patrocínio:

Hackathons podem competir com eSports?

Hackatons competindo com eSports

por Tableless 01/08/2019 Comentários ~ 4 min. / 743 palavras

Os eSports têm estado no foco das atenções do mundo tecnológico pelos grandes prêmios que distribuem nas suas competições e pela quantidade de audiência que conseguem atrair. No entanto, os Hackathons, ou eventos de programação ao vivo, também aumentaram gradualmente seu público criando aplicativos, videogames e soluções de computação em tempo real e recompensando seus melhores expoentes.

A relação entre eSports e programação ao vivo

Tendo suas raízes nas palavras “Hack” para programar e “Marathon” para a maratona, os hackathons são eventos ao vivo que visam desenvolver uma solução através de programação, seja um aplicativo, site ou videogame. Esses eventos cresceram em popularidade a partir de 2013, quando um hackathon nos EUA ofereceu mais de 1 milhão de dólares em prêmios, sendo organizado pelo grupo de empresários Capital One Labs, que fez parceria com marcas como Facebook, Google, Amazon e Dropbox para divulgar o evento. Esses prêmios milionários lembram o que é possível encontrar na atualidade com os grandes eventos de eSports, porque são promovidos por grandes empresas, oferecem prêmios milionários e se abriram as portas em várias plataformas que os acompanham.

Um exemplo disso é mostrado pela plataforma esportiva ESPN com The International, o evento chamado de “maior premiação dos eSports” porque ultrapassou US$ 30 milhões para distribuir entre os vencedores. O exemplo da ESPN não é o único neste contexto. A Betway, site de apostas online, também criou uma secção exclusiva para os grandes torneios de eSports, como o já mencionado The International, onde em 8 de agosto, o time do Time Secret já aparece como favorito com 29.9% de chances para ganhar o evento.

Uma das razões pelas quais os eSports se tornaram tão populares é porque eles permitem que seus espectadores aprendam dos melhores gamers do mundo em tempo real, e esta é também uma das razões pelas quais os hackathons e a programação ao vivo se tornaram tão populares nos últimos anos. Nesse contexto, plataformas como o YouTube oferecem aulas de programação ao vivo, através de canais nos quais os espectadores podem aprender com especialistas em desenvolvimento web, aplicativos e games.

A importância da programação na atualidade

Como dito anteriormente, a programação está diretamente relacionada aos gamers, pois, permite despertar interesse neles sobre como é possível criar os games de que eles gostam tanto e que se tornaram tão populares ao lado dos eSports atualmente. Neste site, já se tem falado sobre as ferramentas disponíveis para aprender a programar, como a possibilidade de criar um jogo em HTML5 com o framework enchant.js e usando algumas poucas linhas de código. Outro exemplo é a possibilidade de aprender a programar em tempo real, através dos workshops de Live Coding Online sobre Responsive Web Design, que permitem que alguns truques de programação sejam aprendidos diretamente com os especialistas. Além do acima exposto, existem plataformas como Codecademy, Coursera, edX ou Khan Academy, que oferecem cursos de programação em linguagens como JavaScript, C ++ ou C #, que oferecem aos seus usuários uma introdução ao desenvolvimento de games e também disponibilizam recursos e certificações para programadores mais avançados que buscam melhorar suas oportunidades de trabalho.

Deve-se notar que tanto os programadores iniciantes quanto os mais espertos precisam seguir os conselhos de outros programadores com frequência, para sempre acompanhar as tendências e desenvolvimentos neste mercado de trabalho.Neste contexto, Brasil é o principal mercado para a indústria de videogames na América Latina, além de existirem mais de 66 milhões de consumidores digitais no país, os quais ajudam a promover o desenvolvimento de novas tecnologias.

Esse grande desenvolvimento tecnológico e a conexão que os eSports e a programação tem no país, já atraíram a atenção da própria NASA, que já promoveu um Hackathon em Salvador através do evento “NASA Space Apps Challenge Salvador”. Além da maratona de desenvolvimento de tecnologia ao vivo, este evento ofereceu aos participantes palestras e workshops focados em inteligência artificial e tecnologia espacial.

View this post on Instagram

A post shared by Nasa Space Apps Salvador (@nasa_spaceappssalvador) on

Os eSports e Hackathons compartilham um público fanático de tecnologia que cresce dia a dia e, em um futuro próximo, aspectos tão fascinantes como a inteligência artificial podem se tornar uma nova categoria de eSports entrando em um cenário competitivo global. Nesse contexto, especialistas em inteligência artificial podem programar computadores para competir com outras equipes em torneios de eSports, de forma semelhante ao que o computador AlphaGo, do Google, fez, superando o campeão mundial de Go em 2016.