Tableless

Busca Menu

Web Standards e a Pílula Vermelha

Seja o primeiro a comentar por

Você já deve ter assistido o filme Matrix. Refiro-me ao primeiro filme, aquele que no final o cara sai voando. Então, me senti mais ou menos como ele quando pisei pela primeira vez no “ambiente” dos Padrões Web. Parecia que eu tinha tomado a pílula vermelha, e diferente do filme, descobri uma nova e bela realidade. Uma realidade onde quase (ressalva de uns e outros browsers) tudo é possível.

E acho que é assim que todo desenvolvedor se sente quando começa a aprender e estudar os Web Standards. No começo, fica meio assustado, forasteiro em cidade do velho oeste. De veras, o aprendizado não é tão fácil como em Matrix, não é só sentar, espetar o conector na nuca, e iniciar o download. Precisa de tempo, esforço, ler muito, estudar muita coisa, perder algumas horas na frente do Google fazendo infindas pesquisas.
Mas aos poucos vai descobrindo as vantagens; aprende uma coisa aqui, outra ali e quando percebe, já aprendeu mais nos últimos meses do que nos últimos anos.

O legal é que esse apredizado não pára. Ainda mais com uma fonte de pesquisa tão vasta como a internet. Todos os dias uma técnica nova, um artigo, ou simplesmente um post de algum blog sobre tecnologia. E isso, faz parte da nova web. A Web mutante. que querendo ou não, fará com que seus usuários mais assíduos se tornem mutantes também.

Lados bons de ter tomado a pílula vermelha dos padrões? Você não será um simples cativo. Será a pessoa que faz as mudanças. Você não se desconectará desse mundo, você fará parte dele, fará as coisas acontecerem. E assim, ambos, web e desenvolvedor, caminharão juntos. E com eles, levarão hordas inteiras de usuários sedentos por boas idéias e aplicações que lhes facilitem a vida.

Essa é a boa web: Viva e se mexendo.

Publicado no dia