Tableless

Busca Menu

Alternativas ao jQuery

Seja o primeiro a comentar por

Apesar de toda a sua popularidade, não são poucas as alternativas para quem procura bibliotecas mais específicas, mais eficientes em certos aspectos e mais enxutas do que o jQuery.

Algumas foram a raiz do novo estilo de desenvolvimento JavaScript, visando uma maior legibilidade e facilidade de aprendizado e acabaram sendo responsáveis pelo atual estado das bibliotecas e frameworks JavaScript.

A curta curva de aprendizado e o leque de plugins fazem do jQuery um concorrente imbatível (com atualmente 50% do “mercado”), no entanto, bibliotecas como ExtJS, MooTools e Prototype possuem uma base fiel de usuários e mostram-se alternativas altamente viáveis para a implementação de JavaScript em suas aplicações.

MooTools + mocha(ui)

mootools.net
mochaui.org

Esse talvez seja o maior “rival” do jQuery. MooTools é a biblioteca favorita dos desenvolvedores e a disputa até resultou em um site bastante informativo, jQuery vs. MooTools.

Enquanto jQuery é um framework mais focado em HTML/CSS e animações, o objetivo do MooTools é oferecer mais poder para desenvolvedores, com foco em modularidade, orientação a objetos, flexibilidade. MooTools é voltado pra quem já desenvolve em JavaScript.

Assim como o jQuery possui o pacote jQuery UI, mocha(ui) é a biblioteca MooTools para interfaces, com opções de abas, dialogs, widgets etc.

ExtJS 4

sencha.com/products/extjs

Antes conhecido por YUI-ext (por ter sido baseado na biblioteca do Yahoo), o framework ExtJS pode ser bem complicado no início, mas é de todos o mais robusto no que diz respeito a interfaces de aplicações com opções para grids, layout, botões, gráficos e janelas.

Atualmente mantido pela empresa Sencha, o ExtJS vem nos sabores open source e comercial. Possui uma comunidade fortíssima com uma vasta documentação e, assim como o MooTools, é indicado para desenvolvedores com conhecimento em JavaScript.

Nesse link você confere algumas aplicações desenvolvidas em ExtJS, como, por exemplo, um leitor de feeds, um desktop web e um visualizador de imagens.

Prototype + Script.aculo.us

prototypejs.org
script.aculo.us

Prototype pode ser considerado o avô dos frameworks JavaScript. Alguns dizem que seu sucesso ocorreu por ter sido escolhido como a biblioteca padrão do Rails, mas o Prototype ficou conhecido mesmo através do plugin Lightbox, que acabou engolindo o próprio framework.

O Prototype conta com uma biblioteca a parte para efeitos visuais, a Script.aculo.us.

Os desenvoldeores do framework perderam a oportunidade de colocar o Prototype no topo da cadeia de desenvolvimento JavaScript. Seu código acabou ficando muito complicado perto de códigos desenvolvidos com jQuery e MooTools.

YUI 3

developer.yahoo.com/yui/3/

A biblioteca YUI (Yahoo User Interface) também foi pioneira e o seu diferencial sempre foi a gama de widgets, além, é claro, de ser a biblioteca oficial do Yahoo.

Como o próprio nome sugere, é focada na interface com usuário e foi uma das primeiras a oferecer scripts e módulos para abas, janelas, botões entre outros elementos.

Apesar de não estar relacionado com JavaScript, outro recurso que a deixou famosa foi o seu reset de CSS.

Dojo Toolkit

dojotoolkit.org

Biblioteca que melhor aplica os princípios da orientação a objetos e, por isso, é uma das mais indicadas para desenvolvedores e para projetos maiores.

Um dos seus principais destaques é o alto nível de modularização, permitindo até o carregamento de módulos somente quando eles forem necessários (lazy loading).

John Resig sobre as bibliotecas JavaScript

Para concluir, segue uma apresentação do criador do jQuery que, apesar de um pouco antiga (2008), é bem legal e fala sobre o framework e suas alternativas.

Publicado no dia