Tableless

Busca Menu

Porque só para o iPhone?

Seja o primeiro a comentar por

Engraçado como desde o lançamento do iPhone, muitas empresas e desenvolvedores se mobilizaram para fazer versões de sites e sistemas para iPhone. Me chama a atenção porque antes disso nunca ninguém (ou quase ninguém) se interessava de verdade em fazer uma versão para dispositivos móveis, muito menos uma versão para um dispositivo específico.
Ok, ok… Você deve estar falando que o iPhone virou hype, moda e etc. Mas isso não é o bastante. Muitos dispositivos já fizeram barulho antes. Acho que o buraco é mais embaixo.

Suporte da Apple

A Apple tem uma característica muito interessante: ela cuida do que é dela.
Melhor: ela não deixa você fazer besteira. Ela te dá informação para que você saiba exatamente como fazer algo para os sistemas e aparelhos dela.

Quando migrei para o mac, a primeira coisa que percebi foi a beleza do sistema. Os ícones são belos, agradáveis de ver. A área de trabalho do Mac, mesmo com uma infinidade de arquivos, fica bonita. Ao contrário dos ícones do Windows, eles são feios, e os de programas de terceiros, são piores ainda.
Já os ícones de programas de terceiros da Apple são lindos. Não, não é só porque eles querem um ícone bonitinho, mas é porque a Apple dá suporte aos designers. A Apple publica artigos, guias e manuais sobre como fazer um ícone para o Mac OSX. Isso faz a diferença. Se você quiser fazer um ícone para a Apple, você vai encontrar bastante material para fazer um ícone bonito, padronizado. Claro que um bocado de talento também conta.

A Apple está fazendo a mesma coisa para o desenvolvimento web. Você tem toda a informação que precisa sobre a plataforma, dispostivo, sistema instalado no aparelho, etc…
Por exemplo, você tem informações detalhadas sobre o Safari para desktop e para o iPhone. Tem detalhes sobre quanto eles conhecem de CSS e Javascript. Você sabe que o AJAX vai funcionar e que o Flash não. E todas os outros pequenos detalhes importantes para desenvolver um site para Internet Móvel.

Até hoje o Internet Explorer para o Windows Mobile é um segredo para mim. Eu não sei ao certo o que ele entende de verdade de CSS e quais os seus bugs. Diferente do MobileSafari. A Apple disponibilizou informações essenciais sobre o browser. E ainda mais, ela publicou exemplos, bibliotecas de javascript, exemplos de designs, scripts, css, tudo. E isso é ótimo, porque você não tem que ficar quebrando a cabeça. Não precisa fazer testes e mais testes para descobrir o que o browser aceita ou ignora.

O MobileSafari

Já falei sobre o MobileSafari aqui. A Apple fez um grande trabalho com o MobileSafari. Ele é um browser incrível, suporta coisas que nós, desenvolvedores, queremos fazer em sites para desktops, mas não podemos por causa do IE. Borda arredondada? Background em Checkbox? Customização de Selects (combobox)? Tudo isso é possível fazer com o MobileSafari.

Os browsers para dispositivos móveis são poucos hoje. Se resumem em: Opera, Internet Explorer e MobileSafari. O miniMO da Mozilla está andando devagar. E foi lançado à pouco um browser chamado SkyFire. Parece que esse browser tem futuro, tem um bom suporte a Flash, CSS e etc… Mas é pesado. Está em fase beta e tem um futuro muito promissor.

O Opera hoje é um dos browsers mais usados e quem tem WinMo sempre utiliza o Opera Mobile. Fora do iPhone, ele é o melhor browser para o seu dispositivo.

O interessante de desenvolver para iPhone é que você está desenvolvendo para apenas um dispositivo. Você não precisa se preocupar com uma infinidade de browsers, dispositivos e tudo mais. Você precisa se preocupar em fazer funcionar no MobileSafari. Isso é fantástico. Mesmo assim, você tem que pensar nos outros públicos que utilizam outros sistemas e browsers.

Um assunto interessante é estudar sobre o motor de renderização do seu browser. Você sabe qual o motor de renderização do IE? E do Opera?
O motor de renderização do Safari é o WebKit, que é utilizado também em browsers da Nokia e no Konqueror do KDE. Logo, você sabe que esses browsers tem um bom suporte a CSS, JS, Ajax. Mas esse é assunto para outro post.

Publicado no dia