Se virando pra testar – Parte 2: Desktops Virtuais

No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

por Diego Eis 22/11/2006

No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

[No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

][2] [No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

[No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

]2]3

Usei um tempinho Linux. Não consegui usar até hoje por causa do software que uso para criar meus layouts. Mesmo assim, quando eu precisava testar os sites em outros sistemas, eu usava o VMWare para o serviço.

Muito prático, muito fácil. Nada muito complicado que você não consiga fazer. Simplesmente instale o sistema e saia usando.

Tem todas aquelas opção de desabilitar cd-rom, floppy, portas usb e tudo mais. Ele e o Paralles pra Mac são bem parecidos em alguns aspectos. O que muda mesmo é a velocidade dos sistemas emulados.

No Linux, se você quiser apenas no IE, que é a maioria dos casos, você tem a alternativa de utilizar o IEs4Linux.

Ele cumpre o que promete. Ele instala sem dor 3 versões do IE no seu Linux. Parece que você precisa ter o Wine instalado na máquina para poder rodar. Isso é o de menos. O que importa é que com ele, você consegue instalar mais IEs do que o necessário. 🙂

Mac – Parallels

[No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

[No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

][2] [No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

[No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

Virtualizar um desktop ainda é melhor que ter dual-boot no sistema. É uma coisa mais simples e não precisa de tanta paciência para ficar trocando de sistema toda vez que você quiser fazer um simples teste.

Vou colocar aqui uma opção de programa para os três sistemas mais conhecidos: Linux, Mac e Windows.

Se você tem alguma coisa para acrescentar, por favor, deixe um comentário.

Windows – PearPC

http://pearpc.sourceforge.net/

Ótimo programinha para PC. Um dia muito distante (que fique cada vez mais distante, por favor) eu tive um problema no IE para Mac. Aquela maldição estava encrencando com alguma propriedade do CSS e a única forma de arrumar era tendo um mac. Passava horas nos sites de screenshots atualizando a página, esperando a renderização e só depois que os screenshots ficavam prontos eu corria pra poder fazer alguma alteração no código para depois poder tirar outro screenshot e passar por toda aquela espera.

Cansei da espera e resolvi tentar de outra maneira. Como eu não tinha nenhum Mac num raio de 374Km, tive que me virar. Arranjei uma cópia do Tiger, baixei o PearPC, fechei os olhos, apertei o pé-de-coelho e fui na fé irmão. Não é que foi bico? Deu uns paus na instalação, mas só quando tentava instalar o pacote completo ou o padrão. Instalei o pacote minimo e funcionou. Mais pra frente descobri que era meu CD que estava com algum pau.

A máquina que estava usando não era nenhuma ‘brastemp’ mas mesmo assim eu tive a impressão de um bom desempenho do sistema. Não ficou tão lerdo como eu imaginava que iria ficar.

Um problema – pelo menos para o leigo aqui – na virtualização é o compartilhamento da conexão. Hoje em dia deve estar mais fácil. No tempo que usei testei o PearPC, tive um bocado de problemas para reconhecer a rede no Mac virtualizado. Causou uma certa dor de cabeça. Testei em duas máquinas e não consegui.

Mesmo assim, o PearPC funcionou muito bem. O OSX ajuda um bocado, mas mesmo assim, o desempenho foi muito bom.

Linux – VMWare e IEs4Linux

]2]3

Usei um tempinho Linux. Não consegui usar até hoje por causa do software que uso para criar meus layouts. Mesmo assim, quando eu precisava testar os sites em outros sistemas, eu usava o VMWare para o serviço.

Muito prático, muito fácil. Nada muito complicado que você não consiga fazer. Simplesmente instale o sistema e saia usando.

Tem todas aquelas opção de desabilitar cd-rom, floppy, portas usb e tudo mais. Ele e o Paralles pra Mac são bem parecidos em alguns aspectos. O que muda mesmo é a velocidade dos sistemas emulados.

No Linux, se você quiser apenas no IE, que é a maioria dos casos, você tem a alternativa de utilizar o IEs4Linux.

Ele cumpre o que promete. Ele instala sem dor 3 versões do IE no seu Linux. Parece que você precisa ter o Wine instalado na máquina para poder rodar. Isso é o de menos. O que importa é que com ele, você consegue instalar mais IEs do que o necessário. 🙂

Mac – Parallels

]5

Estava procurando outro dia um programa que fizesse este trabalho no Mac. Acabei encontrando e gostei muito do resultado.

Ele é muito parecido com o VMWare do Linux, eu achei um bocadinho mais simples. Instalei o Windows nele sem problemas e o mais interessante é que com essa mudança dos Macs para Intel, o Windows roda nativo. Uma belezura. (muito engraçado ouvir aquele sonzinho de início do Windows no Mac).

Há aquelas opções de sempre dos virtualizadores: desabilitar/habilitar floppy, cd-rom, iniciar dispositivos USB automaticamente e etc etc etc. O programinha também é muito rápido e sucinto nas opções. Facílimo.

Tanto a virtualização quanto os sites que tiram screenshots tem suas vantagens e desvantagens. Nomalmente, se eu não preciso mostrar para alguém os defeitos dos sites ou se eu só quero testar em apenas um browser (sim, no IE), eu uso a virtualização mesmo. Se eu quero mais opções e quero compartilhar as imagens para a equipe, eu passo um certo tempo no sites tirando os screenshots. Questão de gosto e forma de trabalho.

Leia o primeiro artigo desta série: Se virando pra testar – Parte 1: Screenshots