Tableless

Busca Menu

Front-end e WordPress: uma relação de amor e amizade

Seja o primeiro a comentar por

É bastante comum o desenvolvedor front-end conseguir trabalho como freelancer e precisar do desenvolvedor back-end para tornar o site dinâmico. O cliente fica feliz, pois de forma rápida, ele consegue criar novas páginas, postagens, atualizando por conta própria o conteúdo. Mas atualmente, o front-end não precisa mais desta dependência: ele pode usar o WordPress.

Ok, mas o WordPress usa PHP, uma linguagem back-end, correto?

Sim, mas isto não é impede de tornar a ferramenta facilmente configurável, mesmo que você não entenda de linguagens de programação.

O objetivo deste post não é oferecer um conhecimento da linguagem, mas levantar os tópicos mais comuns sobre a sintaxe de funcionamento da ferramenta.

O WordPress

O WordPress foi criado para ser usado como uma plataforma de criação e administração de blogs, mas hoje ele evoluiu bastante, e tornou-se um grande CMS (gerenciador de conteúdo), que é utilizado para criar sites dos mais simples aos mais complexos.

Confira o showcase que mostra grandes sites que foram criados com o uso deste CMS.

A Hierarquia

Para transformar seu site HTML em um tema, é necessário conhecer a hierarquia de arquivos do WordPress.

A Simplicidade

Como dito anteriormente, não é necessário ter conhecimentos avançados em PHP. O WordPress possui muitas funções nativas, como por exemplo, buscar o título da página, criar queries personalizadas, acessar informações de usuários, entre outras.

Tais funções nativas evitam o desperdício de tempo e raciocínio, pois muito delas foram confeccionadas para atender as mais comuns utilidades assim como os casos mais específicos.

Veja o exemplo de algumas delas:

  • the_title()Retorna o título da página ou do post;
  • the_excerpt()Traz o resumo do post e da página;
  • the_content()Traz o conteúdo completo da página ou do post;
  • the_category()Traz todas as categorias de um determinado post;
  • single_cat_title()Traz o nome da categoria.

Aqui tem uma lista com todas as funções do WordPress.

E o banco de dados?

O WordPress já vem com a configuração do banco de dados. Basta conhecer como funciona a função WP_Query() e passar através de um parâmetro o que você deseja acessar. Como este é um post para iniciantes em Wordpress, é possível criar de forma rápida queries, posts types e outras funcionalidades para que o tema funcione corretamente utilizando o site GenerateWP. Com ele você pode gerar funcionalidades como: shortcodes, sidebars, posições de menu, entre outras.

Custom Post Type, o que é isso?

Custom Post Type é uma maneira de criar conteúdos personalizados para o seu site. Exemplo: o WordPress possui os custons post types  Post e Page, mas você pode criar um post type chamado Portfólio, Filmes, Imóveis, etc.

Nestes posts types também é possível criar campos personalizados. Para saber mais sobre Posts Types confira este artigo do Paulo Rodrigues Custom Post Types WordPress

Publicado no dia