HTML 5 e SEO: mitos e verdades

Sabemos que o Google está cada vez mais buscando relevância em conteúdo de alta qualidade e campo semântico que tenha significado. A cada atualização do algorítimo, percebemos que conteúdo de qualidade também precisa estar semântico, ou seja, que faça sentido tanto para os usuários como para o Googlebot, o robô do Google. Um dos assuntos mais discutidos em SEO, é se o código de um site tem o poder de influenciar o ranqueamento no Google.

por Rodrigo Simoni 30/08/2013 Comentários

Sabemos que o Google está cada vez mais buscando relevância em conteúdo de alta qualidade e campo semântico que tenha significado. A cada atualização do algorítimo, percebemos que conteúdo de qualidade também precisa estar semântico, ou seja, que faça sentido tanto para os usuários como para o Googlebot, o robô do Google.

Um dos assuntos mais discutidos em SEO, é se o código de um site tem o poder de influenciar o ranqueamento no Google. Se seu site estiver escrito em HTML 5, ele pode ganhar vantagem? Afinal, até que ponto o HTML 5 pode impactar o SEO? Se um site estiver escrito em tabelas (forma antiga e obsoleta de estruturar um site), ele pode perder pontos com o Google? Vamos discutir isso:

Evolução do HTML

O HTML tem bastante história e desde 1992 passou por várias versões e a linguagem evoluiu muito de lá pra cá. Aqui vai um resumo das principais mudanças:

  • Em 1992, a W3C, de Tim Berners-Lee, lança o HTML com apenas algumas marcações de texto e link.
  • Em 1993 apareceram marcações de tabelas, formulários e alguns estilos para definir a aparência.
  • Em 1994 é lançado o HTML v2.0 com algumas de suas características padronizadas.
  • Em 1996 foi lançado o CSS1 para formatar todos os estilos visuais da página separado do documento HTML.
  • Em 1999 é lançado o HTML v4.01.
  • Em 2000 o HTML evolui para (X)HTML, unindo documentos XML com HTML.
  • Em 2008 começa a documentação do HTML 5, ao qual está evoluindo e é a versão atual.

O HTML5 foi criado exatamente para dar significado semântico às páginas web, além de padronizar e facilitar o entendimento das sessões de um site pelos navegadores.

Estrutura básica do HTML 5

A quinta versão do HTML possui uma estrutura mais objetiva e de fácil entendimento pelos navegadores. Cada “parte” ou “sessão” de um site deve ter um significado de acordo com suas tags. Vamos conhecer a estrutura básica do HTML 5:

Estrutura HTML5

Estruturação

– Serve para marcar o cabeçalho do documento. Dentro da header devem conter por exemplo elementos como o logo do site e o menu principal.