patrocínio:

Congelando seus objetos no JavaScript

Como utilizar o método Object.freeze() para congelar seus objetos no JavaScript.

por Breno Panzolini 19/03/2018 Comentários ~ 3 min. / 437 palavras

Nesse post vou apresentar a funcionalidade do método Object.freeze() e como podemos utilizá-lo para congelar nossos objetos e assim deixar nosso código JavaScript um pouco mais elegante.

O problema

Quem conhece ou trabalha com programação orientada à objetos já está acostumado a naturalmente agrupar funções e comportamentos semelhantes dentro de classes, como por exemplo:

// Quadrado.js

export default class Quadrado {
  constructor (lado) {
    this.lado = lado
  }

  function area () {
    return this.lado * this.lado
  }
}

// Index.js

const quadrado = new Quadrado(5)
const resultado = quadrado.area()

Apesar de não haver nenhum erro na implementação acima, as classes e objetos no JavaScript apresentam um comportamento que podem ocasionar certa “dor de cabeça” se não tomarmos o devido cuidado e atenção.

Por exemplo, os objetos instanciados através da palavra new são mutáveis, ou seja, conseguimos mudar o comportamento padrão de objeto. Voltando para o exemplo da classe Quadrado apresentada acima, poderíamos fazer:

const quadrado = new Quadrado(2)
quadrado.area = () => console.log('outro comportamento')

const resultado = quadrado.area()
// Mudamos o comportamento da função area() e teremos um resultado completamente diferente do esperado

A solução

Para nos “proteger” do cenário apresentado acima, podemos utilizar o método Object.freeze() para congelar nossas classes e objetos:

// Quadrado.js

export default function newQuadrado (lado) {
  return Object.freeze({
    area
  })

  function area () {
    return lado * lado
  }
}

// Index.js

const quadrado = newQuadrado(5)
const resultado = quadrado.area()

Com a nossa implementação acima não precisamos mais: * Da palavra reservada new * Da palavra reservada this * E o principal é que agora o nosso objeto está imutável

Quando utilizamos o método Object.freeze() nós literalmente congelamos o objeto, impedindo que novas propriedades sejam adicionadas e removidas. Além disso os prototypes também não podem ser alterados.

Vá com calma

Apesar de ser uma técnica muito boa para evitar a mutabilidade dos nossos objetos, criar as classes com o Object.freeze() é mais lento e consome mais memória do que a forma tradicional.

Não existe nada perfeito e tudo é uma questão de escolha, ou seja, vai depender especificamente de cada cenário e situação. Em determinados momentos podemos utilizar a forma apresentada acima e em outros a forma tradicional de criação de classes do JavaScript.

Conclusão

Esse post foi para apresentar a funcionalidade do método Object.freeze() e mostrar uma das formas de como criar classes e objetos imutáveis no JavaScript.

O post foi baseado no artigo Elegant Patterns in Modern JavaScript - Ice Factory onde o autor apresenta mais a fundo o padrão Ice Factory e os benefícios dessa técnica.

Quem quiser conhecer mais sobre o Object.freeze() pode também consultar a documentação oficial.