Tableless

Busca Menu

Indexando mobile-first – Google anuncia novidades

Seja o primeiro a comentar por

Segundo o Google, atualmente a maioria das pessoas já fazem busca utilizando um dispositivo móvel. Entretanto, os sistemas de classificação ainda costumam olhar a versão desktop do conteúdo da página em questão para dar relevância ao usuário. Pensando em mobile-first, isso pode trazer alguns problemas caso a página mobile tenha menos conteúdo do que a página desktop porque os algoritmos do Google não estão avaliando a página que está sendo vista pelo usuário da página mobile.

Para fazer com que os resultados sejam melhores, o Google está realizando experimentos para dar mais atenção à indexação de conteúdo mobile-first. Embora o índice de pesquisa do Google continue a ser único para sites e aplicativos, os algoritmos acabarão por usar principalmente a versão móvel do conteúdo de um site para classificar as páginas deste site, para entender os dados estruturados, e para mostrar trechos dessas páginas nos resultados da pesquisa. Eles deixam claro que, enquanto este novo índice seja construído para páginas móveis, vão continuar a construir uma boa experiência de pesquisa para todos os usuários, sejam eles provenientes de dispositivos móveis ou desktop.

Como essa mudança de indexação é algo muito importante, o Google vai iniciar um processo de experimentação ao longo dos próximos meses, numa escala pequena até que estejam confiantes o suficiente e liberar essas mudanças a todos os usuários.

Embora estejam apenas começando tal mudança, eles já dão algumas recomendações para ajudar os desenvolvedores a preparar seus sites para o mobile-first:

  • Se você tem um site responsivo ou um site de exibição dinâmica e o conteúdo seja equivalente nos dispositivos móveis e no desktop, você não precisa mudar nada;
  • Se você tem alguma configuração no seu site onde o conteúdo principal é diferente no mobile e no desktop, você precisará então considerar os seguintes pontos:
    • Certifique-se de utilizar marcação estruturada tanto para a versão mobile tanto quanto para a versão desktop;
    • Verificar a equivalência da sua marcação estruturada no mobile desktop digitando a URL de ambas as versões na Ferramenta de Teste de Dados Estruturados e comparando os resultados;
    • Ao adicionar dados estruturados para um site mobile, evite a edição de grandes quantidades de marcação que não seja relevante para o conteúdo desta página;
    • Use a Ferramenta de Teste de robots.txt para verificar se a versão móvel é acessível ao Googlebot;
    • Os sites não precisam fazer mudanças nos canonical links. O Google vai continuar a usar esses links como guias para os resultados no desktop e no mobile;
  • Se você tem um site cuja versão desktop foi a única verificada no Search Console, lembre-se de adicionar sua versão mobile;
  • Se você tem somente uma versão desktop do seu site, o Google vai continuar a indexa-lo normalmente, mesmo utilizando um agente mobile para ver seu site.
  • Se você está construindo uma versão mobile do seu site, tenha em mente que um site para desktop completo é melhor do que um site mobile incompleto.

Gostaria de salientar a importância em focar no mobile de agora em diante. Cada vez mais utilizamos o smartphone no lugar do computador para acessar informações e precisamos que essas informações sejam relevantes e carreguem rapidamente, e claro, o Google entendeu isso e está trabalhando para melhorar cada vez mais a experiência mobile de seus usuários.

Esse material foi extraído do blog Webmasters do Google, onde você poderá discutir com outros usuários e também encontrará os links para os fóruns para webmasters.

Publicado no dia