Tableless

Busca Menu

A melhor parte da viagem é o caminho

Seja o primeiro a comentar por

Eu me preocupo muito com o mercado de web no Brasil. Não estou falando de empresas especificamente, mas dos profissionais. Muitos me perguntam sobre qual faculdade cursar ou sobre qual assunto os devs deveriam aprender agora… Eu não tenho faculdade e faz tempo que não aprendo algo realmente novo. E meu amigo, estou tão perdido quanto você nesse oceano. Talvez um pouco mais adiantado ou atrasado, mas igualmente perdido.
O problema é que ninguém sabe qual caminho seguir. Talvez esse seja o segredo.

Empresário? Empreendedor? WTF?

Nos últimos três meses a minha vida profissional mudou da água para o vinho.
Eu era sócio de uma pequena empresa de web, com uma visão de desenvolvimento web diferente das demais “agencias”. Tirando o primeiro registro da minha carteira que marca uma passagem de 6 meses em uma agência de design, como assistente de Web Designer, eu nunca trabalhei como empregado. Fiquei durante 5 anos da minha vida ajudando dois amigos a erguer uma outra empresa de internet, com ideais também inovadores e uma vontade enorme de mudar a forma com que o desenvolvimento web era feito. Um desses amigos acabou se tornando meu sócio em uma segunda empresa e a partir daí foram 6 anos, erguendo uma empresa e construindo uma comunidade em volta.
Até 2 semanas atrás eu não sabia o que era receber salário, mas sabia o que era pagar vários salários. Eu não tinha que marcar ponto, eu tinha que controlar o ponto. Erguer uma empresa dá trabalho, mas é bom. Você não precisa ter faculdade para isso. Você precisa apenas ter coragem.

Aí você descobre que ter coragem é a parte fácil. O difícil é você pagar imposto, salário, gerenciar expectativas de clientes, se preocupar com a vida dos seus funcionários, entender como a carreira deles pode melhorar, saber movimentar a empresa para o lugar correto no mercado e além de tudo isso não tirar os olhos do fluxo de caixa. É aí que você aprende a diferença entre ser empreendedor e ser empresário. Eu achava isso o máximo. O seu ego vai lá pra cima. É gostoso responder quando alguém te pergunta o que você faz ou no que você trabalha. A resposta vem pronta e ensaiada: “Sou empresário. Tenho uma empresa de desenvolvimento de Internet. Atendo clientes como XKPPYZ, XPTO e etc…” Coisa linda, sabe?

Algo de estranho acontece

Mas teve um dia que algo mudou. O problema é que quando você tem uma empresa e tem contas a pagar, é difícil perceber quando “algo” muda. Esse “algo” pode ser o movimento do mercado ou pior, pode ser você mesmo – como aconteceu comigo. Ninguém vai avisar quando essa mundaça acontecer… O segredo é quanto tempo você demora para descobrir.

Esse “tic” me aconteceu em um momento nada oportuno. Mesmo assim fui em frente. Sempre, sempre, sempre com uma dúvida atrás da orelha para atrapalhar. Mas nesse caso, meu caro, minha dica é siga em frente. Minha decisão já estava tomada. Saí da empresa. Foi algo realmente duro. É difícil você tomar a decisão de deixar para trás algo que você construiu, do nada. Do nada mesmo. Nós NUNCA recebemos nenhum aporte financeiro de NENHUMA empresa. Pelo contrário, tivemos que nos virar, pedir alguns mangalotes na fábrica de dinheiro em momentos difíceis e caminhar com mais uma parcela no bolso. Ah, quem dera ter recebido um aporte financeiro. Mas não. Eu tinha uma empresa que faturava pouco mais de 1 milhão/ano sem a ajuda de ninguém. Isso sim é algo para se orgulhar. Não é coisa de moleque. Mas é óbvio que um aporte financeiro não mata ninguém, né? 😉

Falou demais, cara. Onde quer chegar?

Eu sei que falei demais e provavelmente você ainda não sacou onde eu quero chegar. Aí está o “x” da questão. Onde você quer chegar? Eu não tenho faculdade e nunca fui empregado. Decidi sair da minha empresa para aprender algo novo, realmente. Obviamente havia outros motivos mais específicos e menos “romanceados” como este. Decidi pagar para ver e aprender algo que eu nunca tive. Sabe quando você se alista pra virar soldado e descobre que outro cara também se alistou só que ele fez aquele cursinho e virou sargento direto? Pois é. Eu tinha feito o cursinho de empresário/empreendedor, nunca fui soldado. Como o cara pode se sargento se nunca foi soldado? Por causa disso eu cometi muitos erros. Eu também deixei que outros cometessem erros. O que é muito ruim também já que o erro dos outros, na sua empresa, afeta você diretamente.

Aí você fala: “Espera, você deixou de ser empresário, onde você poderia ficar rico e ganhar dinheiro, pra ser empregado?” Eu respondo: Você está com o mesmo pensamento que eu estava nas primeiras semanas do meu “primeiro” emprego depois de sair da minha principal empresa (sim, eu tenho mais duas). Eu quase pirei nas primeiras semanas. Essa é uma outra história. — Em duas semanas aprendi mais coisas do que em muitos anos da minha vida. Posso falar mais aqui depois, se estiverem interessados. — Mas se você acha que só pode ser rico sendo empresário, nem abra uma empresa. Dinheiro é consequencia, sendo empresário, empreendedor ou empregado. E sim, eu sei que lá no fundo é o dinheiro que importa. Mas ele não vem só porque você decidiu abrir uma empresa. Ele vem porque você é bom no que faz. Você tem que pensar sobre dinheiro de forma estratégica e não como objetivo final. Isso em qualquer área e em qualquer cenário que você se encontra. Decidir abrir ou não uma empresa é também uma decisão estratégica, mas da sua vida. E no final, tudo se resume ao seu comportamento diante de decisões simples na frente da batalha.

A ideia é que você deve seguir seu instinto. Se você for empresário, não seja demasiadamente estúpido e dizer que NUNCA mais trabalhará como empregado na vida. E se você é empregado, meu caro, não diga que abrir empresa é algo difícil. Você pode estar com medo.

Talvez eu nem saiba o que eu esteja dizendo agora. Mas eu já estive dos dois lados da fronteira. Hoje eu sou empregado em uma das maiores empresas de hospedagem do Brasil, tenho uma startup e cuido de um portal. Sou empresário ou empregado? Quem tem que definir é você.
Ter uma empresa ou ser empregado é uma decisão sua e para ambas decisões é necessário ter coragem. Existem vantagens e desvantagens dos dois lados. Como eu disse anteriormente, ganhar dinheiro é possível em qualquer um dos dois cenários, então esse não é o problema. Os passos em cada um dos caminhos são diferentes em diversos pontos, mas se você reparar bem, são mais parecidos do que aparentam.

Publicado no dia