posts da categoria Artigos

Estatística básica nas entregas de projetos agile — Moda, mediana e percentil

Como um pouco de estatística básica pode nos ajudar a entender melhor as entregas de projetos web

por Diego Eis

O novo formato de arquivo do Sketch 43

Algumas informações sobre o novo formato de arquivo do Sketch 43

por Diego Eis

Agora o Tableless é estático

Tableless não é mais no WordPress.

por Diego Eis

Atribuição múltipla com Destruturing Assignment

Entenda como funciona atribuições múltiplas no JS

por Gabriel Prates

O fim da profissão front-end

O front-end como você conhece vai morrer.

por Diego Eis

Anotações sobre Progressive Web Apps

A idéia de escrever sobre Progressive Web Apps surgiu quando estudava para apresentar uma talk sobre o conceito ao pessoal do trabalho, percebi durante o processo que existe muito conteúdo bom pela internet afora, porém senti que alguns conceitos estavam separados uns dos outros, então decidi escrever um documento agrupando todos estes dados que encontrei espalhados por aí para facilitar a compreensão e a forma que iria passar isto para minha equipe.

por Everton de Paula

Minha experiência com o CT (Centro de Treinamento)

Meu nome é Danilo, tenho 25 anos, e moro em São Paulo. Antes de conhecer o projeto do CT , eu havia trabalhado pouco tempo como Front-end em uma empresa chamada Athos Informática. Minha experiência não foi uma das melhores, e acabou não dando muito certo. Porém, aconteceu algo muito bacana , quando eu fiquei disponível para o mercado de trabalho. Comecei a frequentar todos os Meetup’s que eu podia, conversei com muitos Dev’s da comunidade, e coloquei de fato a mão na massa.

por DaniloAgostinho

O que aprendi em 5 dias como Front-end, e uma pergunta: você esta preparado para se tornar um desenvolvedor?

Gostaria de partilhar um pouco de minha experiência como front-end. e neste link explico como consegui uma vaga na área front-end. Minha experiência com o Centro de Treinamento. Tudo no inicio pra mim foi uma aventura, uma história curta e imprevisível, cheia de quebras de paradigmas, dogmas, conceitos e preconceitos. Acho bem claro, que cursos técnicos e faculdades não te preparam para o mercado de trabalho, apenas te dão um norte de como fazer algo e um bocado de coisas mais, pois para se tornar um desenvolvedor existem alguns pontos a serem esclarecidos.

por DaniloAgostinho

Como organizar e nomear o conteúdo do projeto?

Pode até parecer uma questão simples ou de pouco valor no projeto, mas a verdade é que a forma que você solucione essa ponto será determinante para o sucesso e o card sorting é o melhor caminho! O card-sorting é uma técnica usada para descobrir como o usuário classifica determinada informação em sua mente. Muitas pessoas acreditam que podem classificar a informação pelos outros pois acham que sabem como será a melhor forma.

por thonyconde

Como camuflar seu ip like a ninja

Temos algumas formas de camuflar ip, alguns programas que nos auxiliam a fazer isso de forma fácil. A um tempo atrás eu estava usando o sistema operacional WHONIX para poder fazer esse tunelamento pra mim, ele é realmente eficaz e eu não precisei me preocupar muito com detalhes, porém eu testei algumas outras opções e tiveram duas que eu realmente gostei, uma é o PROXYCHAINS e a outra o JONDO:

por Júlio Carneiro

Adicionando SSL no NGINX com o Let’s Encrypt

O Let’s Encrypt é uma forma fácil, automatizada e gratuita de se inserir SSL em uma aplicação web. A utilização do SSL é bem importante quando se há autenticação, tráfego de dados privados ou até mesmo para ser melhor colocado no ranking do Google. Neste artigo vou demonstrar como gerar e adicionar o SSL no NGINX com a ferramenta Let’s Encrypt. Irei utilizar o sistema operacional Debian para executar os comandos, mas estes podem ser facilmente modificados para serem executados em qualquer distro.

por Sergio Rodrigues

Features que sua API REST precisa ter desde o início

Eu tenho trabalhado com dados suavemente flutuando através do protocolo http por um tempo e agora eu tenho esse sentimento altruísta de que eu posso contribuir com os desenvolvedores mais jovens com algumas histórias sobre os desafios que enfrentei durante a minha jornada. Este artigo basicamente tem o objetivo de listar e discutir sobre alguns pontos importantes que sua API, possivelmente, poderia abraçar desde o início do projeto, a fim de acelerar o processo de desenvolvimento para todos em sua equipe.

por Ulysses Marins

Web Semântica na Prática Parte 1: A Web do futuro (ou quase isso)

Aprenda um pouco sobre como criar aplicações Web que podem ser utilizadas por humanos e computadores

por James Miranda

Criando aplicações portáveis entre diferentes SGBDs usando PDO(PHP Data Objects)

Quero apresentar nesse artigo as principais funcionalidades do PDO. PDO é uma biblioteca que implementa abstração ao acesso dos dados, ou seja, ela utiliza um driver específico, para cada SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados), tornando possível a portabilidade da base de dados de sua aplicação, sem que a mesma sofra danos ou que você passe horas e horas reescrevendo linhas e mais linhas de código. O primeiro passo é habilitar o driver do PDO no php.

por Anrahh

Entrevista com Bert Bos (Criador da CSS) e W3C

Na 8ª edição da Web.br teremos a presença ilustre de Bert Bos como keynote speaker. Ele, junto com Håkon Wium Lie, foram os dois inventores dos Cascading Style Sheets, tecnologia também conhecida pela sigla CSS. Bert trabalha no W3C desde 1995 com desenvolvimento e padronização do CSS, assim como de outros padrões da web, como HTML, XML e MathML. Nessa entrevista ele descreve o contexto que o levou a trabalhar nos primeiros rascunhos do padrão CSS, o que ainda falta ser aprimorado e sua perspectiva para a evolução do CSS e do HTML a longo-prazo.

por Diego Eis

CSS3 — Trabalhando com Múltiplas imagens background-images

Quem nunca se deparou com o um layout com imagens “sobrepostas” que precisavam ficar suspensas sobre múltiplas imagens de fundo, com CSS3, você pode aplicar aos elementos múltiplas imagens como plano de fundo sobrepostas. Sem a utilização do Z-index, é isso mesmo “necas de pitibiriba” de Z-index. Que Z-index que nada, agora a MODA é Background-image !!!

por Moisés Lopes Ferreira

Upload de imagens desmistificado com simpleGallery.js

Upload, certamente, é uma parte difícil na programação, provavelmente você já teve problemas com isso. Por que não simplificar? Confira como o simpleGallery.js pode lhe ajudar nesta jornada.

por Fabio Carvalho

Começando com o Angular Material  – Parte 1

Decidi começar essa série de posts sobre Angular pois ultimamente é o que mais estou estudando, e pirando também rs, estou viciado no angular confesso, e não podia deixar de escrever sobre o angular material pois ele realmente me surpreendeu com sua facilidade que junto a sua beleza o torna bem interessante. Vou escrever uma série com alguns posts baseados no que eu aprendi do angular material nesses tempos estudando na internet, espero que possa ajudar uma galera que queria muito conhecer porém não sabia por onde começar ou tem dificuldade de achar algo em português.

por Júlio Carneiro

Um pouco sobre imagens para Web

Queria falar um pouco sobre alguns formatos de imagens que usamos todos os dias. Dar algumas informações que encontrei por aí. Vamos explorar as duas principais opções de formato gráfico que pode ser usado na Web para representar gráficos simples, esquemas ou logotipos. Embora hoje possamos usar SVG em diversos momentos, principalmente para ícones ou Logos, o PNG e o GIF ainda podem ser usadas. Depois falamos mais sobre o SVG.

por Diego Eis

Princípio de Paretto e o desenvolvimento de jogos indie

O Princípio de Paretto, também conhecido como proporção 80⁄20, foi criado pelo economista italiano Vilfredo Pareto em 1906. Paretto enunciou este princípio através do conhecimento empírico, após analisar a sociedade italiana, mas especificamente ele observou que 80% das terras pertenciam a 20% da população, restando para os outros 80% da população os 20% de terras restantes. Em suma, significava que 80% das riquezas daquela sociedade estavam concentradas nas “mãos” de 20% da população.

por Thiago Teles

Consumo eficiente de recursos computacionais de servidores de aplicação web com Node.js

Este artigo é o resultado de uma análise da plataforma Node.js, especificamente quando submetida a um alto número de acessos simultâneos, comparando os números dos indicadores de serviço e eficiência obtidos em testes de performance.

por Jamerson Bernardo

Entendendo o async e o await em JavaScript

As funcionalidades async / await não conseguiram chegar para o ES6, mas isso não significa que elas não irão chegar ao JavaScript. Enquanto escrevo esse post, ela é uma proposta na fase 3 e está sendo trabalhada ativamente. As funcionalidades já estão no Edge e devem chegar a outros browsers assim que chegar na fase 4 - pavimentando seu caminho para inclusão na próxima edição da linguagem (veja também: Processo TC39).

por Wendell Adriel

O básico sobre o automatizador de tarefas Make

Vocês trocariam seu Gruntfile (ou semelhantes) por um Makefile?

por Cristiano Santos

Lodash ou Underscore? Talvez, nenhum!

Durante os últimos anos, bibliotecas como Underscore e lodash, encontraram seu espaço no cinto de utilidades de muitos programadores JavaScript. Embora essas bibliotecas ajudem a escrever e até facilitar a sua vida em partes do seu código, não necessariamente, esse código, fica simples ou de fácil entendimento. Quem estiver lendo ou mantendo o código será obrigado a, além de conhecer a linguagem e sua biblioteca padrão, também conhecer a biblioteca de utilitários que está sendo usada.

por Eduardo Rabelo

Exercícios Simples de JavaScript para Entrevista

Nesse artigo iremos ver alguns exercícios simples e rápidos de JavaScript que podem ser usados para ajudar a você a selecionar candidatos ou para você se dar bem em uma entrevista.

por Wendell Adriel

Inteligência Social: Taxa de Engajamento!

Você já ouviu falar em Social Business Intelligence, Social BI, ou em Engagement Rate? Caso nunca tenha ouvido sugiro continuar essa leitura pois são dois pontos cada vez mais importantes quando se fala de redes sociais. Social BI, Inteligência Social, trata-se da coleta e análise de dados transformados em informações que podem gerar insights importantes para seu negócio. Quando se fala em Social BI, Inteligência Social, é importante frisar que existe um processo de coleta, classificação e análise, quantitativa e qualitativa, que pode variar muito de acordo com cada analista que realize pois o conhecimento empírico é fundamental para extrair o máximo deste processo.

por thonyconde

JavaScript e CSS no WordPress

Você faz um front-end impecável, mas ao transformá-lo em um tema WordPress, o carregamento fica lento, os plugins não funcionam e ocorrem milhares de outros problemas? Saiba que você pode não estar utilizando seus scripts corretamente no WordPress. Não se prenda ao termo! Neste post vamos usar “scripts” para qualquer JavaScript ou CSS que você queira adicionar ao seu tema ou plugin. Ao adicionar um novo script na sua aplicação, você deve fazê-lo da forma adequada para que o WordPress cuide de todo o processo, não usando código desnecessário e impedindo conflitos entre sua aplicação e de terceiros (plugins).

por Breno Alves

O novo software que substitui o Flash

Por um bom tempo o Flash ficou no mercado, mas, infelizmente chegou o seu fim. A notícia muito esperada por muitos enfatizou o fim do Flash, que por anos era padrão na produção de animações e de aplicações web. Com o surgimento do HTML5 o Flash se tornou bem ultrapassado. Além disso para melhorar a situação o Flash foi descartado pela Mozila, Google, Facebook e diversas outras empresas fazendo com que ele caísse ainda mais.

por Isaque Melo

Usando GIT para atualizar arquivos no servidor de hospedagem II – Final

Esta é a segunda e última parte do artigo que explica como fazer um esquema simples para deploy automático usando GIT + Bitbucket A mesma configuração pode ser usada em qualquer servidor GIT e qualquer serviço de hospedagem que tenha acesso via ssh e git instalado Se você ainda não leu a primeira parte, segue o link: http://tableless.com.br/usando-git-para-atualizar-arquivos-no-servidor-de-hospedagem No artigo anterior, criamos as chaves SSH para autenticação no Bitbucket, criamos um repositório GIT e manualmente executamos o comando | git pull | para atualizar o nosso repositório.

por João A. Zonta

A importância de desenvolver considerando off-line first

Uma aplicação web que funcione off-line é fundamental nos dias de hoje, tendo em vista a mobilidade, instabilidade de rede e mesmo a falta de acesso à internet.

por Reinaldo Ferraz

Uso acessível: O cumprimento das premissas na web contemporânea

Motivações ao desenvolvimento acessível.

por Gabriel Ramos

Acessibilidade na web: Como tornar seu site acessível.

Há 5 anos atrás eu escrevi aqui no Tableless um artigo falando um pouco sobre acessibilidade na web. Cinco anos se passaram e os motivos para se ter esse cuidado ao desenvolver sua aplicação não mudaram, mas novas ferramentas surgiram para que você atenda cada vez mais às demandas dessa parcela da nossa sociedade que tem tanto direito de usufruir de seu website quanto as pessoas sem deficiência alguma.

por Thaiana Poplade

Organizando equipes

Sobre organizar equipes multifuncionais em uma empresa gigante.

por Diego Eis

Usando GIT para atualizar arquivos no servidor de hospedagem

Solução usando Bitbucket + Kinghost A mesma configuração pode ser usada em qualquer servidor GIT e qualquer serviço de hospedagem que tenha acesso via ssh e git instalado Vamos imaginar um cenário em que você está desenvolvendo um site, nesse site você tem vários arquivos, distribuídos em pastas separadas, css, javascript, html, etc… Sempre que você altera algum arquivo, precisa enviar por FTP, para atualizar seu site. Um fluxo (antigo), mas parece ser ainda muito normal (infelizmente) por aí.

por João A. Zonta

Sobre comunidade e respeito

Acho que eu consegui palestrar no lugar mais longe em toda minha carreira. O nome da cidade é Ji-Paraná, fica em Rondônia, a 367km de Porto Velho. Eu não sabia muito bem o que iria encontrar, mas aceitei o convite do André para falar no Dia do Bit. Chegando em Ji-Paraná, encontrei cerca de 80 jovens desenvolvedores, com uma média de menos de 25 anos. As palestras eram sobre diversos assuntos ligados à desenvolvimento web.

por Diego Eis

Bootstrap 4 Alpha

O framework Bootstrap chega na versão 4 (alpha) com pré-processador Sass e outras mudanças.

por Isaque Melo

Entendendo Sistemas de Grid CSS do Zero

A matemática por trás dos sistemas de grid.

por Tamiris Bonicenha

Processo front-end na Locaweb

Nosso processo e stack de front-end na Locaweb.

por Diego Eis

Alcance orgânico morreu e você precisa parar de chorar!

Virou rotina reclamar da constante queda no alcance orgânico do Facebook. O alcance orgânico precisa morrer o quanto antes

por thonyconde

2015 – O ano em que o celular ultrapassou o desktop

Como o Mobile mudou não apenas a internet, mas também a nossa vida e como lidamos com a tecnologia.

por Rodrigo Fávaro

Como criar e manter uma cultura de desenvolvimento no seu time

Inspirado no FEMUG SP #23, atitudes para manter o desenvolvimento pessoal dentro da cultura de um time.

por Danilo Vitoriano

Parse – Objetos na nuvem

Parse, um banco de dados, na nuvem, orientado a objetos.

por Gabriel Ramos

Nós quebramos a web

É sempre difícil apontar o erro de alguém. Ainda mais para pessoas que não aceitam críticas. Porém, é preciso olhar para nós mesmos para corrigir nossos problemas.

por fernahh

Foco e Produtividade. Você tem muito a ganhar com isso

Recentemente tenho me cobrado muito na questão de organização, parei para pensar e vi que minha vida estava desorganizada e consequentemente perdia algo preciso, o tempo.

por Felipe Chama

HTTP2 para Desenvolvedores de Web

Entenda um pouco mais como o HTTP2 vai ajudar na construção de sites.

por Marcelo Paiva

Otimize a performance do seu site com o Kraken

Usando Kraken para otimizar suas imagens.

por FelipeMartinin

Não venda tecnologia. Venda produtos e pense no business.

Entregue resultados, não apenas websites. Seja a peça chave dos negócios.

por thonyconde

Campanhas de E-mail Marketing

Otimize suas Campanhas de E-mail Marketing e obtenha os resultados que você tanto deseja.

por Ederson Ribeiro

MVC – Afinal, é o quê ?

Explicando o MVC, um padrão de arquitetura para organizar sua aplicação.

por Allan Ramos

HTTP/2 – Atualização do protocolo base da internet

O protocolo HTTP vai receber oficialmente uma grande atualização em breve. Saiba o que mudou.

por Diego Eis

Cadastre seu post e seja um autor do Tableless

Seja um autor do Tableless. Cadastre-se no nosso Wordpress e compartilhe seus artigos.

por Diego Eis

Código Limpo

Um dos assuntos que costumo discutir bastante com a galera é sobre qualidade de código. Nesses papos sempre vem questões como: quais práticas podemos adotar para ter um código de alta qualidade? E como sabemos se o nosso código está bom? Como temos certeza de que estamos no caminho certo? Vou explicar meu humilde ponto de vista com exemplos e opiniões sobre qualidade de código. Vou abordar casos de uso com JavaScript, mas nada te impede aplicar muitas dessas dicas usando outras linguagens.

por Alan Cezar

Closure Tools

Uma excelente ferramenta de minificação de arquivo javascript. Vou falar alguma coisa sobre Closure Tools e alguns exemplos de código fonte.

por Leonardo Lima

Em um relacionamento sério com generators front-end – Parte 2

Na parte 2 de nossa série, vamos falar de Yeoman, um generator que, na minha opinião, é bem completo e atende a grandes necessidades na criação de um projeto.

por Pedro Polisenso

Em um relacionamento sério com generators front-end – Parte 1

Essa é uma série que vai abordar generators usados por desenvolvedores front end no mercado. Um post que vai mostrar desde conceitos até a prática, que convém a nós é o que mais interessa.

por Pedro Polisenso

IE8 Countdown – Enforcando o demônio

O IE8 já ficou velho e está na hora de mandarmos ele pra casa.

por Diego Eis

All Animation CSS3 – Criar animações CSS3 nunca foi tão fácil

Animações cross-browser que darão mais ênfase a suas páginas como controles deslizantes, efeitos 3D’s, etc...

por Clovis Neto

Um guia para o elemento ‘time’ do HTML5

Conheça mais detalhes sobre a tag Time. Ela parece inocente, mas guarda vários segredos.

por Raphael Fabeni

Documentário sobre o Jeffrey Zeldman

Documentário sobre um dos lendários da comunidade web mundial: Jeffrey Zeldman.

por Diego Eis

Google Web Starter Kit

Conheça o boilerplate focado em design responsivo e performance criado pela equipe da Google.

por Dani Guerrato

O mercado de desenvolvimento front-end

Temos um novo rockstar no palco.

por Diego Eis

Yii Framework - um framework PHP profissional, rápido e seguro!

Todo desenvolvedor ao longo de sua carreira, em algum momento, faz o uso de frameworks para complementar seus projetos, reduzir tempo de produção e prover na maioria dos casos, um código limpo, profissional e de fácil manutenção. Hoje lhes apresento o Yii Framework, um framework Open-Source PHP com alto poder de desempenho e escalabilidade. Chegou a sua versão histórica Yii 1.0 em 2008 e, desde então, sua popularidade entre os desenvolvedores tem crescido cada vez mais.

por Diego do Nascimento

OOCSS, SMACSS, BEM, DRY CSS: afinal, como escrever CSS?

Conheça os principais estilos de escrita de CSS e aprenda o que você pode extrair deste mar de siglas para escrever código melhor.

por Jean Carlo Emer

Criando uma aplicação Single Page com AngularJS

O AngularJS oferece muitos recursos ao desenvolvedor, neste artigo vamos conhecer o de Single Page, utilizando ngView e ngRoute.

por Lucas Caprio

O Crescimento da Web e as Tendências de Mercado

Um pouco sobre como o mercado web vem crescendo e como os profissionais devem sempre acompanhar este crescimento e suas as tendências.

por Lenilson Nascimento

O que você faz quando falta a internet?

Não importa o quão avançados são os aparelhos nos nossos bolsos. Em algum momento, serão praticamente inúteis.

por Eduardo Fernandes

Cinco tipos de aplicativos que você deveria usar corretamente

Aplicativos de celular são criados diariamente aos balaios. Eu conheço pessoalmente gente que coleciona aplicativos inúteis e também gente que cria exemplares desses, e essa é a única forma de empreendedorismo que conhecem.

por Manoel Netto

O futuro chegou: O elemento picture

Se você tinha problemas com imagens responsivas, agora não tem mais...

por Victor "reidark" Matias

Este post vai explodir seus ouvidos. Veja 3 motivos

Recentemente, o BuzzFeed publicou sua primeira tentativa de viralizar conteúdo em áudio. Alguns produtores de podcasts e empresas de rádio, como a NPR, ficaram de olho. Será que agora vai? Será que o todo-contagioso site conseguirá, finalmente, levar o áudio via web para as massas?

por Eduardo Fernandes

Produtividade e Tomates

Conheça a Técnica Pomodoro, aprenda a gerenciar melhor seu tempo e entenda como fazer mais pausas pode te deixar mais produtivo.

por Dani Guerrato

Porque você deve sua vida a Dave Winer

O developer norte-americano de 59 anos criou o RSS, o primeiro sistema de blogs, entre outras tecnologias. E está de olho no futuro da publicação digital

por Eduardo Fernandes

Web Components: Introdução

Entenda os principais tópicos e as informações iniciais sobre Web Components.

por Diego Eis

Cinco tecnologias fantásticas de uso corriqueiro

Como a tecnologia comum, que usamos todos os dias, pode ainda impressionar.

por Manoel Netto

Criando um “blog” no Github com tinypress.

Uma ferramenta minimalista para criar um blog estático no Github. Simples, rápido e sem gastar nada.

por Victor "reidark" Matias

Anotações Palestra 16ELW – Zeno Rocha

Anotações da palestra do Zeno Rocha no evento 16 Encontro Locaweb

por Diego Eis

Macaw: O que você vê é o que você tem.

Desenhe a web.

por Victor "reidark" Matias

6 dicas para se dar bem em freelas e trabalhos remotos

Você tem uma série de disciplinas que fazem você ser um dev melhor trabalhando remoto e apurando seu senso de responsabilidade

por Diego Eis

Ghost – A simples e perfeita plataforma para publicações

E nós não estamos falando de fantasmas.

por Victor "reidark" Matias

SASS: Mixin ou Placeholder?

Você utiliza pré-processadores de CSS? Sabe a diferença entre um mixin e um placeholder? Entenda a diferença entre os dois e saiba quando utilizá-los.

por Raphael Fabeni

Duas dicas de como lidar com o Not Provided

Aprenda a lidar com esse cara chato na hora de analisar relatórios no Analytics. Todo mundo que trabalha com SEO, ou pelo menos boa parte da galera, possui o Google Analytics instalado em seus projetos para fazer análise dos dados de acesso e comportamento do usuário. Dessa forma, podemos compreender como o usuário se comporta em nosso site e traçar estratégias melhores. Provavelmente, você deve ter visto no relatório de palavras chave o famoso (e chato) not provided.

por Douglas Faria

BEM, um novo método para seu CSS

A busca por padrões na criação de classes CSS é missão em diversas equipes front-end pelo mundo e o pessoal da Yandex parece ter conseguido definir uma metodologia, simples e funcional. Com vocês, BEM.

por Thaiana Poplade

Qual a dose certa de JavaScript

Um pouco de JavaScript não obstrusivo e quais as estratégias para garantir uma boa performance e acessibilidade em aplicações ricas.

por Jean Carlo Emer

O que falamos em 2013?

E o que vamos falar em 2014? Confira alguns do assuntos que fizeram a cabeça em 2013 e podem ser grandes promessas para 2014.

por Thaiana Poplade

Domínio Gratuito existe, mas, devo usá-lo?

Muitos tipos de domínio estão espalhados pela web, inclusive os gratuitos, mas, afinal, eu posso realmente usar?

por Victor "reidark" Matias

Ensine mais

Aprenda ensinando em 2014.

por Diego Eis

Transições inteligentes na experiência do usuário

Alguns websites superam outros, seja em seu conteúdo, usabilidade, design, funcionalidades, etc. Detalhes do design de interação e animação fazem uma diferença fundamental em websites modernos. Vamos compartilhar algumas lições tiradas de vários modelos e analisar por que esses simples padrões funcionam tão bem.

por Raphael Fabeni

CSS puro e simples (só que não).

| Pré-processadores, frameworks, novas propriedades e valores, novidades e mais novidades todas acontecendo ao mesmo tempo e ainda vemos profissionais de front-end perdendo a noção do uso puro e simples de folhas de estilo e da aplicação dos padrões. Por que isso acontece?

por Thaiana Poplade

Resultados do Survey 2013

Conheça os dados da pesquisa que fizemos este ano para conhecer alguns números e características do mercado de front-end brasileiro.

por Diego Eis

CSS on steroids

E se pudéssemos escrever folhas de estilo de forma mais poderosa, melhorar nosso código? Vamos lá, vamos ver quais as reais vantagens de se utilizar um pré-processador.

por Jean Carlo Emer

Workflow para cuidar dos seus assets

O termo assets é utilizado na economia para caracterizar todo recurso que se poderá tirar proveito no futuro. Mas não se preocupe, nosso assunto aqui é sobre desenvolvimento web.

por Jean Carlo Emer

Como testar design responsivo

Conheça algumas ferramentas essenciais para testar o seu layout, aprenda a sincronizar dispositivos móveis, organize sua própria biblioteca de testes e saiba o que fazer caso você não possua um smartphone.

por Dani Guerrato

Como se tornar um dev front-end

Alguns assuntos importantes que você, futuro dev front-end deve saber e conhecer.

por Diego Eis

Gestão ágil – Management 3.0

Minhas anotações sobre Management 3.0. Curso que fiz na AdaptWorks sobre gestão para métodologias ágeis.

por Diego Eis

Ferramentas e sites para tornar mais ágil o seu desenvolvimento

No dia-a-dia, a correria em cumprir prazos nos faz buscar e fazer uso de ferramentas que possam auxiliar na velocidade de desenvolvimento. Seja no front ou no design, em tempos de mudanças e transições, nada mais justo que uma lista de algumas ferramentas especiais para que você mantenha seu processo profissional e ágil.

por Thaiana Poplade

5 Razões para não fazer atendimento em redes sociais

Entenda por que atender seu cliente pelas redes sociais não é tão bom quanto parece.

por Manoel Netto

Redução Progressiva

Entenda como criar interfaces que se adaptam automaticamente de acordo com o perfil de uso do usuário.

por Dani Guerrato

Sobre organizar informação

Um pensamento sobre organização de informação.

por Diego Eis

Como escrever e-mails de apresentação

Saiba como evitar os principais erros na hora de redigir um e-mail, conheça dicas simples para ganhar a simpatia de quem está do outro lado do monitor e nunca mais esqueça seu portfólio.

por Dani Guerrato

O Designer Gladiador

Maximus era um grande guerreiro e demonstrava ser um excelente observador, desde pegar um punho de terra até reconhecer gladiadores nervosos e grandes parceiros de batalha. Antes de iniciar um projeto, você precisa reconhecer a arena e todas as suas variáveis.

por Bernard De Luna

Como evitar maus clientes

Por que cliente ruim, ninguém quer.

por Diego Eis

Design para telas sensíveis ao toque

Conheça quais são as técnicas, padrões e principais desafios para o desenvolvimento de aplicativos nativos e interfaces web touch screen.

por Dani Guerrato

Um novo mundo com Big Data

Entendendo um pouco sobre informações e big data.

por João Paulo de Almeida

Pré-processadores: usar ou não usar?

Meus dois centavos sobre a utilização de pré processadores de CSS.

por Diego Eis

Modos de Mesclagem em CSS – Blend Mode CSS

Neste artigo entenda como funcionam os modos de mesclagem e saiba como utilizar cada um deles através de simples parâmetros de CSS.

por Dani Guerrato

Child Themes – O que é, como fazer e quando usar

Muitas vezes o volume de trabalho é maior do que você ou sua empresa pode suportar, mas há um jeito de tornar o desenvolvimento dos seus projetos em Wordpress ainda mais rápidos.

por Breno Alves

Personalizando o painel de administração do WordPress

Aprenda a modificar o layout da dashboard de maneira simples para facilitar a navegação, personalizar a experiência do usuário e reforçar o branding.

por Dani Guerrato

O que é Design Atômico?

Conheça a nova metodologia para criação e desenvolvimento de layouts através de sistemas de interface modulares.

por Dani Guerrato

Storytelling

Neste artigo descubra como técnicas de storytelling podem ser aplicadas em web design para transformar a experiência do usuário.

por Dani Guerrato

O que é Sass? Entenda esse outro método de escrever CSS

Quando pensamos em produtividade, logo nos perguntamos e pesquisamos como aumentá-la sem grandes impactos. Então, os pré-processadores e frameworks para CSS vem suprir essa necessidade. Com vocês, um pouco de Sass.

por Thaiana Poplade

Sobre Cor e Webdesign

Entenda o funcionamento dos sistemas de cores mais utilizados da web e conheça ferramentas úteis para criar e organizar suas próprias paletas.

por Dani Guerrato

Desenvolvimento ágil utilizando Scrum

Conheça a metodologia Scrum e aprenda a colocar as estratégias na prática para gerenciar qualquer tipo de projeto.

por Dani Guerrato

jQuery 2.0

Conheça as vantagens (e desvantagens) da nova versão da biblioteca de JavaScript mais utilizada no mundo.

por Dani Guerrato

3 parâmetros de HTML que você deve usar em um futuro próximo

Imagens responsivas, downloads automáticos e logos em vetor sempre atualizados. Não é sonho. Conheça algumas novidades que nos esperam em um futuro próximo.

por Dani Guerrato

Anotações da palestra do Silvio Meira

Anotações da palestra que o Silvio Meira fez no Encontro Locaweb de Profissionais de Internet em Curitiba.

por Diego Eis

Atender bem para atender sempre

Alguns pontos importantes para começar a atender bem na web.

por Diego Eis

Grunt: você deveria estar usando!

Entenda como automatizar tarefas com GruntJS.

por Vagner Santana

Sobre prazos e produtividade

Um pensamento sobre prazos e produtividade.

por Diego Eis

WordPress para front-end, iniciando um projeto.

Estranho dizer que vamos falar de Wordpress classificando à um grupo específico, mas se o seu negócio é “html’s“, “css’s“ e algumas arriscadas em “jquery’s“ e “javascript’s“, você vai entender do que estou falando.

por Thaiana Poplade

Grids semânticos com LESS

Aprenda a construir rapidamente um grid semântico e responsivo utilizando CSS e uma ajudinha do LESS.

por Dani Guerrato

Locaweb Style – Como iniciamos

Como iniciamos e por que resolvemos criar um framework próprio aqui na Locaweb.

por Diego Eis

Locaweb Developer Network

Portal de Desenvolvedores da Locaweb.

por Diego Eis

E-mail Newsletter Responsivo

Entenda como funciona e como fazer um email marketing responsivo.

por Dani Guerrato

Startup e propósito

Depois que o dinheiro pinga no bolso o que sobra é apenas propósito.

por Diego Eis

Parallax Scrolling

Entenda como funciona o efeito parallax.

por Dani Guerrato

Imagens em alta resolução utilizando SVG

Entenda o que são imagens SVG e como você poderá utilizá-las hoje.

por Dani Guerrato

Esse texto é pra mim – mercado e atitude

Pensando alto.

por Diego Eis

História da Web – Uma timeline

Conheça a história da web numa linha do tempo completa e muito informativa.

por Diego Eis

O Front-end auxiliando o Marketing Digital

Nos dias atuais estamos ligados a semântica, seo, performance, boas práticas, entre outros assuntos, que tal ajudar também a equipe de Marketing Digital?

por Deivid Marques

Sobrevivendo na selva da Internet

Sites e mais sites sendo lançados a cada segundo, busca desenfreada para alcançar o topo das redes de pesquisa. Como controlar quem entra e saí de seu site? Ficar de olho apenas no Analytics ajuda?

por João Paulo de Almeida

Por que eu não gosto do nome startup

Um texto informal do por que eu não gosto do nome startup.

por Diego Eis

Drops 12 – Dicas de sobrevivência

| Essas dicas fazem parte da palestra que fiz no Tableless Conf (#tablelessconf).

por Diego Eis

Minha empresa está nas redes sociais. E agora?

Há alguns anos atrás não se acreditavam que as redes socias iriam alcançar tamanha proporção e poder de comunicação como hoje.

por João Paulo de Almeida

Eu não sou uma máquina

Além da grande barreira de acessibilidade, já que os CAPTCHAs tradicionais não costumam ser acessíveis, novas modalidades de CAPTCHA mais difíceis vem sendo criados para evitar que robôs consigam acessar seus formulários.

por Reinaldo Ferraz

Querido usuário: Por favor, atualize seu browser

Um texto que pode ajudar os usuários normais a atualizar seus browsers antigos.

por Diego Eis

Responsive Web Design – Adaptação vs Otimização

O que é melhor: um site que se adapta bem em diversas telas ou um site totalmente otimizado e de alta perfomance?

por Diego Eis

“HTTP Archive” Ferramenta para performance

| Verifique algumas características importantes sobre performance e velocidade do seu website.

por Giovanni Keppelen

Estruturação de front-end – Parte 1: Preprocessadores, Framewoks e Bibliotecas

Entenda a diferença entre preprocessadores, frameworks e bibliotecas de client-side. Saiba o que usar em seus projetos e quais as suas particularidades.

por Diego Eis

Project Glass

Um mundo atrás do seu óculos.

por Diego Eis

Schema – Marcação de dados estruturados

Entenda como o Schema pode ajudar a auxiliar o vocabulário de marcação de dados em páginas web.

por thiago-pacheco

Acessibilidade, como mudar o Brasil?

O que podemos fazer para mudar a realidade da acessibilidade no desenvolvimento de sites no Brasil? Participe.

por Elcio Ferreira

Responsive Web Design – focando a coisa certa

Será que todo mundo precisa de um design responsivo? Você pode não estar dando atenção para o que realmente importa.

por Diego Eis

Layouts antigos do Tableless

Versões antigas do layout do Tableless...

por Diego Eis

Agora é a vez dos desenvolvedores

A revolução pode começar sem você.

por Diego Eis

ePub: Aprenda a criar um livro digital

| Conheça as vantagens do formato, aprenda a criar um livro do zero, descubra as melhores práticas e porquê você deve correr dos geradores automáticos.

por Dani Guerrato

A melhor parte da viagem é o caminho

Um pouco de auto ajuda não faz mal a ninguém.

por Diego Eis

Um pensamento sobre design para web

Um pensamento sobre design impresso, desenvolvimento e design para web.

por Diego Eis

Experiência cross-device

Estamos prestes de presenciar uma invasão eletrônica de dispositivos de todos os tamanhos e utilidades em conjunto com aplicações onipresentes.

por Diego Eis

O IE6 vai morrer no Brasil

Estamos ficando mais perto do dia em que nossos problemas com o IE vão acabar... ou pelo menos ficar perto disso.

por Diego Eis

Convencimento e educação = liberdade

A obrigação do desenvolvedor client-side é educar e convencer. Porque ninguém gosta de perder tempo e dinheiro.

por Diego Eis

Mobile First – A arte de pensar com foco

Os dispositivos móveis estão tomando conta do mundo. Sendo assim, o que você acha de pensarmos nos dispositivos móveis antes de pensarmos nos desktops?

por Diego Eis

Você sabe o que é a “nova usabilidade”? – parte II

A nova usabilidade procura trazer abordagens para lidar com os novos desafios para o desenvolvimento de aplicações baseadas em tecnologias emergentes, como dispositivos móveis.

por Talita Pagani

Formulários e o Metawebdesign – Parte 1

Como montar formulários quando você é o responsável pelo código e design.

por Alysson Franklin

Biblioteca CSS ou Framework?

O que é melhor utilizar: biblioteca de CSS ou um Framework?

por Diego Eis

Quando utilizar (ou não) frameworks CSS

A utilização de frameworks HTML e/ou CSS ainda é um assunto que divide a opinião dos desenvolvedores.

por Talita Pagani

Introdução ao Responsive Web Design

Responsive Web Design é um nome bonito para um conceito antigo. Hoje seus usuários utilizam diversos dispositivos e meios de acesso para encontrar informação. Saiba como podemos entregar informação de forma eficaz e inteligente.

por Diego Eis

Tenha o DOM

Entenda o que é o Document Object Model e tenha o DOM.

por Alysson Franklin

Em tempo de transição, quais recursos utilizar?

Acompanhar todas as mudanças que o desenvolvimento web vem sofrendo é tarefa muito difícil e bastante trabalhosa. Alguns de nós ainda preferem sentir-se mais seguros quanto a regulamentação dessas diretrizes e outros já estão testando e experimentando. Pra onde podemos direcionar nossa postura às evoluções?

por Thaiana Poplade

Documentos acessíveis com WAI-ARIA em HTML5

A preocupação com acessibilidade tem aumentado gradativamente a cada nova versão do HTML e CSS, em vista de atender cada vez mais os usuários que possuem alguma deficiência.

por Talita Pagani

CSS3 com PIE – bordas, sombras e gradiente

Utilizar CSS3 no front-end de websites ainda parece uma realidade um pouco distante devido a incompatibilidade de renderização entre os browsers, mas com o lançamento final dos navegadores IE9 e Firefox 4, esta realidade fica ainda mais próxima da prática efetiva que vai criar a nova etapa do desenvolvimento tableless.

por Thaiana Poplade

Performance do seu CSS

Entenda o que pode melhorar ou piorar a performance de carregamento do seu CSS.

por Diego Eis

Comportamento e meios de acesso

Ainda lembro quando comprei meu primeiro smartphone. Odiava navegar naquilo. Eu estava acostumado a utilizer a internet em desktops, com telas grandes e confortáveis. Os sites também não ajudavam. Praticamente nenhum site tinha versão mobile ou uma que funcionasse direito. O Opera tentava fazer a parte dos desenvolvedores, tentando manipular o site para que ele fosse melhor visto em telas menores. Era bom, mas não o ideal. Hoje o cenário é diferente.

por Diego Eis

Vídeos mais acessíveis com HTML5 – parte II

Na primeira parte do artigo, vimos as principais características do DFXP, uma especificação do W3C para trabalhar com legendas em vídeos do HTML5. Agora iremos conhecer a estrutura de um arquivo DFXP e detalhar o conceito de regions. Estrutura básica de um arquivo DFXP Um arquivo DFXP é um arquivo baseado em XML que utiliza a linguagem Timed Text Markup Language (TTML). A TTML estabelece tags e propriedades específicas para atribuir uma informação textual a um intervalo de tempo, posicionar esta informação em uma determinada região do vídeo e formatar a apresentação desta informação.

por Talita Pagani

PDF – Browsers antigos: guerra contra o terror

Não quero que você gaste tempo e dinheiro à toa se você pode ter resultados melhores se mudar um pouco o foco do desenvolvimento. Quero que você entenda que os visitantes que utilizam browsers antigos são sempre a minoria.

por Diego Eis

Um raio-x do seu website

Ferramentas e metodologia para entregar mais e com maior qualidade. O Progressive Enhancement pode nos ajudar como mostramos em outros artigos. E hoje vamos mergulhar em um tópico específico da metodologia.

por Alysson Franklin

Criando Menus no WordPress

Aprenda a adicionar menus e edite no seu próprio painel de administração com as páginas ou links que você quer

por Paulo Rodrigues

HTML 5, novos elementos e atributos.

Em meio à tutoriais e artigos a respeito, em alguns minutos consegue-se perceber algumas das novas possibilidades que o HTML 5 proporcionará, mas na prática da construção de códigos para interfaces, o que será possível além de secções, barras de menu, barras laterais, etc?

por Thaiana Poplade

12 plugins jQuery para começar bem o ano

Confira uma lista de plugins jQuery, em sua maioria novidades, para acrescentar opções à sua caixa de ferramentas na hora de desenvolver uma interface web.

por Davi Ferreira

Boas práticas na estruturação de interfaces.

O planejamento estrutural de seu código html é também de grande importância para organização de tags e propriedades css, para o trabalho em equipe e para uma manutenção facilitada.

por Thaiana Poplade

Carrinho de compras com drag and drop

O mercado de e-commerce não para de crescer e este crescimento vem acompanhando de diversas novidades e melhorias nas interfaces das lojas virtuais. Uma delas é opção de arrastar e soltar produtos no carrinho de compras e é isso que você aprende neste artigo.

por Davi Ferreira

Estabelecendo uma metodologia ágil para avaliação de usabilidade

Como forma de estabelecer um processo ágil para testes de usabilidade, uma das abordagens mais viáveis é a avaliação heurística, um método onde os próprios especialistas da empresa avaliam a interface de acordo com as heurísticas de usabilidade.

por Talita Pagani

Aplicando um Plano de Usabilidade – Parte 1

Aprenda a planejar e analisar seu website antes de colocar a mão na massa - quer dizer, no código.

por Alysson Franklin

CSSDoc – padrão para documentação de folhas de estilo

Como padronizar seu código CSS com eficiência com CSSDoc.

por Talita Pagani

Introdução a Microdata no HTML5

De forma similar aos microformats, microdata do HTML5 permite representar determinadas informações de forma mais semântica.

por Talita Pagani

Bem vindo a Xangri-lá – Parte 2

Voltamos a Xangri-lá, para entender como as coisas funcionam. Veja como aplicar o Progressive Enhancement criando e customizando metodologias de trabalho. As expectativas e considerações do cliente geram o design e a funcionalidade de sua aplicação.

por Alysson Franklin

Bem vindo a Xangri-lá – Parte 1

Progressive Enhancement, Graceful Degradation e um horizonte perdido que precisa ser encontrado no desenvolvimento web

por Alysson Franklin

Navegabilidade em Dispositivos Móveis

Minimizar a quantidade de informações e o esforço de interação com os elementos de interface. Estes são os princípios-chave que para que websites possam ser utilizados da melhor forma em dispositivos móveis.

por Talita Pagani

Responsabilidade de um dev client-side

Designer de web tem que saber codificar HTML/CSS/Javascript? Um desenvolvedor client-side tem que saber design?

por Diego Eis

Templates e jQuery – parte 1

Separar a programação do HTML é uma prática constante no desenvolvimento web. Durante muito tempo, no entanto, o JavaScript ficou de fora dessa. Chegou a hora de reverter este quadro.

por Davi Ferreira

Javascript e acessibilidade

Dando continuidade a nossa série sobre acessibilidade, confira algumas dicas para desenvolver sites dinâmicos tendo um mínimo de cuidado com screen readers e navegadores com JavaScript desabilitado.

por Davi Ferreira

Vote no Especialista em Usabilidade para Presidente

A usabilidade é algo muito abrangente e você, profissional front-end, tem muito a ver com isso.

por Alysson Franklin

Como tornar seu website acessível?

Ao ler este título talvez você esteja se perguntando: “mas se ele já foi publicado, já pode ser acessado por todos, certo?!” e a resposta mais correta é: “depende”. Que tal entender melhor o que significa acessibilidade na web?

por Thaiana Poplade

Usabilidade para desenvolvedores front-end

A usabilidade possui diversos critérios a serem trabalhados durante todo o processo de desenvolvimento de uma interface, mas no dia-a-dia podemos melhorar a experiência do usuário através de pequenos detalhes.

por Talita Pagani

Associando eventos dinamicamente

Você sabia que é possível associar eventos antes mesmo dos elementos estarem presentes no DOM? Conheça os métodos .live() e .delegate() e aprenda a interagir com ações do usuário no seu site.

por Davi Ferreira

6 estratégias para melhorar a organização do seu CSS

Algumas estratégias simples podem ser utilizadas para deixar o seu CSS mais organizado, consistente e de fácil manutenção.

por Talita Pagani

Afinal, o que muda com o HTML 5?

Há algumas mudanças que vão ocorrer tanto nas estruturas técnicas do desenvolvimento de webpages quanto na postura e parâmetros que o profissional deverá apresentar na criação de um website.

por Thaiana Poplade

Anatomia de um plugin jQuery

jQuery é um framework JavaScript, o mais sexy do pedaço, que transformou essa linguagem em uma das mais importantes ferramentas presentes no set de um webdesigner ou um desenvolvedor frontend. O que antes era chato e complicado, passou a ser extremamente dinâmico e elegante.

por Davi Ferreira

HTML5 Diff

Um resumo do que mudou no HTML5 em comparação com o HTML4.

por Diego Eis

HTML5 e seus companheiros

O HTML5 veio para mudar. Mas o HTML5 sozinho não faz verão. Por isso, é bom que saibamos que o CSS e o Javascript fazem boa parte do trabalho.

por Diego Eis

Conteúdo, Flash e HTML

O HTML não vai tomar o lugar do Flash, entretanto, o Flash não será a única opção.

por Diego Eis

Emuladores para browsers mobiles

São diversos aparelhos com diversas versões de browsers. Qual escolher? Por onde nivelar o desenvolvimento? Qual browser é melhor?

por Diego Eis

Processos e Adoção de Padrões

Um pouco sobre o processo de aprovação e adoção de recomendações do W3C.

por Diego Eis

Produtividade: editores e snippets

Se você é um desenvolvedor de verdade, você deve conhecer seu editor de códigos. Não importa qual ele seja, contanto que você o conheça do começo ao fim, saiba suas limitações e saiba utilizar suas vantagens para minimizar o tempo de produção.

por Diego Eis

Porque é a web que comanda

Porque fazer um sistema que deve ser instalado no iPhone se você pode fazer um sistema web que pode ser acessível em todos os smartphones?

por Diego Eis

Camadas de desenvolvimento client-side

Você pode se assustar com isso, mas a tabela foi um marco na história do design para web. Ela abriu portas. Mostrou caminhos.

por Diego Eis

Introdução: diversidade dos meios acesso

Lidar com a quantidade de meios de acesso é e será um grande desafio no desenvolvimento para web. E não estou falando apenas sobre mobiles. O negócio é mais amplo e complexo. Há mobiles, desktops, consoles e uma pancada de outos dispositivos que ainda não são populares, mas serão um dia.

por Diego Eis

Ah, o maravilhoso mundo real

O que é mais importante, RDF ou bordas arredondadas? O novo formato de especificações modulares do W3C vai ajudar os desenvolvedores, agilizando os releases de navegador, ou vai tornar nossa vida uma bagunça?

por Elcio Ferreira

Pulga na cueca e experimentando o HTML5

Tenho pulga na cueca. Não no sentido literal. Claro. Eu não agüentei e mudei novamente o Tableless, por fora e por dentro. Por fora ele ficou mais bonito. Por dentro, ele está implementado com as novas tags de estrutura do HTML5.

por Diego Eis

Seletores Complexos do CSS

Os seletores complexos mostram como a CSS pode ser dinâmica e direta.

por Diego Eis

HTML 5 – Mudanças na estrutura e semântica

Todos os dias sites e mais sites são publicados na internet e nenhum deles com um padrão de nomenclatura de classes e ids.

por Diego Eis

Canivetes na web

Durante muito tempo as agências web achavam que o desenvolvedor deveria ser uma espécie de canivete suiço.

por Diego Eis

HTML 5 – Semântica e o que é importante na web

Bem como o CSS3 o HTML 5 vem para mudar totalmente a forma que a web é construída.

por Diego Eis

Client-side e sua importância

Dar atenção a um código XHTML bem escrito, é abrir portas para deficientes e usuários de diversos dispositivos.

por Diego Eis

Um 2009 sem fôlego

Este foi um ano de batalhas como qualquer outro. Mas 2009 está chegando e quem sabe qual será o caminho que o desenvolvimento web irá percorrer?

por Diego Eis

Implementar XHTML/CSS é grátis

Você pode ser diferente, mas isso só depende de você.

por Diego Eis

Porque só para o iPhone?

O desenvolvimento web para iPhone é o início deu m novo modelo de desenvolvimento web para dispositivos móveis. Os browsers para aparelhos como o iPhone ou aparelhos como os S60 da Nokia, são um novo caminho de navegar.

por Diego Eis

Modulando o CSS

As vezes não é inteligente fazer o código CSS todo em apenas um arquivo CSS. É aí que entra a modularização do CSS.

por Diego Eis

Não “otimize” seu código

Quando fazíamos sites com tabelas, o grande problema era a quantidade de código que escrevíamos. Naquele tempo – 1996, 97, 98 – tínhamos outros pontos que precisavam de uma atenção maior. A conexão era lerda para todo mundo e isso dificultava um bocado as coisas. Por isso, fazer um site pesado era fora de cogitação. Ficávamos “mendigando” cada byte para que o site ficasse milésimos de segundo mais rápido.

por Diego Eis

Tabelas semânticas

Você já deve saber que o desenvolvimento utilizando Padrões Web preza pela Semântica no código. Todo código que você escrever deve dar algum significado ao conteúdo. E toda tag sem sua função específica e te ajuda a formar um código mais esperto e legível.

Alguns elementos por dependerem de várias tags para ter um funcionamento pleno, acabam sofrendo com o desinteresse dos desenvolvedores em entender melhor os diversos objetos que compoem um determinado elemento. Um caso bastante comum, além dos Formulários, é a formação das TABLES.

por Diego Eis

O Safari para iPhone – Desenvolvimento web para iPhone

O desenvolvimento web para mobiles está se tornando algo comum. Fazer sites para aparelhos como o iPhone deixou de ser coisa de outro mundo, mesmo assim, há certos detalhes que precisamos entender.

por Diego Eis

SEO para iniciantes – O básico

Se você não sabe por onde começar o trabalho de SEO, há alguns passos por onde você pode se aventurar até entender melhor todo o sistema. Os pontos à seguir são muito superficiais e nenhum garante que seu site ficará na primeira página. Mas a combinação de todos eles te garante uma base sólida para os pontos mais profundos do tratamento SEO.

por Diego Eis

Anotações sobre SEO

SEO é um assunto bastante interessante porque gira em torno de boatos, mitos e suposições. Na verdade, sabemos pouca coisa sobre o que ajuda ou não na boa colocação dos sites nos sistemas de busca. O engraçado é que esse mistério todo é levantado pelos próprios buscadores. Isso é necessário, sem dúvida. Imagine se qualquer pessoa pudessem fazer dinheiro. A situação é a mesma. Por isso, os buscadores, principalmente o Google, tem seus segredos e divulga apenas o necessário para que possamos fazer um bom trabalho.

por Diego Eis

O Chrome não quer dizer muita coisa

O Google lançou sua presença no mercado de browsers. Atitude interessante mas que para mim não quer dizer muita coisa. Ter um novo browser não muda muito (a minha) a vida dos desenvolvedores. Lembre-se que não importa quão bom seja o Firefox, Safari ou o Google Chrome, nós, desenvolvedores temos sempre que nivelar tudo por baixo, pelo Internet Explorer 6. Se o Chrome ou qualquer outro novo navegador ajudar com que o IE6 seja definitivamente descontinuado, eles serão bem-vindos. Caso contrário, o lançamento de bons browsers só vai, por assim dizer, brochar a vontade dos profissionais que querem utilizar recursos mais avançados do CSS mas não podem por conta do IE6. O IE7 foi um avanço interessante. O IE8 está pretendendo ser. Mas até mesmo o IE8 não vai ser muito útil enquanto ele não tomar a o lugar do Internet Explorer 6. O mesmo vale para qualquer outro browser.

por Diego Eis

Criar páginas no WordPress

O WordPress permite total controle sobre a criação de conteúdo, inclusive a criação de novas páginas.

Para termos acesso a esse recurso, utilizamos o método wp_list_pages (), método pelo qual, após a criação das páginas, elas são mostradas automaticamente no seu site, pois a grande maioria dos templates para WordPress já vem com essa função, que fica localizada no arquivo header.php do tema do WordPress, gerando uma lista de páginas semelhante a essa:

por Pedro Rogério

White, Gray e Black Hats

Existem várias técnicas para colocar seu site em primeiro nos buscadores. As técnicas de SEO se encaixam em três grandes árvores: White Hat (chapéu branco) que são as legais e recomendadas pelos buscadores. Gray Hat, que se utilizadas de forma abusiva são consideradas anti-éticas, embora os buscadores não tenham controle sobre sua prática. Há outras técnicas totalmente ilegais, utilizadas para ter alguma vantagem rápida ou burlar os resultados das buscas.

por Diego Eis

SEO – Sitemaps

Saiba como funciona o sitemap.xml

por Diego Eis

Web Standards Project – WaSP

No início, fabricantes de browsers, W3C e desenvolvedores começaram quase que ao mesmo tempo.

Neste começo não brotaram desenvolvedores web do chão. Essa profissão não existia. Os primeiros que trabalharam nessa área, migraram de profissões parecidas: quem era programador desktop naquele tempo, começou a programar para web. Quem era designer de impresso, começou a fazer design para web.

por Diego Eis

Anotações soltas sobre como vender e comprar na internet (por um leigo)

Você se conhece de verdade? Quando você compra alguma coisa, compra porque? Todo mundo diz que a ação de comprar é algo emocional. E por ser uma coisa emocional, fica mais difícil encontrarmos o real motivo pelo qual a pessoa compra ou deixa de comprar algo.

A Visie está vendendo um PDF sobre Produtividade. E com essa experiência pude tirar algumas lições. A principal delas é que algo digital ainda não substitui algo físico. O preço do PDF é bem parecido com o preço de alguns livros impressos. O conteúdo com certeza é o melhor que você encontrar sobre o assunto (jabá), então porque ainda encontro pessoas que não tem coragem de comprá-lo?

por Diego Eis

Charsets e Encodes – Tabelas de caracteres

Entenda como funciona a tabela de caracteres e encodes no HTML.

por Diego Eis

Browsers – Guerra Fria

Quando o Netscape e o Internet Explorer faziam a Guerra dos Browsers o principal objetivo era conquistar usuários. As formas que os dois utilizavam para adquirir adeptos eram prejudiciais para o desenvolvimento web. Basicamente o que os browsers faziam era criar códigos proprietários. Isso gerava um retrabalho terrível para os desenvolvedores. Se você tivesse 10 sites para gerenciar, na verdade seriam 20, por conta de ter a necessidade de haver uma versão para Netscape e outra para Internet Explorer. Isso gerava trabalho em dobro. Se houvesse alguma modificação no layout, texto ou programação, o desenvolvedor teria que atualizar as duas versões dos sites.

por Diego Eis

IE8 – O sonho não acabou

Para você se inteirar do assunto, leia Browser Targeting Version.

No artigo que recomendei acima, lá nos últimos parágrafos dei minha opinião sobre a antiga decisão da Microsoft:

Mesmo assim, acho que tudo deveria ser nivelado por cima. Porque os desenvolvedores que se preocupam e utilizam os Padrões da maneira correta, são os que devem marcar o browser? Não seria mais fácil criar uma metatag para marcar os sites que não devem ser renderizados com o suporte avançado de Padrões? Quem deve se preocupar, são os desenvolvedores que não dão a mínima para os Padrões. Eles sim devem trabalhar para deixar seus sites atualizados.

por Diego Eis

PDF sobre Produtividade

JABÁ: Há algum tempo trabalhando com treinamento, tive a oportunidade de conhecer desenvolvedores das mais diversas empresas, em vários estados. E percebi que há diferenças muito grandes no nível de conhecimento. De um lado, os twitters, bloggers, antenados leitores de feeds sempre ligados na última novidade. De outro, os programadores que migraram com dificuldade de Win32 para a Web, e estão usando praticamente a mesma tecnologia há seis ou sete anos.

Não é incomum encontrar, por exemplo, equipes inteiras de desenvolvedores que não trabalham com controle de versão. Ou gente que nunca ouviu falar em testes unitários. Ou quem ainda acredita que simplesmente aprender UML vai resolver todos os seus problemas.

por Elcio Ferreira

Sobre hipertextos

A linguagem básica de desenvolvimento para web é a HTML. O nome completo seria “Linguagem de Marcação de Hipertexto” – HyperText Marckup Language, que é o termo em inglês de onde se origina a abreviação HTML.

Durante muito tempo, nós desenvolvedores, ignoramos a importância da HTML. É ela que dá significado para a informação exibida e consumida na web. Por isso, é importante que saibamos suas características e em quais conceitos a HTML é baseada. Para começar a HTML é uma maneira de escrever hipertextos.

por Diego Eis

Browser Targeting Version

Para que possamos entender melhor o assunto do IE8 e como ele tratará as páginas, é bom que possamos entender o que houve no passado. Se você se lembrar bem como foi entre os anos de 1999, 2000 e 2001, provavelmente você vai lembrar que durante algum tempo, tínhamos que nos virar para garantir a total compatibilidade dos nossos sites em diversos browsers. Os principais eram o IE5, IE6, Firefox e Opera. Era uma época que – como no começo da bolha – estava tudo acontecendo ao mesmo tempo. Os Padrões Web estavam virando moda, os browsers, pelo menos os mais inteligentes, estavam se virando para suportar os Padrões, e os usuários ficando mais espertos e ativos na internet. Tudo era muito passível de erros de compatibilidade e renderização.

por Diego Eis

Comentários Condicionais – Não use

A utilização de comentários condicionais não é uma excelente maneira de contornar bugs. Os comentários condicionais são comentários incluídos no código HTML escritos exclusivamente para fazer uma parte do código funcionar no Internet Explorer.

Normalmente o uso dos comentários condicionais servem para especificar uma parte do código para a interpretação exclusiva pelo Internet Explorer. Alguns desenvolvedores criam um CSS exclusivo para o IE e utilizam os comentários condicionais para que apenas o Internet Explorer entenda este CSS. Assim é possível corrigir bugs que acontecem apenas no Internet Explorer.

por Diego Eis

Quem precisa de versão mobile?

Parece ser um erro comum dos novatos criar versões diferentes do mesmo site.

O ano era 1997. Eu e e todo mundo que eu conhecia usávamos Netscape Navigator. Foi o ano em que, pela primeira vez, fiz um site sozinho. Tudo, atendi o cliente, preparei textos, fotos, fiz o layout, se é que se pode chamar aquilo de layout, criei uma conta no Geocities e publiquei. Em seguida entrei no Yahoo! e cadastrei o site, para que aparecesse nas buscas.

por Elcio Ferreira

Centralizando um objeto na Horizontal e Vertical com CSS

Saiba como centralizar um objeto na horizontal e vertical apenas com CSS.

por Diego Eis

Criando um Menu Horizontal com CSS

Aprenda como criar um menu horizontal padrão com CSS.

por Diego Eis

Email bom é TXT

Você é um sujeito antenado e sabe disso. Mas talvez seu chefe não saiba. Talvez seu cliente não saiba. (Talvez você mesmo não saiba.) Ou por qualquer outro motivo, você pode se ver obrigado a enviar uma newsletter em HTML. E agora, o que você faz? Chuta o pau da barraca, abre o Dreamwaver e prepara “aquele” layout?

Você ainda pode, mesmo enviando emails em HTML, se preocupar em tornar melhor a experiência de seu usuário. Vejamos:

por Elcio Ferreira

Escrevendo um XHTML válido

Acho que todos já ouviram falar de Web Semântica, para quem não ouviu, em poucas palavras é: Um projeto para organizar e estruturar a informação da WEB. Ter uma Web com as suas informações todas “organizadas” é extremamente importante, isso facilita uma busca pela Web por informações mais precisas. Para que seu arquivo possa ser lido por máquinas além de humanos é muito importante que você escreva um XHTML válido, com isso você está fazendo com que as informações do seu site fique mais acessível para as buscas, contribuindo para o projeto e principalmente melhorando as visitas do seu site.

por Diego Eis

HTML simples com XML e CSS

Qualquer um que codifique HTML, ou mesmo use um editor WYSIWYG, já esbarrou no problema. Se você trabalha com internet, já deve ter tido também esse problema. O código se tornou complexo, com várias tabelas, uma dentro da outra. Vários frames, com uma porção de scripts para manter o conteúdo atualizado entre eles. Uma parte da aplicação rodando em um pop-up, com um script que atualiza o conteúdo principal.

por Elcio Ferreira

Image-Replacement x Imagens

Este assunto é muito abrangente e divertido de ser debatido. Portanto, se você discordar deste texto, quero que lembre que é minha opinião… claro, sempre podemos mudar de idéia. 😀 Para não viajarmos muito, vamos pegar como pauta deste texto, o ponto que discutimos na “Lições Sobre Semântica #3”. O ponto era fazer títulos com imagens ou image-replacement? Bem, felizmente temos uma base para nos guiar… O código deve ficar o mais semântico possível.

por Diego Eis

Informação e Formatação; As duas camadas de desenvolvimento web

Se você já leu alguma coisa sobre Tableless, já deve ter percebido que nesse método nós separamos a informação da formatação. Para fazer a formatação do site, ou seja, para literalmente aplicarmos o design do site, nós usamos o CSS (as famosas Folhas de Estilo), que eu julgo ser a principal ferramenta do desenvolvedor para criar sites tableless. Para a apresentação da informação, você pode usar HTML ou XHTML, o que você achar mais apropriado.

por Diego Eis

Lidando bem com os bloqueadores de pop-up

Todo mundo que já experimentou ama bloqueadores de pop-ups. Navegando há anos com Opera e Konqueror e usando Firefox para acessar o Gmail, ainda me assusto quando preciso navegar no IE, seja num cybercafé ou na máquina de um amigo. Como é que as pessoas podem conviver com aquilo? Pop-ups são muito chatos, e se você não acha é porque ainda não experimentou viver sem eles tempo o suficiente.

por Elcio Ferreira

O Caminho Suave para o Tableless

A maior parte dos desenvolvedores web, designers ou programadores, começaram antes do surgimento dos movimentos em prol dos padrões web, usando tabelas para montar layouts em editores WYSIWYG, e ainda hoje este método é usado na maioria dos projetos de internet. Logo, é natural que muita gente, ao começar a entender o valor dos padrões, se pergunte como migrar do desenvolvimento “tradicional” para o desenvolvimento de código semanticamente coerente.

por Elcio Ferreira

Sites para Dispositivos Móveis – MediaType

Felizmente, com a ajuda dos Web Standards, o trabalho para criar um site ficou muito mais fácil, rápida e o mais importante, divertida. Hoje, você troca de layout a hora que quiser, sem se preocupar em ter que refazer todo o código e programação. Eles já estão feitos, por que ter que recriá-los? Então, você troca apenas 1 arquivo CSS, e seu site muda completamente, sem dor de cabeça, apenas mudando a lente de formatação.

por Diego Eis

Flock 1.0 – agora dá para usar

O Firefox é o browser do meu coracão. Não vivo mais sem suas extensões. Se você é desenvolvedor e usa Firefox, sabe do que estou falando. Só que eu não sou apenas desenvolvedor. Nas horas vagas, sou gente normal. Gosto de passar uma parte do meu tempo navegando pelos meus sites prediletos. Por isso, eu gastava algumas horas procurando por extensões que me deixassem mais ligado em sites como Flickr, Twitter e Del.

por Diego Eis

Dicas para ter compatibilidade nos browsers

Estava lendo o artigo do Fugita e pensei comigo mesmo: – Porque todo mundo sempre quer matar o Internet Explorer? A pergunta não foi difícil de responder: Compatibilidade. Quando desenvolvemos com Padrões Web, a primeira coisa que aprendemos é a odiar o Internet Explorer. Sei disso porque a frase mais falada nos meus cursos e em algumas palestras é: Não funciona no IE6. Ou: Se funcionasse no IE6. Grande parte dos problemas de desenvolvimento de um site se deve pela falta de compatibilidade entre browsers.

por Diego Eis

Tabela de compatibilidade de CSS

Acabei de fazer uma Tabela de Compatibilidade de CSS.. Quem achar algum erro, por favor, me dá um alô. Essa tabela será atualizada com outros elementos do CSS. Ainda tenho alguns elementos pré-definidos que faltam ser colocados. Assim que der mais um tempinho, vou colocar os links dos exemplos e atualizar a tabela com novas coisas. Sei que a navegação vai ficar um pouco pesada. Preciso colocar links de âncora para poder facilitar a navegação entre as tabelas.

por Diego Eis

Isso é coisa básica

Não é a primeira vez que me perguntam se eu acoselho o uso de includes. Não sei o motivo, mas grande parte do pessoal não usa includes. Parece que isso é uma daquelas coisas de uso exclusivo de programadores. Engano deles. Includes (por exemplo) é uma das coisas que ajudam e muito o trabalho da equipe inteira. Menus, cabecalhos, rodapés, e qualquer coisa que você ache que vá se repetir em mais de uma página no site deve ser colocado em includes.

por Diego Eis

CSS Frameworks ou como desaprender CSS

O papo que agora está começando a rolar entre os desenvolvedores é sobre Frameworks para CSS. Sou totalmente contra a qualquer coisa que impeça o contato do desenvolvedor com o código. Sou avesso a qualquer tipo de interface que prometa facilitar o desenvolvimento, pelo menos de XHTML e CSS. Lembra daquele papo sobre o desenvolvedor “analbético” de código? Ainda acho que utilizar editores que suportam Snippets – ou Macros, dependendo do editor – são as melhores formas de se trabalhar se você quer agilidade.

por Diego Eis

Site em Ajax? Site em Flash? Pergunta ruim.

Recebi há poucos dias um email que me deixou intrigado. Um amigo descrevia um site que vai construir em breve e me perguntava: você acha que devo fazê-lo em Ajax? Essa é uma pergunta ruim. A boa pergunta seria: onde, nesse site, eu deveria usar Ajax? Enquanto os cabeças-pequenas ficam discutindo se devem fazer ou não site em Flash, o Flickr faz um site HTML, com um excelente slideshow em Flash.

por Elcio Ferreira

CSS Reset

Sempre que começo a escrever meu CSS, eu inicio colocando um * (asterísco) e zero algumas propriedades. Esse técnica se chama CSS Reset. Alguns elementos do HTML já tem um valor de margin, padding, borda e outros tipos de formatação definidos como padrão. O que acontece é que esses valores pré-definidos são necessários para que quando o site seja visto sem CSS algum, o usuário conseguirá ter um mínimo de legibilidade na visita.

por Diego Eis

Fiat Uno e Peugeot 206

Não preciso dizer que os dois carros são totalmente diferentes. Mas, qual dos dois você teria? Me diga… Se você pudesse escolher, você ficaria com qual dos dois? Acredito que 206 será a resposta mais dita para essa pergunta. Queria então fazer outra pergunta: Porque você escolheria o 206? O Uno também não vai te levar para lá e para cá como o 206? O que te faz querer um 206 e não um Uno?

por Diego Eis

Navegação em mobiles

Adquiri faz pouco tempo um MotoQ. Já estou passando da parte de adaptação e me acostumando melhor com as frescuras, limitações e vantagens do aparelho. Agora, consigo dar mais atenção a pontos mais interessantes e claro, que irão me ajudar no trabalho diário. Um deles é a navegação. Se acostumar a navegar num aparelhinho desses é algo realmente interessante e dependendo dos casos quebra um galho absurdo. Hoje eu uso o Opera Mobile para navegar.

por Diego Eis

font-face

A propriedade @font-face permite que usemos famílias de fontes que não estão instaladas no computador do usuário. Estamos acostumados a usar (os designers que o digam) um pacote de fontes muito limitado de fonts. O @font-face faz com que o browser baixe, instale e renderize uma font na página. Nem preciso falar que isso pode deixar o site um pouco mais lerdo. Outro ponto é que nenhum dos browsers tem suporte para isso hoje.

por Diego Eis

Desenvolvedor Retrógrado

Neste post que o Ronaldo publicou, me (assustou) chamou muito a atenção o comentário que um dos leitores fez. Tableless é mais dificil de implementar Não sei o que ele quis dizer com isso, mas em todos os clientes que eu prestei consultoria, presenciei de perto resultados contrários a esta afirmação. Lembro-me de quando atendemos o Terra. No final do curso, eles já tinham a home do site feita em Tableless e já pronta para publicar.

por Diego Eis

Desenvolvedor analfabeto (sim, é sobre WYSIWYG)

A idéia é que você saiba HTML de ponta a ponta.

por Diego Eis

O futuro do CSS

Muito interessante o artigo que o Andy Budd publicou estes dias. Ele fala sobre o futuro do CSS e de outras tecnologias que o W3C cuida. Ele comenta que em vez de o W3C tentar antecipar o futuro e tentar criar soluções para problemas que talvez teremos daqui alguns anos, ele poderia solucionar problemas atuais que temos ao desenvolver sites. Por exemplo, maiores revisões no CSS. Claro, concordo com o cara.

por Diego Eis

Opera, só se não for para Desktops

O Opera lançou sua versão para Wii (@MeioBit). Eu usei Opera durante algum tempo antes de virar escravo das extensões do Firefox. Browser rápido, pequeno em tamanho, funciona bem em qualquer plataforma. Acontece que para Desktops, ele é um dos browsers menos usados. Isso é verdade. Mas e daí? Eu acho, que eles não estão nem aí com isso. Agora surgiu o Opera para Wii. E o que isso quer dizer?

por Diego Eis

99% é bom pra caramba

Se você é um daqueles desenvolvedores puristas, que acha que um site tableless deve ser validado não importa o que aconteça, que o código deve estar 100% correto… que se alguém fizer alguma gambiarra, mais simples que seja, deve ser desmembrado e se ainda estiver vivo jogado em óleo fervente, esse post não é pra você. 99% é bom pra caramba. É uma das frases que nós aqui da Visie falamos para quem está começando agora no mundo dos Padrões Web.

por Diego Eis

Pra que simplificar se pode complicar? (Offtopic?)

Domigo fui em um restaurante chamado Outback. Já foi? Se não, tenta ir. A comida e o atendimento são excepcionais. Mas o ponto é outro… Estava fazendo um pedido para a moça que estava nos atendendo. Fiz meu pedido com uma pequena observação: eu queria que meu sanduíche viesse sem bacon. E ela anotou uma observação abaixo do meu pedido, mais ou menos assim: E380A. Achei estranho e como bom curioso, perguntei para ela: – Moça, não era melhor escrever SEM BACON?

por Diego Eis

Lições sobre Semântica #4 – Listas

Recebi por email uma dúvida simples mas que muitas vezes o pessoal faz confusão: Bem, gostaria de saber semânticamente como vocês tratam uma sequência de ações, exemplo: Ler comentário Ler todo o Artigo Deixar Comentários Versão para impressão Já vi o pessoal por ai na web fazendo de diversas maneiras, usando um seguido de 1 para cada ação dessas, exemplo: Ler comentário>Ler todo o artigoDeixar comentários Essa seqüencia é feita com Listas.

por Diego Eis

Sobre Internet Banking

O Bruno falou sobre o internet banking do bradesco. E eu não sou contra a posição dele. Já vi por dentro o internet banking do Itaú, Bradesco, Real e Unibanco (versão antiga) e realmente o melhor que vi até agora foi o do Itaú. O ponto mais crítico na minha opinião – não é nem o fato de nenhum deles seguirem ao pé da letra os padrões web – é a compatibilidade.

por Diego Eis

Cuidado para não regredir

Você se lembra de quando esse treco todo de Web Standards começou a pegar aqui no Brasil? Muitos falavam que era moda, que ia passar… Outros queriam descobrir as vantagens e outros ainda as desvantagens. Foi bem parecido com o que aconteceu com o “Ajax”. Nos dois começaram a surgir pessoas praticando os conceitos com afinco e tendo resultados interessantes. Entretanto há uma outra parte que mesmo utilizando conceitos novos, conseguiram regredir.

por Diego Eis

Explorando o Tableless.com.br

Em tempos de correria como os atuais, fica meio complicado para escrever artigos mais técnicos e mostram códigos interessantes. Por isso, para os navegantes que acabam de chegar ou para os leitores que estão a mais tempo, é sempre bom dar uma navegada nas entranhas do site para encontrar coisas interessantes. Abaixo, deixo o link para que você possa conferir alguns artigos técnicos escondidos pelos links aqui do Tableless.com.br. Deve ajudar um bocado dos visitantes:

por Diego Eis

O desenvolvedor e a ganância por economizar código

Está certo que o desenvolvedor é um bicho estranho, cheio de manias intratáveis e teimoso, mas muito teimoso. Mesmo assim há alguns pontos que podemos tratar antes que vire algo irrecuperável. Um destes pontos é a ganância por economizar código, seja ele qual for. Vamos pegar aqui exemplos de XHTML e CSS. Lembra do tempo que você trabalhava com códigos mais ou menos assim:<br /> ...<br /> <table width="100%" border="0" cellpadding="0" cellspacing="0" style="background:url(http://www.

por Diego Eis

Estruturando o código CSS

Este era um assunto que eu queria falar aqui a muito tempo. Vi este link no URL Sinistras e me animei a escrever sobre. Estruturar o código CSS de uma maneira simples e intuitiva ajuda muito no desenvolvimento. Já vi várias pessoas fazendo códigos mirabolantes e depois perdendo tempo porque havia problemas de conflito no CSS. Vou falar aqui como eu monto meu CSS ou como pelo menos eu tento montá-lo.

por Diego Eis

Máscaras Javascript em Campos de Formulário

Vou tentar, uma vez por semana, responder aqui a alguma dúvida de algum aluno dos cursos da Visie que seja útil para todo mundo. A de hoje: Javascript: máscara em campos de formulário simples e crossbrowser: Uma dúvida muito comum diz respeito ao tratamento de teclas para campos de formulário. É um hábito de programadores de sistemas Desktop filtrar o que o usuário digita em campos como, por exemplo, data e CPF, permitindo apenas que ele digite número, e colocando automaticamente pontos, traços e outros separadores conforme ele digita.

por Elcio Ferreira

Caminhando pelo HTML – parte 1

Vou publicar aqui a série de artigos sobre HTML que escrevi para a revista Webdesign. É uma série de 5 e vai sair um a cada 15 dias. Segue o primeiro:

por Elcio Ferreira

Se virando pra testar – Parte 2: Desktops Virtuais

No último post da série falamos sobre sites que tiram screenshots. Como eles são serviços online, você pode testar em qualquer lugar, a qualquer hora, onde quer que tenha um ponto de internet. Os Desktops Virtuais já são mais complexos. Você tem que usar localmente e muitas vezes é desconfortável porque, dependendo do computador e do sistema base, a virtualização pode se tornar penosa. Mesmo assim, utilizar algum desktop virtual é uma ótima pedida porque pode ser mais rápido que ficar esperando os screenshots ficarem prontos.

por Diego Eis

Se virando pra testar – Parte 1: Screenshots

A hora de testes é um parto. Você sabe. Quem nunca tremeu na base quando ouviu aquela frase: – Vixi, o site está quebrado no mac. ou: – Nem queira ver o site no Linux. Eu sei que hoje em dia os browsers estão cada vez mais confiáveis e muito parecidos entre si. Mas mesmo assim ainda acontecem algumas peculiaridades não planejadas, ainda mais quando estamos migrando tanto nosso conhecimento quanto nosso site para os Padrões Web.

por Diego Eis

Validar é importante?!

Não sei se você já parou para pensar neste assunto, mas validar seu código é importante? Se é importante, o quanto ele é importante? O que é validar? O que faz de miraculoso o validador do W3C quando você coloca o endereço do site e clica no botão?! Nada. Ué. Nada que você não saiba fazer também. Ele apenas – escute bem – verifica a sintaxe do seu código XHTML/HTML. Sabe aquele código “bonito” que você escreveu em alguma madrugada dessas?

por Diego Eis

Agregadores de Feeds

Depois que falei do feed aqui do Tableless, uma boa galera resolveu experimentar. Claro, para começar a consumir os feeds você precisa de um agregador que monitore os seus sites atrás de novidades. Felizmente, agregadores de feeds é o que não falta e com certeza você encontrará um que se encaixe no seu perfil. Você encontra agregadores de feeds instaláveis no seu desktop ou agregadores online. Eu particularmente, prefiro os online, por vários motivos óbvios, como por exemplo, poder acessar meus feeds aonde quer que eu esteja.

por Diego Eis

Internet Explorer 7 chegando na festa… atrasado.

Todo mundo já falou, já citou, já linkou. Sim, o IE7 saiu. Mas e daí? Ele chegou na festa atrasado. Talvez, possa ser uma grande novidade para grande parte dos usuários que usam Windows (original). Mas e pra gente… Para os desenvolvedores, que inicialmente serão os primeiros a notar diferenças? Vocês se lembram quando ainda tínhamos que nos preocupar com o IE5? O IE6 já era líder, e mesmo assim, tínhamos que nos preocupar com as poucas pessoas que usavam o IE5.

por Diego Eis

Coisas úteis que não funcionam no IE #2 – Altura e Largura mínima e máxima

Existe quatro propriedades interessantes no CSS que nos permitem definir uma largura e uma altura mínima e máxima para os elementos. Essas propriedades são: min-width, max-width, min-height e max-height. Vamos supor que você faça um site fluído, mas que se o usuário estiver usando uma resolução muito grande, o layout não vá até o final da janela, para não deixar o layout tão feio. Tipo, se o layout ficasse bom até a resolução de 1152, mas não ficasse tão bom numa resolução de 1280.

por Diego Eis

Coisas úteis que não funcionam no IE #1 – seletor inteligente

Sempre digo uma frase nos meus cursos, que qualquer dia desses vai virar lenda. Enquanto estou explicando alguma técnica, seletor ou alguma outra propriedade extremamente útil para os alunos, no final da explicação, vem a frase: Só que isso não funciona no IE. Os alunos sempre estão com aquelas caras de maravilhados e vendo um milhão de problemas resolvidos quando mostro alguma propriedade ou técnica de CSS miraculosa. Mas sempre essas caras são substituídas por expressões de, como eu poderia dizer, desgosto, ao mencionar a frase acima.

por Diego Eis

Editores

Introdução sobre alguns editores mais comuns para se trabalhar com HTML e CSS.

por Diego Eis

Padrões Web em grandes empresas

Porque é tão dificil adotar Padrões Web em grandes empresas? E quando adotam, porque é sempre pela metade? Parece um enigma indecifrável, até você conhecer o processo de trabalho de uma grande empresa. Já recebi muitos emails acusando essas empresas de atrasarem a adoção dos Padrões. Dizendo que elas não estão interessadas em mudar de hábito, mudar de método e tudo mais… Eu acho totalmente o contrário. Você acha que alguma empresa com o mínimo de bom senso, ignoraria alguma oportunidade de economizar dinheiro, de aumentar a produtividade e melhorar a qualidade de seus produtos?

por Diego Eis

Padrões Web: De onde viemos, para onde vamos?

Duas semanas passadas, fui convidado para fazer uma palestra no Palácio dos Bandeirantes, aqui em São Paulo, para um grupo de desenvolvedores web que trabalham para o governo. Ótima iniciativa e ótimo evento, que vem melhorando e aumentando a bagagem dos profissionais web que trabalham em sites do governo. Pena que nem todos tem este gosto por inovação. O título da minha apresentação foi: Padrões Web: de onde viemos, para onde vamos?

por Diego Eis

Web Standards vs Tableless

Eu já falei muito sobre este assunto aqui, mas vejo que alguns desenvolvedores ainda tem dúvidas… Mesmo assim, pode servir de aviso para os marinheiros de primeira viagem. O Henrique escreveu no blog dele também sobre isso: Tableless vs Web Standards. Aliás, nós combinamos para escrevermos quase que ao mesmo tempo… 🙂 Talvez, se você nunca tenha me ouvido falar sobre o assunto, possa parecer um tanto assustador, mas ouça bem: Se um site é Tableless, não quer dizer que ele siga os Padrões.

por Diego Eis

CSS3 – Propriedade background

A propriedade background terá suporte a múltiplas imagens. Ou seja, você poderá colocar várias imagens de background em um elemento. Conseqüentemente a separação por vírgulas das propriedades aumentará um bocado. Você terá códigos do tipo: div {background-image: url(tl.png), url(tr.png), url(tr2.png);} Se você for definir tudo numa mesma linha e com o resto das propriedades, ficaria mais ou menos assim: div { background: url(t1.png) no-repeat left top, url(tr.png) no-repeat center center, url(tr2.

por Diego Eis

Sobre nomes e sobrenomes

Nomenclatura no desenvolvimento web é um assunto que muitas vezes é ignorado pela maioria dos profissionais. E é o que muitas vezes causa problemas no decorrer do projeto. Escolher nomes adeqüados, tanto para arquivos quanto para nomes de variáveis, identificação de elementos, seções e etc, é tão importante quanto qualquer outra parte do projeto. Este pequeno detalhe pode ser o começo de uma grande confusão sem volta. Imagine um site simples com elementos básicos como um cabeçalho, uma coluna na esquerda, uma coluna no meio para o conteúdo e outra coluna no lado direito, e por último o rodapé.

por Diego Eis

CSS Modular – Breve explicação

Há um artigo com mais detalhes aqui. Se você faz sites grandes usando CSS, já deve ter notado que chega uma etapa do trabalho que se não prestar a atenção devida, podemos nos perder em mundo de propriedades, classes e ids. O CSS ajuda muito no desenvolvimento, isso é fato e ninguém duvida. Acontece que se você não tiver o mínimo de organização, pode ficar tão bagunçado quanto desenvolver sites usando tabelas.

por Diego Eis

Aplicações comem conteúdo. Só os bem tratados.

Uma das perguntas mais badaladas que costumo ouvir de clientes e até mesmo pessoas que acabaram de conhecer os Padrões é: Como tal site fica sempre em primeiro no Google? E a segunda pergunta que sempre ouço, vem depois da resposta da primeira pergunta: Só? Um dos fatores (não o único) para que o Google (ou qualquer outra aplicação “um pouco inteligente”) defina se algum site aparecerá no topo de suas buscas, é a maneira com que seu conteúdo é tratado.

por Diego Eis

É a maldita da cultura.

O título deste post é uma resposta ao título e artigo que o O título deste post é uma resposta ao título e artigo que o no Revolução e Etc fez chamado O que está faltando nos blogs brasileiros? que faz parte de todo um assunto que vem se desdobrando desde a semana passada. Nós do BlogBits também discutimos sobre este assunto no último podcast que durou um pouco mais de 50 minutos.

por Diego Eis

CSS alternativo

Para oferecer um CSS alternativo para sua página é muito fácil, e você nem precisa de fazer um style switcher para funcionar. Para importar um CSS na página, geralmente usamos a tag link assim: <link rel="stylesheet" type="text/css" href="css1.css" /> Até aqui nada de sensacional. Agora vem o segredo (nem tão segredo assim): para servir outro CSS, você vai simplesmente duplicar esta linha com uma pequena diferença: no atributo “rel” você mudará o valor para “alternate stylesheet”, isto indicará que aquele CSS importado será alternativo, secundário.

por Diego Eis

Uma das vantagens dos Padrões

ESPN economiza mais de 700 Terabytes por ano. O ESPN consumia 2 Terabytes por dia, que dava um total de 730 Terabytes por ano! Eles conseguiram economizar cada um desses bytes redesenhando o site usando Padrões Web. Adotar os padrões trazem muitas vantagens para o site. Dependendo do tipo do site, uma vantagem fica mais aparente que as outras, normal. O site do ESPN é um portal de informação que recebe muitas visitas por dia, logo a principal vantagem que eles obteram quando adotaram os padrões foi a diminuição de código desnecessário, fazendo com que os arquivos ficassem menores e por sua vez possibilitando uma enorme economia de banda já que os usuários baixavam arquivos muito menores.

por Diego Eis

Subjetividade na Semântica

O Bruno escreveu um artigo sobre estruturação de formulários com listas não ordenadas. Este artigo me lembrou um assunto interessante que podem levar alguns à dúvida. Se você ler o artigo, perceberá que o Bruno sugeri uma solução para a estruturação de formulários manipulando listas não ordenadas (UL). Já o Fábio Caparica, fez um comentário dizendo que prefere usar uma estrutura baseada em DL, DT e DD. Eu, posso seguir a mesma linha de raciocínio, só que eu acho “mais semântico” fazer com listas ordenadas, já que o formulário segue uma linha lógica e dependendo das vezes uma linha de prioridade.

por Diego Eis

A Semântica é que manda

Um leitor do Tableless enviou um artigo muito interessante: Divless. Muitos desenvolvedores que começam a abordar os padrões tem muita dificuldade porque não prestam atenção em uma coisinha simples: semântica. Já cansei de falar em curso, em artigos, podcasts e tudo mais… Semântica é a alma do negócio. Semântica é a chave do desenvolvimento com padrões web. Se você entende semântica, você tem meio caminho andado. Todo mundo já sabe que cada tag, tem uma função semântica.

por Diego Eis

Breve introdução: XHTML Mobile Profile

XHTML MP é um subset do já conhecido XHTML. Ele é baseado em um outro subset de XHTML chamada XHTML Basic. O XHTML Basic é uma versão simplificada do XHTML definido pelo W3C. Ele foi feito especificamente para dispositivos com baixo poder de processamento como celulares, PDAs, pagers etc… O XHTML Basic não contém algumas características que esses dispositivos dificilmente suportam, como por exemplo: Frames, Folhas de Estilo em Cascata e scripts.

por Diego Eis

Video Tutorial #9 – Implementando a home de um site

Update: Você pode assistir mais video aulas como essa no Campus Online. Vídeos grátis de Tableless e Javascript. Esse Video Tutorial mostra o processo de aplicação de CSS em cima da estrutura HTML criada no Video Tutorial #8. UPDATE: Se alguém quiser baixar o vídeo, só clicar nesse link. O arquivo está em formato Rar (rarlab.com). O vídeo tem uma hora de duração, portanto esteja preparado. Meus comentários não foram muito incisivos porque eu não fiz o audio durante gravação.

por Diego Eis

A Era da Informação não chegou

Há tempos ouço falar que estamos vivendo uma tal de Era da Informação. Uma era onde ter acesso à informação seria fácil e sem complicação. Uma era onde mais importante que “ter” a informação é “saber onde” encontrá-la. Mas acho que esse tempo não chegou, ou melhor, ainda vai chegar. Hoje, se você quer obter alguma informação, você precisa estar na frente de um computador com acesso a internet. Outra alternativa, é visitar uma biblioteca e passar horas se divertindo com os livros.

por Diego Eis

TagSoup e programas WYSIWYG

Um camarada postou no seu blog o quanto ficou desapontado ao ver a TagSoup que o iWeb da Apple fazia com seu código. E diga-se de passagem, que código terrível. Muita gente fala que sou contra os programas WYSIWYG. Mas não sou, o que acontece é que nenhum deles satisfaz as minhas expectativas. Eu quero um código enxuto, organizado, fácil de entender, mas simplesmente eles não fazem um código assim.

por Diego Eis

Acessibilidade não é Altruísmo

O Bruno Torres publicou um artigo muito interessante sobre acessibilidade. Eu falo muito sobre acessibilidade aqui, e sempre enfatizo que o assunto é muito, muito importante. Com a adoção dos padrões, muitos outros assuntos como Usabilidade e Acessibilidade ganharam um foco maior, mostrando melhor suas importâncias. Acessibilidade não é Altruísmo

por Diego Eis

Banana ou Diamante, qual você é?

Sobre especialização e mercado de trabalho. No podcast#17, fiz um pequeno comentário sobre o mercado de trabalho. E o Elcio, acabou de postar lá no recém lançado blog da visie, um texto fantástico sobre o mesmo assunto. Um bom texto para as pessoas que estão acabando de chegar na área, e uma ótima dica para pessoas que já estão penando algum tempo. Ps.: para quem usa programas falidos para fazer websites como Fireworks, é bom dar uma lidinha.

por Diego Eis

Principais pontos da Acessibilidade na Web

Quando ouvimos falar de sites acessíveis, logo imaginamos sites que podem ser acessados por pessoas com necessidades especiais. Isso é um grande erro que não podemos cometer. Ao termos essa atitude, negligenciamos uma série de outros fatores que são extremamente importante para a boa acessibilidade do site. Abaixo, vamos tentar resumir os principais pontos que a Acessibilidade na Web alcança. Diversos Dispositivos Hoje o meio mais comum de navegar pela Web é usando um Desktop, ou seja, um Computador pessoal.

por Diego Eis

Auto-completar Ajax como o Google Suggest

Algumas pessoas tem escrito perguntando como se produz um efeito semelhante ao Google Suggest. Esta série de artigos e o script que a acompanha são uma maneira de tentar responder a esta dúvida. Como você pode ver lá, é o início do trabalho. Pretendo ter tudo pronto em duas semanas. Colaborações são muito bem vindas!

por Elcio Ferreira

Caminhando pelo HTML – parte 2

Este é o segundo artigo da série de cinco, “Caminhando pelo HTML”, que foi publicada originalmente na Revista Webdesign. Divirta-se.

por Elcio Ferreira

Uma breve história do CSS

Formatar informação dos sites não é algo novo. Por volta de 1970, no começo da trajetória do SGML, já se falava em algo parecido. Quando o HTML foi criado, a intenção não era de forma alguma, formatar informação. A medida que o HTML foi se popularizando e evoluindo, foram incluídas em suas qualidades, o domínio de controlar algumas aparências para o documento. Isso fez com que a linguagem ficasse muito complexa, mais dificil para entender e manter.

por Diego Eis

Descontos no DreamHost – para serviços anuais e mensais

Atenção: Se tiver problemas com o pagamento por ser necessário o Google Checkout, leia as instruções aqui: Pagando o Dreamhost com Google Checkout mesmo sendo brasileiro e outras informações aqui.[Atenção: Se tiver problemas com o pagamento por ser necessário o Google Checkout, leia as instruções aqui: Pagando o Dreamhost com Google Checkout mesmo sendo brasileiro e outras informações aqui.]1 Eu uso Dreamhost a muito tempo. Quase nunca tenho problemas (você já viu este site fora do ar?

por Diego Eis

Google, por quê?

O Google é aquela empresa que sabe exatamente o que é útil para todo e qualquer (ou quase) tipo de usuário. Eles detém um certo número de aplicações que vão desde organização e tratamento (bem básico) de fotos, até análise detalhada de informações sobre o seu site. O Google é um ótimo criador de soluções. E convenhamos, soluções no mínimo interessantes. Mas uma coisa me intriga. Depois de muito pensar sobre o Google e suas qualidades de fada madrinha, várias perguntas simples me vieram a cabeça.

por Diego Eis

Ainda arrumando

Os tutoriais sobre Ajax estão de volta.

por Elcio Ferreira

Cada um na sua

Poucos desenvolvedores sabem que a Microsoft, quando a guerra dos browsers ainda estava acontecendo, colocou o primeiro browser que aceitava CSS 1.0. Ela que teve a firmeza de espírito de pegar o pouco das recomendações de CSS que existiam, e implementá-las no Internet Explorer, que se não me engano, estava na versão 3 (se estou errado, só dizer). Isso é ponto pacífico. Não discutível e muito importante, por sinal. Naquele tempo, o foco era outro.

por Diego Eis

Código novo, maneira velha

Você, camarada antenado, que está entrando ou que está já está algum tempo no mundo dos Web Standards. Que já se acostumou com código enxuto, limpo e legível, lembra-se ainda de como era seu código antigo? Lembra-se de quanto código você escrevia para fazer um simples parágrafo, ou um menu? Código desnecessário, atrapalhando a vida de quem tivesse o desprazer de trabalhar com ele. Graças aos novos tempos, isso está mudando.

por Diego Eis

Web Standards e a Pílula Vermelha

Você já deve ter assistido o filme Matrix. Refiro-me ao primeiro filme, aquele que no final o cara sai voando. Então, me senti mais ou menos como ele quando pisei pela primeira vez no “ambiente” dos Padrões Web. Parecia que eu tinha tomado a pílula vermelha, e diferente do filme, descobri uma nova e bela realidade. Uma realidade onde quase (ressalva de uns e outros browsers) tudo é possível. E acho que é assim que todo desenvolvedor se sente quando começa a aprender e estudar os Web Standards.

por Diego Eis

A plataforma chamada Web

Acho que você já ouviu falar sobre Flickr, Backpack, Writeboard, Wikipedia, gMail, del.icio.us, e outros sistemas que estão na moda. O que os sistemas citados acima tem em comum? Por que eles estão fazendo tanto sucesso? Por que sempre que vejo o nome deles, sempre tem algo a ver com Web 2.0? Simples: Eles estão tratando a web de uma forma diferente. Eles estão tratando a web como uma plataforma, um lugar “onde as coisas acontecem”.

por Diego Eis

Um novo conceito de browser

Flock é um browser nada mais nada menos que um Firefox vitaminado com integrações com sites como Flickr, Del.icio.us, e sistemas de blogs personalisados como WordPress. Não vou falar sobre as extensões integradas, isso seria reinventar a roda, já que o Bruno Torres já deu um belo apanhado sobre isso no seu post “Flock – até agora nada empolgante“. Por isso, falar um pouco sobre o conceito pelo qual esse browser foi lançando seria mais interessante.

por Diego Eis

Web Semântica – Introdução

A Web Semântica é uma web que tem toda sua informação identificada e organizada. Possibilitando que essa informação seja entendida de forma sensata não só por seres humanos, mas também por máquinas. Continuar lendo… Este artigo está em atualização constante. Portanto, não se assuste se quando você o reler, ele estiver um pouco diferente. Muito cuidado para não confundir código semântico com Web Semântica. São coisas diferentes. Esse artigo é sobre Web Semântica.

por Diego Eis

Ajax para quem só ouviu falar

Sempre que um assunto entra em voga, aparece um monte de gente perguntando as mesmas perguntas de sempre. E, quando eu já estudei alguma coisa sobre o assunto, eu sempre tento, inutilmente, é verdade, escrever um artigo que elimine as dúvidas iniciais e mostre o “camino das pedras” para quem só ouviu falar naquilo e quer saber o que é, pra que serve, e ter uma idéia de como se faz.

por Elcio Ferreira

Série de artigos

Galera, eu estava pensando em começar uma série de artigos aqui no tableless. Seriam artigos falando sobre um assunto específco…. Eu poderia ter já escolhido um tema.. mas decidi deixar isso a critério de vocês… já que são vocês que lerão. Minhas sugestões seguem abaixo. Claro, vocês podem sugerir outros temas, ou apenas acrescentar algo em algum tema que sugeri. Acessibilidade Web Standards e Dispositivos Móveis Vantagens dos Web Standards Web Semântica Mais alguma sugestão?

por Diego Eis

O que é Tableless?

A Web foi criada para ser um ambiente onde fosse possível trocar informações livremente, e que essas informações pudessem ser acessadas ao redor do planeta por qualquer pessoa. Em 1994, foi criado o W3C (World Wide Web Consortium): um consórcio internacional, onde são desenvolvidas os padrões para a web (Web Standards) tais como: HTML, CSS, XML, XSLT, entre outros. Naquela época, no mercado de browsers, as opções ainda eram poucas: consistiam apenas em Lynx, Mozaic e Netscape Navigator, da Netscape Communications, então liderada por James Clark.

por Diego Eis

FAQ sobre Tableless

Entenda o que são Web Standards, o que é Tableless, quais as vantagens, relação com acessibilidade e tudo mais.

por Diego Eis

Matéria sobre Tableless

Tableless: A nova Web Esta é a matéria de capa da revista WebDesign. A matéria foi escrita pelo André Philippe Iunes, mas eu tive o prazer de contribuir juntamente com o Elcio e a Simone Villas Boas. Espero que gostem!

por Diego Eis

O maravilhoso mundo dos Browsers

Há muitos assuntos interessantes que podem ser estudados dentro dos Web Standards. Browsers é um assunto desse tipo. Nesse artigo, não abordei nenhum tópico histórico como a Guerra dos Browsers, que de fato, é um tópico que a maioria dos desenvolvedores mais gostam de estudar. Espero que gostem. O mundo mágico dos browsers

por Diego Eis

Css Hacks – Ruim com eles, pior sem eles.

O que são os CSS Hacks? Css Hacks não são mais do que “gambiarras” no código do css que abusam de erros de renderização dos navegadores. Para que serve?! Talvez você já enfrentou um problema parecido: Quando você está implementando um layout, e compara o resultado em vários navegadores, percebe que ficou certo em dois deles mas exclusivamente em um, ficou totalmente diferente. Você sabe que o defeito é simples de ser resolvido… sabe que é só mudar o tamanho do div, para fazer funcionar, mas se você o fizer, vai dar defeito nos outros dois navegadores que estavam certos.

por Diego Eis

KISS!

Calma, não é comercial de alguma banda de rock ou rede de relacionamento. Trata-se de um acrônimo: Keep It Simple, Stupid. Um grande número de problemas que os iniciantes enfrentam são por causa da complexidade do código. Muitas vezes os div´s aninhados substituem as tabelas aninhadas, fazendo o sentindo de se implementar com Padrões Web se perder. Deixar o mais simples possível. Praticar a simplicidade não é fácil… Parece simples, mas não é.

por Diego Eis

Layouts Tableless são quadrados

E eu já ouvi muito disso. Vendo os web sites que existem em sites como CssVault, Css Beauty e outros dessa linha, percebemos que não é bem assim. Criar sites quadrados e minimalistas é uma opção do designer e não porque o site foi feito usando web standards. Os Web Standards não estão aí para limitar e sim libertar, dar mais flexibilidade, mais facilidade. Se um site tem sombrinha, se é clean ou minimalista, não é necessáriamente a identidade dos sites tableless…

por Diego Eis

A importância de seguir padrões

Comecei a ler o livro “Estrada do futuro” escrito por Bill Gates. E no livro ele conta como a indústria da informática teve início. A história é muito interessante e eu sempre me impressiono pelo jeito e pela velocidade que tudo tomou forma. Na história, Bill Gates fala sobre a IBM. Ele conta qual foi seu primeiro passo para o mundo dos pc´s. E fala sobre como foi que eles conseguiram a maior fatia do mercado.

por Diego Eis

Design e complacência com padrões

Excelente post do Jonas: … A simplicidade de design, simplicidade extrema, que pode ser caracterizada por um estilo focado primordialmente no texto, conteúdo, e não nos ornamentos da página. Esse tipo de design é uma espécie de caminho natural para quem começa a entender a importância de padrões, e passa a utilizar técnicas modernas como o design tableless (layout definido via CSS) … Embora isso tenha acontecido na prática, a questão não é tão preto-no-branco quanto pode parecer ao leitor incauto.

por Elcio Ferreira

Curso de Web Standards

Os cursos da Visie são totalmente independentes. Os exercícios do curso são retirados de exemplos reais e demonstram de modo prático desafios enfrentados no dia-a-dia do desenvolvedor. O treinamento completo é voltado para designers e programadores que trabalham com internet. Em cada curso há assuntos com mais ênfase para programação ou design, entretanto, todos tiram proveito do curso como um todo. Você pode ter todos os detalhes que precisar visitando o site da Visie: visie.

por Elcio Ferreira

Tamanho do texto em diferentes browsers

Neste site mostra a diferença do tamanho dos textos em vários browsers. E este vem de bonus. Vale a pena dar uma olhada.

por Diego Eis

Documentos do W3C em Português

Traduções para o português de documentos W3C. Alguns artigos do W3C traduzidos para o português. Vale a pena conferir.

por Diego Eis

Construindo Sites com Padrões WEB

Uma série de artigos sobre Sites com Padrões Web que o Ronaldo M. Ferraz, está escrevendo. Estes artigos são ótimos para pessoas que estão começando a se interessar por Padrões da Web, e querem criar sites Tableless e responde a muitas questões freqüentes sobre o assunto. Já tem dois artigos prontos. É só conferir. Artigo 1 – Introdução Artigo 2 – Ferramentas

por Diego Eis

99,9% dos sites web estão obsoletos

O Pedro Mendes traduziu o artigo do Zeldman. 99,9% dos sites web estão obsoletos Lendo o artigo, eu tive mais certeza de que: Tableless é o bicho!

por Diego Eis

Quer estudar CSS?

É em inglês, mas mesmo assim dá para aprender um bocado. Ótimos exemplos de layouts em css, bugs de browsers, dicas de sites, etc… vale muito a pena ler os source (código fonte), e aprender um pouco sobre o que dá para fazer com CSS. http://www.positioniseverything.net/

por Diego Eis

Versões de Browsers Standalone

Normalmente precisamos testar sempre os sites nas duas verões correntes do Internet Explorer. No site Evolt.org, você consegue baixar duas ou mais versões de vários browsers. Se você tem o Internet Explorer 7 instalado, você baixa pelo site da Evolt.org a versão Standalone do Internet Explorer 6 e testa seus sites sem problema nenhum. Como eles aproveitam arquivos do próprio windows para rodar a versão antiga do browser.

por Diego Eis