Diferenças sutis na semântica

Existem alguns elementos no HTML que parecem ser redundantes, como por exemplo a tag STRONG e a tag EM. Se você já tentou usá-las, percebeu que visualmente elas não mostram nenhuma diferença das tags B e I. Apenas visualmente. Estas tags tem uma função semântica que é percebida apenas pelos deficientes visuais (pelo menos deveriam). Visualmente o STRONG e o B não tem nada de diferente, eles apenas marcam uma parte do texto como negrito.

por Diego Eis 15/05/2006

Existem alguns elementos no HTML que parecem ser redundantes, como por exemplo a tag STRONG e a tag EM. Se você já tentou usá-las, percebeu que visualmente elas não mostram nenhuma diferença das tags B e I. Apenas visualmente.

Estas tags tem uma função semântica que é percebida apenas pelos deficientes visuais (pelo menos deveriam). Visualmente o STRONG e o B não tem nada de diferente, eles apenas marcam uma parte do texto como negrito. Mas a diferença entre os dois é invisivel para você.

Veja… Quando você usa STRONG, você dá um significado para aquela parte especifica do texto. Você diz que ela deve ser lida com mais força, com mais intensidade. Já com o elemento B você apenas marca em negrito o texto, e só. Ou seja, quando um browser para cegos (acho que ainda não existe nenhum assim) lê aquela parte com STRONG, a “voz dele” será alterada, ele passará a ler com mais força, já com o B isso não deve acontecer.

A mesma coisa acontece com o EM e o I. Quando uma parte do texto é marcada com EM, você dá um significado ao texto, você diz que aquela determinada parte deve ser lida com mais ênfase.