Tableless

Busca Menu

WHATWG e o HTML 5

Seja o primeiro a comentar por

WHATWG and HTML 5 FAQ:

Em 2004, depois de um workshop do W3C, Apple, Mozilla e Opera estavam se tornando cada vez mais preocupadas a respeito da direção do XHTML no W3C, perda de interesse no HTML e aparente indiferença para com as necessidades dos autores do mundo real. Então, em resposta, essas organizações ajustaram-se com a missão de enfrentar essas preocupações e o Web Hypertext Application Technology Working Group nasceu.

Hoje em dia, o WHATWG é uma crescente comunidade de fornecedores de browsers, web developers, e outras pessoas interessadas no desenvolvimento da próxima geração do HTML e tecnologias relacionadas, especificamente projetadas para permitir aos autores escrever e distribuir aplicações na World Wide Web.

O W3C começou a se distanciar, em alguns aspectos muito importantes, da realidade do mercado, das necessidades dos desenvolvedores. E o WHATWG tem feito um trabalho excelente nesse sentido. Uma das criações deles, os Web Forms 2.0, por exemplo, foram aceitos e publicados como um draft pelo W3C.

A questão mais comentada, até o momento, é a relação entre o HTML 5 e o XHTML. Não existe nenhuma incompatibilidade entre eles, e o trabalho do WHATWG é feito para ampliar e melhorar o HTML e o XHTML. Mas a existência do HTML 5 é um movimento muito diferente dos feitos pelo W3C, que tem demonstrado que o HTML será descontinuado e vamos todos escrever XHTML.

Eu não tenho uma idéia clara sobre o assunto. Por um lado, eu adoro a possiblidade de se usar documentos HTML como XML. Estou desenvolvendo uma aplicação, um mash-up feito em cima de uma aplicação online que não oferece webservices ou APIs públicas, mas cujo código é xhtml válido. Em breve vocês vão ter notícias disso. O trabalho de integração com a aplicação existente não foi muito mais do que escrever um documento XSLT. Por outro lado, você há de concordar comigo que exigir que cada documento publicado na web seja XML válido parece um alvo muito elevado, muito longe da realidade atual.

Bem, você pode ter uma idéia do que é possível fazer com Web Forms 2.0 neste artigo. Se quiser partir logo para a ação e ver a coisa toda funcionando, acesse essa página de demonstração usando o Opera 9. Se você abriu a demonstração e não leu o artigo, exiba o código fonte e perceba que tudo ali é feito sem javascript.

Publicado no dia