patrocínio:

Será o Dropshipping o futuro do empreendedorismo

O que é o dropshipping? E porque é tão comum nos dias de hoje?

por Tableless 12/08/2018 Comentários ~ 4 min. / 777 palavras

Muito se tem ouvido falar ao longo dos últimos anos dos processos de dropshipping.

Mas, infelizmente, são muitos os empreendedores que não fazem a mínima ideia do que se trata.

Hoje iremos explicar como se processa este modelo de negócio, e tudo o que precisa saber sobre o mesmo.

Acredite que se precisa de uma renda extra e não tem muito dinheiro para investir.

O que é o dropshipping? E porque é tão comum nos dias de hoje?

Já pensou criar um negócio próprio? Uma loja online por exemplo.

Depois de ter essa ideia, provavelmente o que lhe veio à cabeça foi “eu não tenho onde colocar os produtos”. Depois disso, poderá ter pensado “eu não tenho dinheiro para investir”.

Além disso, pode ter pensado ainda “e se tudo correr mal, o que é que faço com o stock que comprei?”.

Acredite, todas estas perguntas são normais e comuns em quem procura criar uma loja virtual de raiz.

Contudo, não precisa de responder a nenhuma delas se optar por criar um modelo de negócio que seja baseado no dropshipping.

Se não sabe o que é, não se preocupe, iremos explicar-lhe em seguida.

Resumidamente, o dropshipping é um modelo de negócio em que a sua loja virtual, vende produtos de outros fornecedores sem precisar de comprar e ter o material em stock.

E porque é que isso é uma enorme mais valia? Precisamente porque não precisa investir imenso dinheiro num negócio que não sabe se irá ou não dar certo.

Assim, dilui de forma bastante considerável o risco de perder dinheiro.

O fato de não necessitar de investir um valor muito grande, assim como não precisar de ter um lugar em casa para manter o stock dos produtos para venda, fazem deste método algo cada vez mais comum.

Quais são os investimentos necessários num dropshipping?

Pois bem, já lhe dissemos que não precisa fazer propriamente um grande investimento para poder ter um negócio bem-sucedido.

Contudo, tenha em mente que terá obviamente que fazer alguns investimentos.

Nenhum produto físico ou virtual será vendido se você não tratar da comunicação e da gestão correta do seu negócio.

Posto isto, alguns dos pontos onde terá realmente que fazer um investimento são:

  • Compra de um domínio – antes de o escolher pondere bem qual o tipo de produto que vai pensar vender, de forma a que o domínio fique em concordância
  • Criação de um logotipo – Pode parecer estranho, mas se vai ter uma loja online, deve ter um logo que a caracterize. Pode fazê-lo gratuitamente online, ou contratar um especialista (do nosso ponto de vista, é a melhor opção)
  • Escolher a plataforma de venda – Existem dezenas de CMS’s diferentes, por isso, escolher aquele que irá utilizar é um passo importante. Por norma o mais comum é o Wordpress
  • Investir em marketing – Não vai conseguir vender produtos se não tiver uma estratégia de comunicação. Assim sendo, o investimento mais “pesado” será mesmo nesta vertente. Existem diversas opções por onde apostar: Redes Sociais, SEO, Marketing de Conteúdo, Publicidade, Criação de grupos no Facebook, Análise de dados, Gestão de cliente, Criação de programas de fidelização.

Além disso, frisamos que é muito importante perder algum tempo a avaliar plataformas que forneçam produtos para venda nesta modalidade.

Se não conhece nenhuma plataforma, saiba que pode encontrar fornecedores tanto no Amazon como no Aliexpress (pode ver aqui o aliexpress dropshipping guia completo para saber como começar o seu negócio).

Como funciona o dropshipping na prática?

Se ainda tem algumas dúvidas sobre o método de funcionamento do dropshipping, acredite que não tem muito com que se preocupar.

De seguida explicamos-lhe como tudo funciona depois de ter o seu site criado e todos os produtos que quer vender inseridos.

1 – O cliente realiza a compra na sua loja virtual, realizando o pagamento do produto para que o mesmo possa ser enviado.

2 – A sua própria loja online irá encaminhar o pedido diretamente para o fornecedor escolhido, indicando o que é que o cliente pretende comprar e fazendo logo o pagamento diretamente ao fornecedor.

3 – O fornecedor envia o pedido para a morada indicada pelo cliente, sem que o mesmo saiba que o produto não está a ser enviado diretamente pela loja onde foi comprado.

4 – Depois de expedido o produto , irá receber uma mensagem para notificar o cliente que o mesmo já está a caminho da sua casa.

Como vê, acaba por ser um processo relativamente simples. Isso faz com que cada vez mais milhares de pessoas invistam no dropshipping como forma de criar os seus próprios negócios, ou pelo menos obterem uma renda extra sem terem muito com que se preocupar.