<
Menu

Tableless


ie10

IE10 no Windows 7

rtt

Performance front-end – Parte 1

Mundaneum

História da Web – Uma timeline

modernizr

Utilizando a Biblioteca Modernizr


HTML 5 – brevíssima introdução

Uma pequena introdução sobre HTML5 e sua história.

Quem já desenvolve para a web, usa e sempre usou HTML para fazer seus projetos. Quem começa a estudar Padrões Web, começa a estudar XHTML também e conseqüentemente começa a desenvolver sites com XHTML em vez de HTML. Isso não é uma coisa ruim, mas como já dissemos, o XHTML ainda não traz nenhuma vantagem imediata. É apenas um meio de se preparar para o futuro dos sonhos do W3C.

O HTML foi uma iniciativa do W3C que acabou sendo deixada de lado para que o XHTML ganhasse mais espaço. Infelizmente os passos do W3C estão andando muito devagar e o XHTML está longe de ser o que o W3C sempre pensou.

Desde 2004, logo após um workshop feito pelo W3C, empresas como Apple, Mozilla e Opera notaram que a direção do W3C estava se distanciando das necessidades reais dos desenvolvedores atuais e estavam se afastando do HTML.
Então em resposta, estas organizações e mais um bocado de desenvolvedores criaram a WHATWG (Web Hypertext Application Technology Working Group).

Outro ponto interessante é que o desenvolvimento do HTML 5 não é mais feita por uma grande organização com o W3C e sim por voluntários e desenvolvedores da área. Logo os próprios interessados que querem que este projeto dê certo, estão na ponta. Isso trás conforto para os desenvolvedores que não estão no projeto, porque pessoas que conhecem os problemas estão tratando de criar soluções adequadas.

Por Diego Eis

Diego Eis criou o Tableless para disseminar os padrões web no Brasil. Como consultor já treinou equipes de empresas como Nokia, Globo.com, Yahoo! e iG. É palestrante e empreendedor.

http://about.me/diegoeis/

Mais posts do autor

Comentários (23)

  • Julian

    Post muito interessante, e aliviadora. ;P

    Um toque: falta um “H” no “TTP” do link do WHATWG.

    Valeu, Diego!

  • http://www.acordapraweb.com Alexandre

    Vale lembrar também que o W3C já se pronunciou e está desenvolvendo uma nova versão oficial do HTML, que provavelmente terá como ponto de partida o trabalho do WHATWG.

    http://www.w3.org/2007/03/HTML-WG-charter

  • http://tableless.com.br/ Diego Eis

    Mesmo assim Alexandre…
    O W3C pensa muito, mas muito na frente!
    Essa proposta que eles estão desenvolvendo só vai terminar em 2010!
    Eles vão desenvolver tudo primeiro para depois botar para quebrar. Enquanto o pessoal do WHATWG vai desenvolvendo e os browsers já vão adotando.

    Mesmo assim, é bom saber que eles estão pensando no assunto!

  • http://www.thiagomachado.com Thiago Machado

    só cabe a nós contribuir se puder!!!!!

    W3C subiu pra cabeça, ficaram meio malucos e/ou perderam o rumo.

    fazer o que ninguem é perfeito, deixe o povo dar ao povo o que faz feliz o povo

  • http://www.acordapraweb.com Alexandre

    Realmente as estimativas de término das especificações são deprimentes…

  • Pingback: » Speedlinking 01-07-2007 Ganha dinheiro online com MUIOMUIO.NET: Internet, Tecnologia e dicas sobre Blogging por Mario Andrade

  • jonathands@gmail.com

    Pois bem , estou querendo soltar essa e acho que ainda pensei o suficiente para por no meu blog (ou no prototipo dele)

    Andei lendo sobre o html5 e sobre aquelas novas tags que , com nomes bonitos tipo menu , nest .
    Não entendo porque eles insistem em ficar criando elementos que vão ficar deprecados uma hora . no html 6 a gente vai ter o que ?

  • Pingback: Blog da W7 Solutions » HTML 5 chegando

  • Pingback: DeskMundo » Biaxe já o Firefox 3.1

  • Pingback: DeskMundo » Firefox 3.1 será mais rápido em aplicações

  • Pingback: DeskMundo » Firefox 3.1 Beta 1 atrasado

  • Pingback: DeskMundo » Firefox 3.1 Beta 1 atrasado

  • Pingback: Chris B. – idéias e pensamentos » HTML5, CSS3 e SVG: com qual browser posso usar?

  • Trambulhao

    Espero que essa “competição” não seja prejudicial. Que no final para conseguir o mesmo resultado não haja tags para uns tipos browsers e outras para outros.

    Já na basta ter que criar arquivos CSS e javascript diferentes para diferentes browsers.

    Nada como uma única entidade tratando de tudo.

  • http://sivoleu.wordpress.com/ sivoleu

    Tudo ficaria mais simples com a aplicação do conceito de XBrowsers (Browsers Extensíveis).

    O conceito de XBrowsers é um browser que permita que o usuário (desenvolvedor) crie suas próprias tags html, por ex:

    Teste.html

    (…)

    (…)

    O atributo “ref” da tag “accordion” representaria um link para o arquivo modelo da tag, o qual possuiria todas as especificações necessárias para o XBrowser poder interpretá-la e, no caso de ser um componente visual,
    renderizá-lo.

  • http://sivoleu.wordpress.com/ sivoleu

    Correção!

    Desculpe o ex: não saiu!

    segue:

    Teste.html

    (…)


    (…)

  • Pingback: » HTML 5 Diggest

  • Pingback: Youtube pede opinião do usuário para melhorar | Weicker

  • http://www.facamagica.com.br Everton

    Desculpem….estou meio atrasado nessa parte….o que é o HTML 5?

  • Pedro

    Não concordo, 100%.
    As grandes empresas encabeçando um projeto assim vai dar no mesmo de hoje. A Apple puxa a sardinha prá ela, a MS tbm, o Google tbm… e teremos uma tag que funciona no FF mas não no Safari… e teremos a mesma dor de cabeça de sempre.
    Padrões devem ser homologados por uma entidade. As empresas podem colaborar na criação de padrões mas devem ter alguém idôneo gerenciando tudo.

  • http://www.euqsei.com carlos borges

    Se os códigos forem aceito em todos navegadores, ótimo, mais se não servir para navegador x, ai vai ser só mais uma palhaçada para fazer agente perder tempo.

  • Pingback: HTML 5: novo padrão para marcação de páginas web « tozziwellingthon