Menu
X

Cuidado com invasões no WordPress

O WordPress não é perfeito e possui falhas, tome cuidado com possíveis invasões.

0
Imagem post: Cuidado com invasões no WordPress

Um dos principais gerenciadores de conteúdo, o WordPress, possui ainda possui algumas falhas. É necessário ficar atento e tomar cuidado para qualquer situação.

Há duas semanas, passei sérios problemas com o WordPress, com o blog Papo de Buteco. Nunca tinha passado por uma situação parecida com essa, e por isso que tomar cuidado antes de agir.

Como verifiquei

Por otimizar o site, sempre estou verificando como as páginas do blog estão se comportando no Google. Busquei por site:papodebuteco.net para verificar todas as minhas páginas indexas no Google, e obtive o seguinte resultado:

Ao primeiro olhar, já observei as tags de título das páginas estavam totalmente diferentes, no mínimo estranho, não é? Comecei a estudar a situação, e conclui que neste caso, aconteceu uma espécie de Cloaking, que reproduzia a página normal para o usuário e outra página para o Google.

De primeira, achei que eram os plug-ins instalados no site que estavam fazendo isso, mas até que o Google me enviou a seguinte mensagem para o Web Master Tools do site:

Ao acessar o link indicado na mensagem, e realmente foi mostrada uma página com um conteúdo não relacionado ao blog.

Solucionando o problema

O que precisa ser feito é: Reinstalar o WordPress para atualizar seus arquivos.

No próprio painel do gerenciador, é possível fazer essa reinstalação, então nada de apagar todos os arquivos do FTP, enviar novamente e reintegrar com o banco de dados.

Em seu painel de adiminstração, procure no menu de navegação por Atualizações e siga como na imagem abaixo:

Depois disso, acessei a página que o Google indicou na mensagem e não tive mais problemas, a página foi carregou com seu conteúdo real.

Para confirmar, você pode tirar a “prova real” buscando como o Googlebot, que é uma ferramenta encontrada no Google Webmaster Tools.

 

 

 

 

 

Ao clicar em “Processando” e estiver lendo a página do jeito que deveria ler, com o seu código fonte real, pode ter certeza que o problema foi resolvido.

Conclusão

Não se sabe ao certo ainda como essa invasão se manifestou no blog, mas é bom ficar atento a qualquer tipo de propagação estranha relacionada a seu site. O tipo de invasão apresentado no artigo não é único, podem existir outros casos espalhados. A vulnerabilidade pode também está relacionada com o servidor onde o seu site está hospedado.

As páginas que não entraram no cache do Google depois que o problema foi solucionado, ainda se encontram com o mesmo conteúdo da invasão, se vocês procurarem, ainda acharam algumas páginas assim.

Apesar de tudo isso, não houve oscilação com o número de visitas do site, ele se mantéu estável. E o número de backlinks apontados para as páginas do blog cresceu, mas com um textos âncora sem relação ao conteúdo real do blog.

O Cloaking é considerada uma técnica de blackhat pelo Google, caso o problema não fosse solucionado a tempo, o blog poderia ser sofrer algum tipo de punição, veja mais em: http://support.google.com/webmasters/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=66355.

Se o seu site ainda não é integrado ao Google Web Master Tools, acesse agora e integre! É simples, fácil, e oferece informações importantes para o seu site. Para completar e evitar que algo semelhante aconteça, confira dicas para aumentar a segurança no WordPress.

Quero aproveitar o espaço para agradecer Leandro Lopes (dono do blog Papo de Buteco), que autorizou a postagem de exemplos relacionados ao blog dele. É importante relatar o que aconteceu, ainda mais com casos verídicos, pois pode acontecer com qualquer um.