Tableless

Busca Menu

Conteúdo, Flash e HTML

Seja o primeiro a comentar por

Steve Jobs fez um texto explicando os motivos pelos quais a Apple não suporta e nem suportará Flash em seus aparelhos. Sugiro que você leia o artigo antes de continuar. Aqui tem uma versão traduzida.

A Web foi criada para facilitar o compartilhamento de informação. Este objetivo é muito claro quando estudamos sua história. Você pode enviar um email, um tweet ou uma mensagem no gTalk e a pessoa do outro lado ter essa informação na hora. É muito melhor do que esperar dias para receber uma folha de papel. A ideia da web é compartilhar e oferecer informação de fácil acesso. Não importa se isso seja uma mensagem de 140 caractéres ou se um portal de notícias completo.

Essa informação, por sua vez, precisa estar disponível a qualquer hora para ser consumida e reutilizada. Um exemplo clássico disso são os blogs. Os posts são acessíveis se você visitar a página ou por meio de RSS. Você pode acessar essa informação também pelo Google ou qualquer outro sistema de busca que exista. Se quiser, você pode usar seu dispositivo móvel para acessar essa informação aonde quer que esteja. Se você instalar em seu mobile uma App que baixa o conteúdo, melhor ainda, porque você poderá consumir essa informação offline.
O HTML foi criado para que isso tudo funcione perfeitamente. O HTML foi criado para construir uma web interoperável. Uma web que seja acessível em qualquer parte do planeta com qualquer tipo de dispositivo ou meio de acesso.

Não quero tirar o peso dos erros do W3C em demorar para reformular a linguagem. A W3C precisou de um empurrãozinho de vários desenvolvedores insatisfeitos pela falta de atitude e demora do W3C para reformular o HTML. Estes desenvolvedores por sua vez querem uma web mais pública, mais integrável, mais aberta. Estes objetivos estão sendo seguidos à risca agora com o desenvolvimento do HTML5 e do CSS3. Sugiro que leia o texto do W3C explicando qual é o objetivo real do HTML. A brief history of HTML.

Quando falamos sobre a importância de separar o desenvolvimento web em camadas, queremos que o desenvolvedor web entenda que há um motivo por trás de toda essa metodologia. Aquela ideia de que “Conteúdo é Rei” precisa ser levada ao pé da letra. O HTML é o coadjuvante de toda essa história. O conteúdo é o protagonista. Você trabalha com web porque existe conteúdo, caso contrário, qual seria o motivo para se ter internet?

Concordo com o tio Steve quando ele não aceita suportar Flash em seus aparelhos. O Flash corre para o caminho contrário de todos os objetivos do W3C, da Apple e de todo mundo que luta por uma web mais interoperável. Entenda que também não sou contra Flash. O Flash teve o seu papel. Ajudou muito a web durante um tempo. Felizmente esse tempo já passou.

Já passou o tempo dos sites mais “interativos” (odeio essa palavra quando quero me referir ao Flash), mais animados e etc . O HTML5 juntamente com o CSS3 leva o desenvolvimento para web para um novo patamar. Um patamar onde a informação está lá esperando para ser utilizada quantas vezes for necessária, onde for necessária e por qualquer meio de acesso. Seja esse meio acesso um simples sistema de leitura de tela ou um dispositivo ultrarevolucionário.

Toda aquela história de semântica, código simples e com significado, é regra e precisa ser seguida. HTML mal escrito, com tags indicando significados errôneos para o conteúdo é tão ruim quanto o Flash. Talvez seja até pior. Ter cuidado é necessário, é muito trabalhoso também, sem dúvida, mas é uma das partes mais importantes da produção.

A web só existe por causa do conteúdo. Se a informação desaparece ou se torna difícil de ser acessada, a web perde o sentido. Se você é desenvolvedor web e não trabalha para que essa informação fique cada mais semântica, acessível, abundante, você não é um profissional de internet, vocé qualquer coisa, menos isso.

Publicado no dia