Uso acessível: O cumprimento das premissas na web contemporânea

Há muito tempo venho pensado sobre acessibilidade nos dias de hoje. Notei que muitos dos sites, atualmente, sejam de comércio eletrônico ou não, são, em parte, inacessíveis a usuários com necessidades especiais.

A parte mais intrigante é que, se pararmos pra pensar, todos temos alguma necessidade. Seja algo relacionado ao tempo que podemos gastar em uma conexão a um site, ou ao design de uma página que nos prejudica por não ser adaptável, ou ainda, ao tráfego de dados por uma conexão ruim e até mesmo, como disse uma vez nosso conhecido Diego Eis: “Acessibilidade é tudo sobre a necessidade das pessoas“, e realmente é.

Basta simplesmente pensarmos um pouco mais (talvez filosofar um pouco sobre o assunto) e perceberemos que não há percas ao realizar um desenvolvimento acessível. Um trecho de código a mais aqui, um atributo diferente ali, uma pesquisa que pode sim levar algum tempo (algumas horas, caso você acabe, como eu, se apaixonando pelo assunto), mas nada danoso ao conhecimento e muito menos ao nosso produto final.

Pensando nisso tudo, pergunto também a você, leitor e desenvolvedor: qual a premissa da Web? O que a internet fundamentalmente se propõe a fazer?

Tenho certeza que sua resposta pode te levar a mudar seu método de desenvolvimento (como fez comigo) e, com um pouco de busca e de paciência, te fazer descobrir um mundo na web um tanto quanto diferente do que vemos pixel por pixel.

Apresentei uma palestra sobre o assunto, contendo um resumo sobre vários itens. Uma espécie de introdução ao desenvolvimento acessível. Você pode conferi-la a seguir caso esteja interessado no assunto.

[slideshare id=54143836&doc=uso-acessivel-151019235146-lva1-app6892]

Uso acessível – O cumprimento das premissas na web contemporânea
Por Gabriel Luiz Ramos