Tableless

Busca Menu

Conteúdo sob demanda com jQuery

Seja o primeiro a comentar por

Nem sempre uma paginação é a melhor maneira de limitar o conteúdo exibido em um site. Às vezes pode ser bem chato ficar indo de página em página procurando alguma coisa, você acaba se perdendo. O Twitter é um bom exemplo. Na interface do aplicativo, o botão “load more” faz as vezes de uma paginação e carrega a próxima sequência de tweets em sua timeline.

Neste artigo, além do link para carregar os próximos conteúdos, veremos também uma abordagem mais dinâmica onde o conteúdo é carregado assim que o scroll atinge o final da página.

E por falar em Twitter, nossos exemplos utilizarão sua API para carregar os dados de exemplo, mas é claro que eles funcionam com qualquer script que forneça os dados em JSON.

Carregando tweets

A API do Twitter oferece a possibilidade de baixar os últimos tweets de um usuário utilizando apenas JavaScript. A API oferece opção de saída em vários formatos, entre eles XML, Atom e JSON (formato utilizado em nosso exemplo).

Na nossa chamada ajax passamos ainda o nome da conta no Twitter e o número da página dos tweets.

var usuario = 'tableless';
var formato = 'json';
var url = 'http://api.twitter.com/1/statuses/user_timeline.'+formato+"?callback=?";

$.getJSON(url, {screen_name:usuario, page:pagina}, function(tweets){
  // nosso código
});

O retorno, o objeto com os tweets:

[
   {
      "favorited":false,
      "text":"http:\/\/bit.ly\/esqJUw Trabalha com TI?\u00a0N\u00e3o importa seu campo de atua\u00e7\u00e3o, confira essa oportunidade da Intel\u00a0 #ad",
      "retweet_count":0,
      "in_reply_to_screen_name":null,
      "in_reply_to_status_id_str":null,
      "place":null,
      "contributors":null,
      "retweeted":false,
      "in_reply_to_user_id":null
     ...
  }
]

Load more

Vamos então ao nosso primeiro exemplo, o botão para carregar mais tweets. Ao acessar a página são carregados automaticamente 12 tweets e os novos tweets só são carregados quando o usuário clica no link.

O HTML, que também será utilizado em nosso segundo exemplo, é esse:

<ul id="lista-tweets"></ul>

<a href="#" id="carrega-tweets">Mais!</a>

O primeiro passo é associar a função para exibir mais tweets ao elemento “#carrega-tweets”, impedindo também o funcionamento padrão do clique (que nesse caso seria ir para o link “#”) com o método preventDefault.

$('#carrega-tweets').click(function(e){
  retorna_tweets($(this).data('pagina'));
  e.preventDefault();
});

Ao clicar no link, nosso site executa a funcão retorna_tweets, recebendo como parâmetro a página dos tweets a serem carregados. A página fica armazenada no próprio elemento e é incrementada toda vez que ocorre um clique (o método data merece um outro artigo, por isso não vou falar muito sobre ele aqui).

function retorna_tweets(pagina){
  $('#carrega-tweets').hide();
  $('#lista-tweets').append('
  • Aguarde, carregando...
  • '); var screen_name = 'tableless'; var formato = 'json'; var url = 'http://api.twitter.com/1/statuses/user_timeline.'+formato+"?callback=?"; $.getJSON(url, {screen_name:screen_name, page:pagina}, function(tweets){ $('.carregando').fadeOut(function(){ for(x in tweets) $('#lista-tweets').append('
  • '+tweets[x].text+'
  • '); $(this).remove(); $('#carrega-tweets').data('pagina', pagina + 1).fadeIn(); }); }); }

    A função retorna_tweets segue o seguinte fluxo:

    1. Oculta o link de carregamento para evitar que a ação seja executada mais de uma vez ao mesmo tempo;
      $('#carrega-tweets').hide();
      
    2. Adiciona um ítem à lista de tweets para informar ao usuário que o conteúdo está sendo carregado;
      $('#lista-tweets').append('
    3. Aguarde, carregando...
    4. ');
    5. Através do método getJSON, recebe a lista de tweets da conta informada (no nosso caso, a conta do Tableless);
      $.getJSON(url, {screen_name:screen_name, page:pagina}, function(tweets){
      
    6. Quando a API termina de enviar os dados pra gente, escondemos e removemos o loader e ao mesmo tempo adicionamos ítems à lista com o texto de cada tweet;
      $('.carregando').fadeOut(function(){
        for(x in tweets)
          $('#lista-tweets').append('
    7. '+tweets[x].text+'
    8. '); $(this).remove(); });
    9. E, finalmente, incrementamos o número da página atual no link e voltamos a exibí-lo.
      $('#carrega-tweets').data('pagina', pagina + 1).fadeIn();
      

    Infinite Scrolling

    Outra maneira interessante é carregar o conteúdo quando o scroll atinge o final da página. Essa abordagem é um pouco mais agressiva já que o usuário não tem total controle sobre o conteúdo que deseja ver. Por outro lado, ele não precisa se preocupar em clicar em nada para exibir mais conteúdo.

    var ajax = "";
    $(function(){
      retorna_tweets(1);
      $('body').data('pagina', 1);
      inicializa_scroll();
    });
    
    function inicializa_scroll(){
      $(window).scroll(function() {
        if(($(window).scrollTop() + $(window).height() + 20) >= $(document).height()) {
          $(window).unbind('scroll');
          ajax.abort();
          retorna_tweets($('body').data('pagina'));
        }
      });
    }
    

    Nesse caso, como não possuímos um link, armazenamos o número da página a ser carregada no elemento body e iniciamos, é claro, o carregamento com a página 1. A função inicializa_scroll é responsável por associar o evento scroll da janela com nosso carregamento de tweets.

    Dois detalhes importantes de usabilidade: quando o carregamento é executado nós removemos a associação do método scroll da janela para evitar duplicidades ($(window).unbind(‘scroll’)) e, além disso, interrompemos alguma chamada anterior (ajax.abort();). A variável global ajax foi criada no início do nosso javascript e ela vai receber a chamada ajax na função retorna_tweets.

    Vamos analisar agora a comparação do scroll com a altura do documento:

    $(window).scrollTop() + $(window).height() + 20) >= $(document).height()
    

    O método scrollTop retorna a altura da parte oculta da página, que está acima da parte atual, acima do scroll. Já a chamada $(window).height() retorna a altura do viewport, da parte visível da página. A soma dos dois, quando o scroll está no final da página, resulta em $(document).height(), que é a altura total do documento. Alguns navegadores apresentam diferenças mínimas nesses valores, entre 1 e 5px. Por isso o adicionamos 20 pixels para uma “margem de erro”.

    Pra finalizar, o método retorna_tweets sofreu algumas alterações com relação ao nosso primeiro exemplo. A primeira é a incrementação do número da página nos dados do elemento body e não em um link. Também armazenamos nossa chamada getJSON na variável ajax, conforme citado anteriormente. E, ao invés de exibir novamente o link, associamos novamente a função retorna_tweets ao scroll da janela através do método inicializa_scroll.

    function retorna_tweets(pagina){
      $('#lista-tweets').append('
  • Aguarde, carregando...
  • '); var screen_name = 'tableless'; var url = 'http://api.twitter.com/1/statuses/user_timeline.json?callback=?'; $('body').data('pagina', pagina + 1); ajax = $.getJSON(url, {screen_name:screen_name, page:pagina}, function(tweets){ $('.carregando').fadeOut(function(){ for(x in tweets) $('#lista-tweets').append('
  • '+tweets[x].text+'
  • '); inicializa_scroll(); $(this).remove(); }); }); }
    Publicado no dia