Tableless

Busca Menu

A plataforma chamada Web

Seja o primeiro a comentar por

Acho que você já ouviu falar sobre Flickr, Backpack, Writeboard, Wikipedia, gMail, del.icio.us, e outros sistemas que estão na moda.

O que os sistemas citados acima tem em comum? Por que eles
estão fazendo tanto sucesso? Por que sempre que vejo o nome deles, sempre tem algo a ver com Web 2.0?
Simples: Eles estão tratando a web de uma forma diferente. Eles estão tratando a web como uma plataforma, um lugar “onde as coisas acontecem”. Eles tratam a “informação” com um carinho especial.

Volte no tempo uns 2 anos, lembra-se da web que você acessava nesse tempo? Lembra-se de quem ia atrás da informação? Quem é que tinha uma lista interminável de links para acessar religiosamente só para ver se havia alguma novidade?
Bem, não sei quanto a você, mas há 2 anos atrás eu não navegava tanto como hoje, não lia tanto quanto hoje, não blogava tanto quanto hoje. Colocava limites na minha lista de links regulares, que já não era tão pequena. Então o quê mudou?
Mudou o jeito de como nos damos com a informação.

Se antes, ter informação precisa era uma coisa difícil de conseguir, atualmente ela se tornou a coisa mais fácil. Hoje posso ter a previsão do tempo de toda a semana no meu Desktop, ou saber quando meus sites prediletos disponibilizaram alguma novidade.

Sistemas como Writeboard ou mais complexos como o Wikipedia, criam um ambiente colaborativo, facilitando o compartilhamento da informação para várias pessoas, numa simplicidade nunca antes vista na Web.
Informação mutante. Viva e se mexendo.

Informação precisa a qualquer hora, fácil de encontrar, e melhor, fácil de manipular.
Manipular as informações ao seu modo. Acho que esse é um dos avanços mais almejados pelos desenvolvedores. Uma Web, cuja informação, facilite a criação de outros sistemas, abrindo portas para criação de novas aplicações.
Hoje, a maioria dos sites disponibilizam sua informação em algum tipo de padrão baseado em XML. O que facilita a capitação dessa informação por sistemas como Bloglines e robôs de pesquisa como Bondfaro ou Buscapé.
Esses sistemas foram feitos especificamente para manipular a informação disponobilizada de outros sites. Eles formam novas aplicações, que são extremamente úteis no dia-a-dia do internauta.

O Flickr por exemplo, disponibiliza para os desenvolvedores de plantão uma documentação sobre sua API. Isso quer dizer que eles estão convidando os desenvolvedores a fazerem ferramentas que trabalhem com o Flickr. Ou seja, manipule a informação que quiser, faça aplicações úteis, facilite sua vida e a de outros usuários.

Consegue entender por que a Web 2.0 (ou seja lá como você chamará) é um desejo veemente para todos que percorrem a Web?
Uma web colaborativa, que disponibiliza informações precisas, fáceis de encontrar, capitalizar, e manipular. Facilitando a criação de novas aplicações úteis que ajudam a disseminar ainda mais a informação, e assim, formando um ciclo vicioso.

Mais sobre o assunto:

Publicado no dia