patrocínio:

Angular vs ReactJS - A web sempre ganhando

Uma breve comparação entre Angular e ReactJS.

por Manacés Pereira 28/07/2018 Comentários ~ 5 min. / 916 palavras

Eu vejo muita gente que discute sobre qual tecnologia é melhor em detrimento de outra. Não é diferente quando falamos sobre Angular e ReactJS.

Neste artigo, a intenção não é dizer para você qual é a melhor tecnologia, mas fazer você tirar suas próprias conclusões. Nada que está neste artigo, é na base da minha opinião ou na base do achismo. Vou colocar todas as fontes necessárias para uma credibilidade maior.

Framework vs Library

Para entendermos a real diferença entre o Angular e o ReactJS, temos que entender antes o que é um Framework e um que é uma Library.

Segundo um artigo de 2010 do site Wired, framework ou software framework é um conjunto de ferramentas que torna o desenvolvimento mais fácil, sem termos que re-inventar a roda. Ele tem o objetivo de ditar como sua aplicação será desenvolvida.

Já uma library, é um conjunto de classes e definições que resolvem um determinado problema. Tem um foco específico e um conjunto delas compõem um framework, com base no que escrevi acima.

Tendo essas duas definições em mente, podemos separar o Angular e o ReactJS como um framework e uma library javascript respectivamente.

Uma breve compração

ReactJS

O que é: Como diz no próprio site — A JavaScript library for building user interfaces — é uma library do javascript, criada para desenvolvermos interfaces de usuário.

Vantagem: A principal diferença e vantagem do RectJS em relação ao Angular é chamada de Virtual DOM ou VDOM, que é um conceito de programação onde existe uma representação da UI cacheada em memória, sincronizada com o DOM real do browser, com a utilização do ReactDOM. Desse modo, as alterações de DOM são muito mais rápidas, já que temos todo o cache e o ReactJS se vira para sincronizar e atualizar o nosso DOM real, mudando apenas o que é necessário.

Veja um exemplo:

Com o VDOM, o ReactJS atualiza apenas o que é realmente necessário, neste caso, atualiza apenas o texto do horário, mesmo que todo resto esteja fazendo parte do elemento h2 do HTML5.

Angular

O que é: Angular, diferente do ReactJS, é um framework responsável por tornar o desenvolvimento de uma aplicação web mais fácil. Por ser um framework e não uma lib, por padrão ele já nos disponibiliza templates declarativos, injeção de dependência, integra as boas práticas; e por isso ele dita a forma que devemos desenvolver nossas aplicações, com uma arquitetura pré estabelecida e assim diminui as chances de cometermos erros bobos.

Arquitetura do Angular:

Neste modelo, a camada de Component e Template têm a responsabilidade de definir nossa view. Um decorator em nosso Component define nosso metadata, onde vamos associar qual Template faz parte do Component e outras configurações. Também temos as diretivas, na camada Directive, que tem a função de modificar nossa view, baseado nos dados e lógica que vamos utilizar.

Ainda falando sobre este padrão arquitetural do Angular, temos também o Injector, responsável por prover nossos serviços em um Component.

Você pode ver mais detalhes da arquitetura do Angular neste link.

Vantagem: A vantagem em relação ao ReactJS, é que, por ser um framework, o angular disponibiliza features nativas, onde não precisamos nos preocupar com rotas, injeção de dependências, requisições http, uma linha de comando muito rica onde criamos rapidamente uma aplicação do Angular totalmente estruturada e pronta para iniciar nosso desenvolvimento, suporte a PWA’s, testes com Karma integrados no framework e configurados, animações, e a partir da versão 6, também possui o Angular Material já integrado. Dessa forma, quando desenvolvemos uma aplicação mais robusta, se usarmos as boas práticas do framework, teremos uma aplicação escalável, clean e bem desenvolvida.

Curva de aprendizado

ReactJS

Tem o desenvolvimento com o ES6, ou ECMAScript 6, utilizando o JSX. Assim o ReactJS se responsabiliza por renderizar todo o DOM usando o conceito de Virtual DOM, que já falei anteriormente. Sendo assim, para quem já conhece o ES6, é mais fácil começar com o ReactJS do que com o Angular.

Angular

Baseado em TypeScript - javascript com super poderes -, o framework é complexo para quem nunca utilizou recursos de orientação a objetos e tipagem de dados. Assim, a curva de aprendizado é um pouco mais longa para quem vem apenas do JavaScript.

Qual escolher?

Segundo John Papa - e eu concordo com todas as palavras - a web está ganhando com ambos.

Não existe um melhor que o outro, eles tem propósitos diferentes.

Se você precisar de bastante performance, o ideal é usar o ReacJS. Não que o Angular seja uma péssima ideia quando falamos de performance, mas sim pelo ReactJS de fato entregar um resultado mais performático. Porém precisa ter bastante cuidado com o código e muita atenção, pois você é quem vai ditar as próprias regras.

Mas se você vai desenvolver uma aplicação bem robusta, com muita lógica no front-end e mais pro lado empresarial, o ideal é usar o Angular. Ele vai ditar a forma como será desenvolvida a aplicação e podemos usar todos os recursos e boas práticas que ele nos disponibiliza, para podermos ter um código mais organizado e suscetível à menos falha.

Também tem que ser levado em consideração a curva de aprendizado da equipe que vai trabalhar no projeto, pois isso é o que mais influencia no resultado. Não adianta uma equipe conhecer o ES6 e nunca ter trabalhado com o paradigma de orientação a objetos e querer utilizar o Angular com o Typescript. O ideal seria usar o ReactJS.

Referências

https://twitter.com/john_papa/status/922140900914089984
https://reactjs.org/docs/faq-internals.html
https://angular.io/features

Social

https://www.linkedin.com/in/manacesneto/
https://github.com/manacespereira
https://twitter.com/manacespereira
contato@manacespereira.com.br