patrocínio:

Deploy automático com GIT e Netlify

Entendendo como fazer deploy automático no Netlify fazendo push no GIT

por Diego Eis 11/03/2018 Comentários ~ 5 min. / 913 palavras

A ideia de passar o Tableless para uma JamStack, era simplificar o processo de manutenção e ainda diminuir a complexidade de toda a stack que envolvia o site. Uma coisa que facilitou bastante foi o deploy. Atualmente nós estamos hospedados no Netlify e todo o código fica no GIT, usando o Github como casa permanente.

Introdução rápida sobre o Netlify

O Netlify é um serviço para hospedar sistemas que tem sua stack baseada em tecnologias front-end, que basicamente não precisam de banco de dados ou linguagens back-end para funcionar. Além disso, complexidades como chave SSL, CDN, a hospedagem em si, testes A/B, autenticação com OAuth, JWT e até formulários podem ser gerenciados pelo Netlify.

Netlify is a unified platform that automates your code to create high-performant, easily maintainable sites and web apps.

Sistemas baseados em React, Angular e etc são ótimos candidatos para ficarem lá. Lembre-se que uma das ideias chave de um projeto baseado na ideia de JamStack, é que você separa o front-end do back-end, e o back-end basicamente fica responsável por servir APIs, logo, as APIs devem ficar em outro servidor próprio pra isso. O Netlify nesse caso, irá só hospedar a parte front-end da coisa.

O Netlify é grátis. Você só precisa se cadastrar e correr pro abraço. Contudo, na versão paga você tem algumas outras regalias. Mas para quem tem projetos pequenos, é uma mão na roda. Grande parte dos meus projetos estão lá, inclusive o Tableless.

Como faço o deploy automático do Tableless usando GIT e Netlify

Atualmente o Tableless faz um build agendado automático todos os dias às 6 horas da manha. Eu uso um agendamento do IFTTT, que manda um webhook para meu Netlify, que ativa um deploy automático. Aí o Netlify faz o build do Hugo (Gerador de código estático que uso para o Tableless) e se tiver algum artigo agendado, por exemplo ele é publicado depois do build. Mas essa é uma história para outros post.

Basicamente, sempre que acontece um push na branch master do repositório do Tableless, o site é buildado e as atualizações vão pro ar.

Como isso é feito? Simples.

1. Insira seu site do GIT para o Netlify

Primeiro você precisa liga o seu Netlify no seu repositório. No caso nós usamos GitHub. Depois de logado na conta da Netlify, clique no botão “New site from GIT”.

Clicando nesse botão, você é redirecionado para o primeiro passo, que é integrar o repositório do seu projeto no Netlify. No nosso caso, Github.

Você encontra e clica no seu projeto na lista:

E no próximo passo você vai escolher qual a branch que o Netlify vai vigiar para fazer os deploys. Além disso, você vai definir o comando que o Netlify deve executar para fazer o build do seu projeto. No nosso caso, como usamos Hugo, o comando que eu rodo é hugo -d.

O próximo campo é para definir qual é o nome da pasta de publicação. Geralmente em projetos “estáticos”, existe uma pasta que é a pasta do projeto “funcionando”. Normalmente o nome padrão é dist ou public ou o nome que você e seu time escolherem.

Se caso seu projeto depender de variáveis de ambiente, nesse ponto você também pode definir as variáveis de ambiente necessárias para seu projeto funcionar.

Feito isso, você pode clicar no botão de DEPLOY que o Netlify vai fazer o resto.

Agora, toda a vez que houver um deploy na branch escolhida, o Netlify vai fazer o build do sistema e publicar na pasta destino.

Enquanto você não define um domínio definitivo para o seu projeto, o Netlify mantém um domínio temporário, tipo https://tableless.netlify.com/. Pense nos seus freelas… Você pode usar esse domínio para mostrar os resultados para o cliente.

Lá no Git do Tableless, sempre que há uma aprovação de Pull Request, o código novo vai para a Master, que por sua vez vai para produção depois do Build do Netlify.

Contextos de Deploys

Para você não ficar fazendo testes em produção, o Netlify tem uma feature muito interessante que se chama “Deploy Contexts”. Essa feature permite que você diga para o Netlify como fazer o build do seu site, permitindo que você configure o build o site dependendo do contexto que ele deve ser deplorado.

Existem 3 contextos já predefinidos pelo Netlify: - production: esse contexto corresponde ao deploy principal do site. Lembra que no início você define uma branch para fazer o deploy? Pois é… Essa branch é a que vai para produção, no seu domínio padrão ou no domínio nomedosite.netlify.com - deploy-preview: Esse contexto é onde a Netlify faz build do projeto baseado nas integrações definidas de Pull Requests e Merge Requests. Nesse caso, o Netlify faz o deploy numa URL com o prefixo deploy-preview, seguido pelo identificador do Merge Request ou Pull Request. Exemplo: um pull request com o ID de #50 terá seu deploy-preview na url deploy-preview-50--nomedosite.netlify.com. - branch-deploy: Corresponde ao deploys de branch específicas, que não tem a ver com a sua branch de produção. Branch-deploy ficam disponíveis em URLs específicas com o nome da branch, exemplo: se a branch se chama feature123, isso será deployado na URL feature123-nomedosite.netlify.com.

A documentação deles é bem simples de entender e explica como você pode configurar isso nas configurações de build do seu projeto.

Conclusão

O Netlify é uma daquelas ferramentas que você não pode viver sem. Para quem é freelancer e quer mostrar seus projetos baseados em front-end, vai fundo, o Netlify é o que você precisa.