patrocínio:

Minha experiência com trabalho remoto

O outro lado do trabalho remoto.

por Tailo Mateus Gonsalves 22/02/2019 Comentários ~ 4 min. / 796 palavras

Após um ano trabalhando remotamente, vou lhe contar todas as mudanças que isso gerou profissionalmente e principalmente na minha vida pessoal. Obviamente, ao falar que trabalho em casa para outras pessoas, a primeira reação para os mais céticos sempre é algo como: “Cara, pare de palhaçada, você não faz nada da sua vida, pode falar”, ou para aqueles mais envolvidos com tecnologia: “Eu queria ter um emprego desses”.

Entendo isso, mas ninguém tinha me falado, em alguns casos a quantidade de responsabilidades pode ser até maior. Como assim? Isso mesmo, existe uma empresa que esta acreditando no meu potencial e que decidiu pagar meu salário (eu tenho salário, beleza?) para produzir de casa.

Porém, tudo fica mais complexo de explicar e dos outros entenderem, ao falar que trabalho com software. Após muito estudo, e pesquisando muitas pessoas (tipo umas 4), cheguei a esta conclusão, talvez (quase certeza) as pessoas pensam que faço isso no meu trabalho:

O que as pessoas pensam sobre trabalho remoto

A grande desvantagem

Posso citar várias vantagens em trabalhar de casa, principalmente sobre não ficar no trânsito e perder um tempo considerável. Mas existe um lado ruim que, não tão prazeroso assim, e que a longo prazo pode tornar-se um problema sério ou até mesmo uma doença. A nossa casa é considerado um lugar de refúgio e acolhimento, onde as pessoas ficam a vontade. Porém, para mim ficar um dia sem sair de casa me deixa muito abalado. A melhor forma que consegui revolver essa questão:

2018 foi o ano que os exercícios e a corrida entraram na minha vida, de forma constante. Essa foi a solução para aliviar a sensação de prisão da minha casa e esvaziar meu cérebro. Sempre que saio (basicamente, todos os dias) é como se minha mente se sentisse dessa forma:

Alguém curtindo à vista em uma rede

Acho que essa imagem foi capaz de expressar o sentimento na minha mente.

Priorize o importante

“Faça o que é importante e não o que é urgente”, essa frase é incrível, infelizmente não sei quem é o autor. Isso pode parecer um pouco clichê, principalmente, porque eu sei que durante o dia as coisas não acontecem como queremos, muitas vezes o trem saí dos trilhos e nos tornamos apenas mais um passageiro da nossa própria vida (talvez fui um pouco dramático, mas mesmo assim você entendeu), te entendo.

A verdade, eu não priorizava o importante (e as vezes ainda não priorizo), e como faria isso? Se o tempo é muito curto e quase sempre me via com coisas atrasadas.

Será que o que achamos importante é realmente importante?

Minha decisão foi dolorida (juro), mas removi todos os canais do youtube, maioria das newsletter, diminui consideravelmente o tempo das redes sociais. Entre outras coisas que não estavam entre as coisas importantes. Tudo isso para conseguir tempo para o que realmente amo fazer ou para onde quero chegar. Confesso, fiz algumas mudanças mais radicais em minha vida, como acordar as 5:30 da madrugada. Cuidar de mim mesmo se tornou PRIORIDADE (O mais importante, a coisa mais valiosa), por exemplo, tomar café da manhã, tomar água logo cedo, estudar inglês, entre outras coisas que agora posso e consigo fazer ao acordar. OBS: obviamente para acordar cedo, tive que começar a dormir cedo.

Durante esse tempo li essa frase: “Produtividade não é sobre fazer muitas coisas, mas fazer as coisas certas”, pense nisso. Essa imagem retirada do livro Essencialismo exemplifica, no lado direito coloca o maior esforço em apenas uma coisa:

Colocar energia no essencial

Um pouco sobre hábitos

Há um bom tempo, estudo sobre esse assunto. A mente humana é fascinante, principalmente o que conseguimos fazer com ela. Você pode ler mais sobre hábitos nesse artigo Uma forma simples de criar um bom hábito.

Reformulei muitos hábitos, inclusive os hábitos alimentares, principalmente em comer mais frequentemente e aumentar a quantidade de comida boa ingerida (isso mesmo, não é todo mundo que quer perder peso). Criar horários específicos e fixos para comer é muito importante, afinal, a geladeira esta a poucos metros de distância. Abaixo você pode ver meu lanche da tarde:

Meu lanche da tarde

Algumas dicas importantes: 1 — Se você quer criar uma boa atividade, tente pensar no efeito dominó. Por exemplo, após fazer X coisa vou fazer Y atividade. 2 — Além de não querer mudar todas coisas ruins ao mesmo tempo, concentre-se em algo por vez. 3 — E seja aquilo que você quer, deixe de tentar comer saudável para ser saudável. Deixe de querer fazer exercícios para ser alguém que faz exercícios.

Espero ter ajudado, para ler mais textos sobre produtividade, hábitos, maneiras para viver melhor, entre outras coisas da vida, assine a minha newsletter (mas apenas se isso for importante), prometo que vou tentar lhe ajudar.