,a faculdade…
    Me ajudem.

  • Stéfany

    Bom…tb estou no terceiro ano e ainda ñ encontrei um curso que me interesse o bastante para fazer na facul…
    Fico um pouco com dúvidas, pois apesar de estar cursando o terceiro ano, faço o curso Técnico de Saúde e Segurança no Trabalho…
    Mas nem sei se quero continuar nessa area, apesar de ser bem recompensada hoje em dia…

    Obrigada!

  • http://www.cutmaster.com.br Artecli

    Bom, li tudo ou todos os tipos de opiniões e resolvi colocar a minha !

    Até hoje por falta de oportunidade de trabalho não fiz a minha sonhada faculdade, pois como postarão acima, quem faz faculdade com intuito de ter bons salários, ótimo ficará desempregado na primeira oportunidade que a empresa poder, meter o pé no seu traseiro.

    A dica é estudem sempre o que realmente deseja ser o melhor, tenho cursos técnicos de eletrônica,cursos em linux,cursos em windows server,monto hardwares e homologações em gerais,construo sites,crio redes de médio porte,tenho um excelente desenvolvimento em ACCESS e agora estou estudando didaticamente Mysql,em fim, Vocês acham que alguma faculdade ensinará isso assim, com você realmente deseja ?
    claro que não.

    Então força de vontade orações para que DEUS abra a mente, instalar softwares sempre em inglês,pois pegando tutoriais em inglês são tudo receita de bolo e vocês não precisão se matar em traduzir nada, quem por exemplo cria sites e instala o dreamwaver em português quando se deparar com o mercado apanhará como se não tivesse aprendido nada,ok.

    Agora eu vou fazer a faculdade mais como todos opinaram acima,numa área que complemente as minhas idéias.

    Continuem fazendo faculdade sem saber o que quer da vida,pois garantirá boas oportunidades para mim no futuro,pois sempre serão incompletos e quando uma linguagem nova ou algo de novo surgir, quem cursou universidade de qualquer forma não terá a capacidade de estudar didaticamente e terão que ter dinheiro para fazer cursos para aprender rápido o que querem rsrsrsrrs.
    Eu irei a Litec na rua vitório no centro de São Paulo e compro o livro especifico e aprendo o que quero, é isso ai continuem assim.

    Artecli

    Vulgo DJcutmaster “M”,rsrsrsr

  • http://www.flogao.com.br/natypops natalia

    É a mentalidade que é formada no meio acadêmico que mais conta, a filosofia do pensamento e principalmente o “Aprender a Aprender”, isto definitivamente é o mais importante de tudo, pois quem faz a faculdade ser boa é o aluno. Se ele não levar a sério, passa de ano sem saber e empurra tudo com a barriga tornando-se um profissional, digamos, não tão bom.e Só entrando em uma faculdade para saber como é, e lhes digo: – Com certeza irá mudar seu modo de pensar e ver as coisas, isto de fato, é certeza

  • Rafael

    O pessoal fala muito de autodidata, html, css e não sei mais o que… e que ja fazem layouts de site nos padrões, que não precisam de facul! e o design onde fica? conceituar o trabalho? não esqueçam disso. Visual é uma coisa, programação é outra. Mais fácil um designer aprender css e html e ter um ótimo resultado do que um programador aprender a fazer layouts bonitos e querer se intitular web designer!

    são 2 coisas diferentes, web designer (quem faz o visual do site)

    e desenvolvedor web ( quem faz a programação do site).

  • lais vaz

    olha eu gostei desse site eu tenho 16 anos e já ta na hora de saber q faculdade fazer, mais eu nao acho q isso seja uma tarefa facil , pois vc tem que decidir com muita certeza. eu eu queria dicas sobre isso…

  • http://www.facebook.com/xakurinha.teste Xakurinha Teste

    Lembro na época que cursei, eles mudavam o nome dos cursos de 2 em 2 meses, o que era técnico em software, virou técnico em manutenção, e depois foi pra técnico webdesign, pra finalmente chegar em técnico de informática. unibratec é puro lixo.

  • Jorge

    Eu sou programador Asp.Net, e tenho dificuldades no front-end gostaria de saber se existe algum curso bom ou ferramentas boas para se praticar, até mesmo livros, artigos. quem puder me dar o caminho das pedras eu agradeço. Araços

  • William Carvalho

    Qual o sentido desse “artigo” se auto afirmar ao dizer que faculdade é algo desnecessário? acho que isso é uma escolha muito pessoal, porém é extremamente nítido o que a falta de estudos causa em um profissional como por exemplo esse “artigo”. Você está misturando as coisas , dizer que OUTRAS áreas são complementares para a área de T.I tudo bem, por exemplo biblioteconomia o.O agora um biblioteconomista não é um desenvolvedor amigo… ou seja sua mentalidade está muito presa a suas próprias limitações, se abra e vá p/ uma faculdade garanto q irá adorar e vai crescer bastante. Falo isso com todo respeito ok… e SIM ESTUDEM e cursem faculdades, leiam, cursos técnicos e especializaçoes etc etc…