Scrum Master e sua essência.

O papel do Scrum Master vai muito além de um simples ator de uma metodologia

por Athos Bonner 06/04/2017 Comentários

O papel do Scrum Master vai muito além de um simples ator de uma metodologia que pode ser aplicada em empresas, ele tem um papel fundamental no processo do dia a dia do Scrum.

Um cara chamado Jeff Sutherland quando estava na sua primeira equipe de desenvolvimento tentando encontrar uma forma melhor de entregar softwares, ainda criando os papeis de uma metodologia revolucionária, todos os dias ele mostrava para sua equipe um vídeo de um time de rúgbi da Nova Zelândia chamado All Blacks se preparando para enfrentar um adversário, antes do confronto eles realizam um ritual chamado de haka, é uma apresentação fantástica e contagiante. A haka é uma dança de guerreiros maoris, são batidas nos pés e cantos em sincronia, são homens que estão naquele momento se transformando em algo maior, invocando um espírito que não aceitam derrotas e nem desanimo, uma dança que significa cortar a garganta do inimigo, aumente o volume e veja abaixo uma apresentação do All Blacks vs Australia em Auckland, 2016, contagiante.

Depois de algum tempo exibindo um vídeo aos integrantes da equipe, eles começaram a perguntar como poderia reproduzir o haka no seu dia a dia, então depois de uma análise eles listaram as melhores características que valia a pena ser imitadas.

Concentração - O time é muito concentrado no que é determinado, eles sabem qual a meta e se concentram muito, energizados pelo haka.

Colaboração extrema - A colaboração intensa e constante entre os integrantes, braços e corpos unidos rumo ao mesmo objetivo.

Remover impedimentos - Impulso de destruição, qualquer coisa no caminho tinha que ser eliminado.

Entusiasmo – O entusiasmo de todos quando qualquer um do time conseguia avançar com a bola, não importando quem, todos ficam contentes.

Então resolveram determinar as estruturas de Sprints, reuniões diárias em pé (Daily Stand-up meetings), Revisões (Reviews) e retrospectivas (Retrospectives). Mas ainda faltava alguém para garantir que esses processos fossem feitos, mas eles não pensavam em um papel de gerente, essa pessoa deveria ser diferenciada, então Jeff perguntou a sua equipe qual nome que mais se adequava, então eles escolheram Scrum Master (Mestre Scrum).

O Scrum Master é responsável por garantir que a equipe não tire o foco do seu objetivo e cuidar para que qualquer empecilho seja removido do caminho, ele também tem o dever de ensinar e revisar os papeis do Scrum, ele é responsável por guiar a equipe ao aperfeiçoamento continuo, é importante que no início ele siga à risca as recomendações e as práticas e concentre-se só nisso, são os momentos mais delicados, por que a equipe erra muito e, tão importante quanto isso é a motivação, o Scrum Master nunca pode deixar que algo o desmotive, sua missão é muito maior do que isso.

É ideal que seja perguntado regularmente a equipe “Como podemos fazer melhor aquilo que fazemos?”. Ele faz com que a equipe se torne auto gerenciável, existe uma regra que faz a equipe avançar mais rápido, a cada ciclo de Sprint a equipe se auto examina e fazem duas perguntas: “O que podemos mudar na forma como trabalhamos?”, e “Qual é nosso maior ponto de conflito?” Essas perguntas têm que ser respondidas de maneira honesta visando o aperfeiçoamento da equipe.

A maior missão do Scrum Master é fazer com que a equipe não precise mais dele.

PARA SABER MAIS:

Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo: https://www.amazon.com.br/Scrum-fazer-dobro-trabalho-metade-ebook/dp/B01N0QKCL5/ref=sr_1_1?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1491419253&sr=1-1&keywords=scrum

Gestão sem Gerentes: https://www.infoq.com/br/presentations/gestao-sem-gerentes?utm_source=presentations_about_agile&utm_medium=link&utm_campaign=agile